Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 2 junho 2008

FC Start: o time que venceu o nazismo

02 de junho de 2008 5

Na quinta-feira,começamos a contar a história do FC Start: o time de jogadores do Dínamo Kiev que ousou derrotar o Nazismo dentro dos gramados e pagou com muito caro por isto. Hoje iremos contar a parte final da história.

Os alemães engoliram a derrota de 5×1 para o FC Start , mas alguns dias depois “posters” espalhados pela cidade anunciavam a revanche. Os cartazes falavam em “vingança”, em letras garrafais. Antes do jogo, apitado por um oficial das SS, sugeriu-se aos ucranianos que dessem uma demonstração de respeito ao adversário, fazendo no estádio a saudação nazista.

Alinhados em campo os dois times, os jogadores do Flakelf bateram os calcanhares ao levantar o braço direito para gritar orgulhosamente “Heil, Hitler”. Os jogadores do FC Start deram ao público a impressão de que iam repetir o gesto, mas em vez disso cruzaram o braço sobre o peito, gritando “FitzcultHura” – o “slogan” tradicional soviético.

No primeiro instante, os alemães não entenderam bem o que estava acontecendo, mas o público delirou. Logo no início do primeiro tempo, com o juiz disposto a ignorar qualquer falta cometida pelos alemães,Trusevich levou um pontapé que o deixou quase incapaz de jogar. E, para piorar as coisas, o Flakelf conseguiu abrir o escore, marcando 1 x 0.

O FC Start reagiu, com a multidão aplaudindo em delírio (e vaiando o Flakelf ). O primeiro tempo terminou FC Start 3 x Flakelf 1. Aí, um oficial SS foi ao vestiário. Cumprimentou os ucranianos, mas disse-lhes claramente que “não podiam esperar vencer”. E pedia-lhes que “aproveitassem aqueles momentos para pensar nas conseqüências”.

O FC Start não levou a sério a advertência. Não apenas venceu o jogo ( encerrado pelo juiz antes dos 90 minutos ), por 5 x 3. Deixou, ostensivamente, de marcar um sexto, parando a bola na porta do gol e virando as costas ao goleiro alemão. 

Os jogadores deixaram o campo sob o aplauso ensurdecedor da torcida. Para vocês terem uma idéia do que esta partida representa no histórico dos ucranianos, os detentores de ingressos desta partida tem passe livre em jogos do Dínamo Kiev. Até hoje.

Os alemães, porém, não engoliram a humilhação. O time ainda enfiou 8×0 no Rukh antes de ser enviado ao campo de prisioneiros de Baba Yar. Poucos dias mais tarde, o time inteiro foi preso e torturado pela Gestapo. Mikhail Kortkykh morreu torturado em Baba Yar. 

Alguns foram mandados para o sinistro campo de concentração de Siretz – onde Trusevich estava. Ele e outros quatro jogadores eram alguns das centenas de prisioneiros executados em represália aos ataques dos “partisans” ucranianos. 

Há poucos anos, os sobreviventes Goncharenko e Sviridovsky visitaram o monumento em honra aos colegas de time fuzilados. Nele está escrito: “Aos jogadores que morreram com a cabeça levantada ante o invasor nazista”.

TODAS AS PARTIDAS DO F.C. START:

21 de junho – FC Start 6×2 Guarnição húngara 
05 de julho – FC Start 11×0 Guarnição romena 
12 de julho – FC Start 9×1 Militares do batalhão ferroviário
17 de julho – FC Start 6×0 Exército da Wehrmacht
19 de julho – FC Start 5×1 MSG (Exército Húngaro de Ocupação)
21 de julho – FC Start 3×2 MSG (Exército Húngaro de Ocupação)
06 de agosto – FC Start 5×1 Flakelf (Exército Alemão, até então invicto)
09 de agosto – FC Start 5×3 Flakelf – 36 mil ucranianos no estádio
16 de agosto – FC Start 8×0 Rukh – Último jogo do time.

A partir desta história, nos anos 80 se fez um telefilme que tinha Sylvester Stallone, Michael Caine, e os ex-craques Pelé, o argentino Ardilles e o inglês Bobby Moore. O filme se chama “Fuga para a Vitória”, e possui uma história levemente parecida… Em resumo, uma droga.

Ainda não foi feito um filme ou um documentário digno desta história.

História digna de um povo heróico e defensor.

E para ser repetida ‘ad infinitum’…

CRÉDITO DAS FOTOS:

1 – Monumento aos heróis do FC Start, estádio Zênit, Kiev - 
2 – Memorial para os mortos do FC Start em Siretz, Ucrânia
3 – Sobreviventes Goncharenko e Sviridovsky em visita ao monumento no estádio Zênit
4 – Cartaz promocional do jogo FC Start x Flakelf – Domínio Público Ucraniano
5 – Paul Radomski (foto de 1935), comandante-em-chefe do campo nazista de prisioneiros de Siretz, Ucrânia – U.S. National Archives and Records
Administration.

Acidente espetacular em Le Mans!

02 de junho de 2008 0

O piloto espanhol Marc Gené, que já correu na Fórmula-1 e hoje atua no campeonato europeu de Endurance, capotou violentamente no circuito de Le Mans. Câmera de segurança da pista pegaram o piloto perdendo o controle de seu Peugeot e capotando antes de bater no “guard-rail” violentamente.

Gené só teve algumas fissuras no pé, mas teve sorte. Carros do estilo protótipo tem uma tendência grande de sair decolando por causa de seu forte “efeito-asa”, com as “minissaias” na lateral que aumentam a aerodinâmica e aderência em velocidade, mas causam problemas quando pegam vento por baixo do carro.

Postado por Perin, que lembra do SuperTrunfo com estes carros.

Os 20 gols perdidos mais ridículos da história

02 de junho de 2008 2

Para alegrar a segunda-feira de todos, mais lances cômicos no futebol mundial: TOP 20 gols perdidos..

No 9º lugar, uma do Mazinho e do Romário nas semis da Copa do Mundo de 1994… Imagina se a gente não tivesse ganho dos suecos????

Postado por Perin, fazendo a galera rir bastante…