Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 21 julho 2008

GP da Alemanha - A sorte de Nelsinho Piquet o leva ao pódio

21 de julho de 2008 0

O GP da Alemanha de 2008 pode ser considerado uma corrida dividida em dois pedaços. O primeiro, insuportavelmente chato sem um único momento de atenção (até a sempre traumática largada de Hockenheim este ano foi monótona). No segundo, do instante da batida de Timo Glock, foi sensacional, repleto de ultrapassagens e alternativas.

A melhor coisa que o alemão fez até agora na F-1 foi encher o muro da reta dos boxes de traseira e embolar a corrida. Outro show de Lewis Hamilton, o segundo consecutivo depois do espetáculo de Silverstone.

O bafejar dos deuses para Nelsinho Piquet. Já Felipe Massa continua à frente de Kimi Raikkonen, e desta vez a Ferrari não piorou a situação. Deixou este encargo para a McLaren, que cometeu um erro “ferrariano” grosseiro na tática de paradas, mas compensou com um carro suficientemente rápido e um piloto suficientemente veloz para conquistar a vitória.

Portanto, vamos aos prêmios especiais do “Almanaque Esportivo” para o GP da Alemanha de 2008.

Troféu “Jim Clark” – Para Lewis Hamilton, com uma atuação soberba e extremamente veloz. Brilhante nos treinos e na corrida, sai da Alemanha líder isolado com quatro pontos na frente de Massa. Ele receberá o troféu com Nelsinho Piquet, que sim teve sorte na parada antes do safety car. Mas que depois foi bastante veloz, mesmo sob pressão e sem cometer erros. De quebra, ainda andou rápido o suficiente para não ser incomodado por Massa. Segundo lugar, liderando a corrida por seis voltas não é nada mal para um novato.

Troféu “Fiofó de Ouro” – Óbvio, Nelsinho Piquet. Parar dez segundos antes de Glock se esborrachar e ver todo mundo trancado no safety car foi sorte demais para um brazuca só. Mas ele já merecia pelos desempenhos consistentes da França e Alemanha.

Troféu “Porquê Não Fiquei Com Minha Boca Fechada”Fernando Alonso. Certamente irritado por ter visto seu companheiro novato de equipe chegar em 2º lugar (a melhor posição da Renault em 2008), e somente três pontos na frente dele na tabela de pontos, o espanhou se irritou ao final da corrida.

Ao invés dos “parabéns” protocolares ou algo mais gentil para o jovem brasileiro de 22 anos, Alonso disparou: “- Nelson teve problemas na sexta e no sábado, não encontrou um bom ritmo e largou em décimo sétimo. A entrada do safety car após a batida do Timo Glock foi o que determinou o resultado dele. Acontece isso quando a sorte resolve ajudar alguém.” Ah, se dor-de-cotovelo matasse…

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements”David Coulthard. A batida de ontem foi simplesmente ridícula, e tá mais que na hora da FIA dar uma advertência ao aposentável escocês. Menção (des)honrosa para a burrice da McLaren em não fazer o pitstop com Hamilton e Kovalainen no safety car.

Troféu “Rouge & Blanc” – Para Kimi Raikkonen, o piloto que mais fez ultrapassagens na corrida. Aproveitou erros de Alonso, Trulli e de seu compatriota Kovalainen para arrancar uns pontinhos em uma corrida totalmente obscura da Ferrari.

Troféu “Chris Amon” – Até deveria ser “hors-concours“, porque é parecido fisicamente e tem tudo a ver com o ex-piloto inglês, mas Rubens Barrichello mereceu. Com uma Honda horrorosa, ficou de castigo se arrastando lá na rabeira até ser jogado para fora por uma manobra ridícula de David Coulthard.

Gol incrível perdido na Série C

21 de julho de 2008 0

Que o Nilmar ontem abusou de perder gols feitos, e em outras partidas também deixou o Internacional na mão, não temos dúvidas.

  

Que o Perea anda devendo no Brasileiro, é indiscutível para qualquer gremista.

Mas no jogo Sampaio Correa-MA 0×0 Picos-PI, pela Série C do Brasileirão, o atacante Ivan se superou. Perdeu pênalti e rebote… Confiram:

Postado por Perin, dizendo que este que nem ele errava…