Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 22 setembro 2008

Simplesmente Nélson Piquet...

22 de setembro de 2008 0

O tricampeão mundial de Fórmula-1 Nélson Piquet sempre foi famoso por detestar badalações, falar o que pensa. Assim criou amizades e inimigos. E Néson era muito engraçado, temos alguns exemplos disto nos vídeos abaixo:

GP dos Estados Unidos, Piquet faz “chifrinhos” no odiado Jean-Marie Balestre, então presidente da FIA:


GP da Itália, 1991, Piquet provoca Alain Prost a respeito de seu notável narigão:


E nem falando do sério acidente de 1992 em Indianápolis, Piquet perde o bom humor:

E como isto é genético, olha o Pedrinho Piquet, cinco anos, falando do pai e do presidente Lula:

Nélson Piquet. Tricampeão Mundial de Fórmula-1. Brasileiro.

 

Postado por Perin, saudando Piquezão!

Especial Gre-Nal: os clássicos de 1996 a 2008

22 de setembro de 2008 5

Foto do último Gre-Nal pelo Brasileiro, 1x1 no Olímpico/Daniel Marenco, Zero Hora

Em semana de duelo entre os arquirrivais Grêmio e Internacional, nada melhor que relembrar a história do clássico mais acirrado do Brasil.

Confiram os principais textos publicados aqui no Almanaque Esportivo a respeito do maior clássico da Região Sul:

Especial Gre-Nal – Os clássicos de 1996 a 2008:

2007:
Paulo Nunes, Dinho e um tal Felipão? Deu a lógica! – Brasileirão 1996
Uh, Fabiano: O Gre-Nal do 5×2 – Brasileirão 1997
Ronaldinho e Dunga: Um pirralho e um veterano – Gauchão 1999
Daniel Carvalho e o fim do sofrimento – Gauchão 2003
Fernandão e o gol 1000 – Brasileirão 2004
Quem ri por último, ri melhor – Brasileirão 2007

2008:
Muitos erros do Alício Pena Júnior – Brasileirão 2008
Pênalti sobre Nilmar – Brasileirão 2008

Juízes bizarros: "O gol que jamais foi"

22 de setembro de 2008 0

O lance mais incrível no futebol mundial deste final de semana aconteceu na Segunda Divisão Inglesa. No jogo Watford 2×2 Reading, o primeiro gol dos visitantes, quando o jogo estava 0×0, foi marcado em um erro inacreditável do bandeirinha Nigel Bannister, corroborado pelo árbitro Stuart Attwell.

Este lance lembrou uma partida citada aqui no Almanaque Esportivo em março. Jogo nos anos 80 do Campeonato Escocês, no qual o juiz deu gol em um lance igualmente ridículo e inaceitável.

A jogada: em um bate-rebate na área após cobrança de escanteio, Noel Hunt cruzou em cima da linha para colocar a bola em jogo, antes que finalmente a jogada terminasse em um tiro de meta. Porém o bandeirinha assinalou gol, corroborado pelo juiz instantes depois. Em desespero, os jogadores do Watford foram para cima do bandeirinha, enquanto os do Reading constrangidamente não comemoraram o gol.

Vejam o lance:



The Ghost Goal Watford Linesman RefereeEstes juízes…

O ex-árbitro Graham Poll (ele mesmo participante de uma polêmica em 2006 ao dar 3 amarelos para um mesmo jogador da Croácia na partida contra a Austrália), criticou também a atitude do time do Reading, que teve espírito esportivo e se beneficiou de um lance absurdo: “No Japão aconteceu algo semelhante, e como resultado o outro time levou um gol de propósito. Todos os jogadores em campo sabiam que não tinha sido gol, seria muito legal um pouco de espírito esportivo de assumir isto e o Reading ceder propositadamente um gol“.

O Watford virou a partida com gols de Tommy Smith e John-Joe O`Toole, mas Stephen Hunt empatou no final do jogo, fechando o placar em 2×2. 

A partida provavelmente será repetida pela Federação Inglesa.

Postado por Perin, que odeia juiz burro e arrogante