Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Hockenheim - I: Piquet vs. Salazar

10 de julho de 2008 0

O grande Daniel Dias, do Blog “Fórmula-1″, meio que `roubou` minha pauta e falou hoje sobre o acidente de 1982 entre o brasileiro Nélson Piquet e o chileno Eliseo Salazar.  Aquele famoso que o Piquet saiu no soco depois, de tão irritado com a barbeiragem sobre o chileno.

Como ele já “estragou” (hehehe) a parte mais legal, vou apenas complementar com mais três informações:

1º) Quando ainda estava na F-3 inglesa, desiludido com a carreira, o bilionário Eliseo Salazar (dono da então maior mina de cobre do planeta) voltava na chuva a pé quando Nélson o viu e deu carona. Nesta carona, o brasileiro convenceu o chileno a não desistir da carreira…

2º) Algum tempo depois, Piquet pediu desculpas para o chileno. Não só por reconhecimento de que tinha feito uma cena ridícula e desnecessária. E sim porque a telemetria da Brabham mostrou que seu motor iria estourar pouco tempo depois, no máximo em duas ou três voltas. Assim, mesmo que Piquet não houvesse sido atingido por Salazar, teria abandonado a corrida de qualquer maneira…

3º) O narrador inglês Murray Walker, que se aposentou recentemente, é famoso na Europa por ser mais escandaloso, cometer erros incríveis e proferir frases bizarras que o Galvão Bueno e o Sílvio Luiz juntos. Reparem que no vídeo ele chama o CHILENO de COLOMBIANO (deve ter confundido com Roberto Guerreiro, que fazia das suas na F-1 naqueles tempos…)

Postado por Perin, lamentando pelo mico do genial Nélson…

Envie seu Comentário