Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 20 junho 2008

O último lance mágico: Jordan decide em 1998 contra o Utah Jazz

20 de junho de 2008 2

Se em 1993, Michael Jordan foi coadjuvante no jogo 6 decisivo das finais da NBA contra o Phoenix Suns, em 1998 foi bem diferente. O mesmo Jordan, já veterano com 35 anos, foi o protagonista principal das finais. Seu adversário na decisão era o fortíssimo Utah Jazz, de Karl Malone e John Stockton. O Chicago Bulls havia sido tricampeão entre 1991 e 1993. Jordan se aposentou para tentar jogar baseball e o time tornou-se figurante nas duas temporadas seguintes.

Em 1995, MJ retornou e o time de Chicago, adivinhem, ganhou a Liga sobre o Seattle Supersonics. Repetiu a dose em 1997 contra o Utah Jazz, time contra o qual repetiu a decisão na temporada seguinte.

Era o décimo ano consecutivo que Jordan era o cestinha da temporada (ele só não foi cestinha entre 86 e 98 nos dois anos que ficou de fora, 94 e 95). Na temporada anterior, os Bulls obtiveram o recorde de 72-10 vitórias na temporada regular.

Depois de um fácil caminho até a decisão, a série estava 3-2 para os Bulls, o jogo era no Delta Center em Salt Lake City. No sexto jogo, Jordan detonou: fez 54 pontos. Na temporada que seria de sua despedida, no jogo que poderia decidir o tricampeonato da NBA, ele foi simplesmente mágico.

Fez obscenos 45 pontos, mais da metade dos Bulls naquele dia e foi a estrela dos minutos finais. Os Bulls perdiam por 86-83 faltando 41 segundos e sem tempos extras para nenhum dos dois times. Jordan fez uma cestaça de dois pontos contra toda a defesa do time da casa. O Utah foi para o ataque, perdeu a bola faltando 19 segundos (adivinhem quem roubou, Jordan claro…) e deu a chance para os Bulls ganharem a partida.

Jordan pegou a bola, ficou tocando a bola até que viu a oportunidade faltando 6s e… cesta! Inacreditável: em 35 segundos Jordan fez quatro pontos e roubou uma bola. Garantiu o título (EDITADO: seu sexto na carreira) com uma cesta decisiva no que seria seu último jogo na carreira. Mas não foi, afinal Jordan acabou voltando às quadras mais uma vez…

Sua majestade aérea Michael “Air” Jordan!


Postado por Perin, lembrando como secava inutilmente Jordan

Goleiro do Caxias vs. Rodolfo Rodríguez

20 de junho de 2008 2

Defender um pênalti e três rebotes seguidos na sua estréia? Nada mal para o garoto Sidivan, de 15 anos. Recebi este vídeo do colega Eduardo Cecconi, jogo oficial do Campeonato Gaúcho de Juvenis.

A partida foi Caxias 2×0 América, disputada na quarta-feira retrasada e o herói do jogo estava estreando naquele dia. Reserva de Eduardo, Sidivan só atuou porque o titular estava suspenso. Era sua estréia no time, e o goleiro simplesmente fez isto: pegou um pênalti e ainda três rebotes consecutivos:

De tão espetacular, seus companheiros e o Caxias querem que o vídeo seja publicado no Fantástico, no quadro “Bola Cheia”. Ele também foi matéria no Jornal Pioneiro de hoje. Encabulado, o garoto virou celebridade em Caxias do Sul

Sidivan fez uma sequência de defesas muito semelhante às cinco protagonizadas pelo grande goleiro uruguaio Rodolfo Rodríguez. Então no Santos, o titular da Seleção Uruguaia pegou CINCO chutes consecutivos em uma partida contra o América-SP na Vila Belmiro. O jogo foi no dia 14 de julho de 1984, válido pelo Campeonato Paulista daquele ano :

Postado por Perin, dizendo que fez isto na semana passada…