Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 9 agosto 2008

Nigel Mansell completa 55 anos, duelo com Piquet

09 de agosto de 2008 0

Ainda comemorando o aniversário do temperamental Nigel Mansell, mais uma história bacana do piloto inglês. Que Mansell era maluco, ninguém duvida. Os posts sobre os duelos vencidos contra Ayrton Senna na Hungria em 1989, e na Espanha em 1991, comprovam que além de louco era talentoso.

Mas Mansell teve sua “nemesis” na Fórmula-1. Ao dividir, por dois anos entre 1986 e 1987, o cockpit da Williams com o então bicampeão mundial Nélson Piquet, o inglês acabou perdendo no “duelo mental”.

Ciente de que tinha a simpatia de Frank Williams para o desenvolvimento do carro, mas que em contra-partida corria em uma equipe inglesa com mecânicos ingleses e o engenheiro-chefe Patrick Head apoiando claramente um piloto inglês, Piquet começou a tática de minar Mansell por declarações na imprensa.

Isto muitas vezes deu certo, erros do “Leão” ajudaram Nélson a conquistar o tricampeonato em 1987, superando Mansell com duas corridas de antecedência, quando Mansell se acidentou no Japão e foi impedido de correr. Porém Mansell também teve suas glórias sobre Piquet.

Uma delas foi correndo em casa, no GP da Inglaterra em Silverstone. Em 1987, Piquet superou Alain Prost na largada, o mesmo ocorrendo com Mansell. Os dois dispararam na liderança, até que o inglês teve de parar nos boxes, com problemas de vibração no carro e dificuldades de direção.

Voltando quase 30 segundos atrás de Piquet, mas com pneus novos, Mansell fez mágica no antigo aeroporto militar da Segunda Guerra Mundial.

Bateu o recorde da pista várias vezes consecutivas, até chegar próximo de Piquet, faltando sete voltas. Então, em uma manobra espetacular, Mansell deu uma “finta” em Piquet, passando na velocíssima Stowe e levando o público britânico ao delírio. Com o brasileiro sempre na cola, Mansell fez as duas últimas voltas com o combustível na reserva, e acabou sem gasolina duas curvas após a bandeirada final. Revejam a brilhante ultrapassagem:

Mansell ainda entraria para a história uma última vez em Silverstone. Depois de vencer o GP de 1991, dando uma carona para Senna (que ficou sem combustível na última volta, mas ainda chegou em 4° lugar, Mansell superou Patrese nos treinos, humilhando o companheiro com quase dois segundos de vantagem na pole-position.

Só por isto já seria um grande resultado, ainda mais que Patrese foi o SEGUNDO colocado nos treinos. Ou seja, Mansell arrasou qualquer esperança da concorrência e deu show para seu público cativo. Vejam a flying-lap:

Mansell venceu os GP`s da Inglaterra de 1986, 1987, 1991 e 1992. Por cenas como as que vimos acima é que ele se tornou um ídolo no autom

Postado por Perin, saudando aquele bigodudo louco!