Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 29 outubro 2008

Torcida do Flamengo quer imitar a do Inter de novo

29 de outubro de 2008 15

E os cariocas seguem plagiando os gaúchos… Hoje li no Clube da Bolinha (um dos blogs com maior audiência da RBS) que o Flamengo quer imitar (de novo, pois já fez isto ano passado com o “Tema da Vitória”), uma canção criada pela Guarda Popular do Internacional. Agora o alvo é “Minha Camisa Vermelha“, adaptação de “Pelados em Santos”, dos Mamonas Assassinas.

Em maio fiz uma série de reportagens sobre o fenômeno das “Barras”, que está mudando para melhor o ritmo nos estádios brasileiros. Ao invés das músicas essencialmente ofensivas, a dupla Gre-Nal está criando um fenômeno que mistura música popular, rock e clássicos do Brasil e do Mundo em canções altamente ritmadas e com belas melodias.

Melhor ainda: não só a “Popular” quanto a “Geral” cantam, como praticamente todo o estádio vai no mesmo embalo. Recentemente, a Geral fez isto com “Festa de Arromba“, de Erasmo Carlos, um clássico da Jovem Guarda, que virou “Festa da Geral“. Já a Popular reinventou “Seven Nation Army“, da banda norte-americana White Stripes.

Evidentemente, quando Flamengo e Corinthians, embalados pela força da Rede Globo, fazem cópias escarradas, ganham mais espaço na mídia nacional. Isto vai acabar acontecendo novamente.

Mas, ao menos no Rio Grande do Sul, nós saberemos quem tem a verdadeira originalidade…

Nos anos 90, a dupla Gre-Nal imitava os carioc as. Agora inverteu a origem das canções. E, além de inverter, MELHOROU: é menos ofensivo, é mais bonito e harmonioso. É melhor.

Postado por Perin, entusiasta deste modelo de torcer…

Inter tem melhor campanha como mandante desde 1997

29 de outubro de 2008 13

Beira-Rio tem sido fortaleza colorada em 2007 e 2008

Se como visitante, o Internacional está muito mal nas últimas duas temporadas (como podem ver no meu post: “Inter segue rotina de fiascos como visitante“), ele vai muito bem em jogos no Beira-Rio na temporada 2008 do Campeonato Brasileiro.

Até o momento são 11 vitórias como mandante, 3 empates (Sport, Figueirense e Flamengo)  e somente uma derrota (Santos), contabilizando 80% de aproveitamento.

Ao lado do rival Grêmio, o Internacional é um dos times que menos tomou gols em casa: 8 gols. Faltam jogos contra Náutico, Ipatinga, Fluminense e Cruzeiro, e a tendência é o aproveitamento melhorar ainda mais.

Na temporada inteira são 22 vitórias, 5 empates e apenas 2 derrotas (além do jogo citado contra o Santos pelo Brasileiro, um 1×0 para o Juventude na primeira fase do Gauchão). Foram marcados 58 gols no Beira-Rio e sofridos somente 15. Desde os anos 70 o Inter não tinha um aproveitamento tão bom em seus domínios, especiamente no Campeonato Nacional.

A melhor campanha como mandante nos últimos tempos foi há 11 anos, em 1997. Na ocasião treinado por Celso Roth, o time que tinha como principais destaques o goleiro André, o centroavante Christian e o ponteiro Fabiano terminou o Brasileiro em terceiro lugar.

No Beira-Rio, o Colorado venceu 12 dos 15 jogos que disputou, empatando 1 (Atlético-MG) e perdendo somente 2 (Juventude e Palmeiras), totalizando 82% de aproveitamento.

Mesmo em 2005 e 2006, quando foi vice-campeão brasileiro, o Colorado sofreu várias derrotas em casa. Algumas delas vexatórias, como 4×1 para o Goiás em 2006 e 4×1 para o Fluminense ano passado. 

A gestão Vittorio Piffero, tão criticada pelos resultados como visitante, se mostra muito superior aos números da “Era Carvalho”. Entre 2007 e 2008, o Inter teve 72% de aproveitamento contra 68% nos cinco anos anteriores.


Se o Inter bater Náutico, Ipatinga, Fluminense e Cruzeiro, o Colorado terminará o ano com impressionantes 85% de aproveitamento. São dados inferiores somente ao ano de 1976, quando foram 11 vitórias e somente UMA derrota em 12 jogos no Beira-Rio, totalizando absurdos 91% de aproveitamento.

Confiram os números abaixo da “era pontos-corridos” do Brasileirão:

2003: 23J, 13V, 7E, 3D – 70%
2004: 23J, 15V, 4E, 4D – 71%
2005: 21J, 14V, 3E, 4D – 71%

2006: 19J, 10V, 6E, 3D – 63%
2007: 19J, 12V, 2E, 5D – 67%
2008: 15J, 11V, 3E, 1D – 80%

E agora, por

Postado por Perin, direto do Instituto Perin de Estatísticas..

Lance espetacular em jogo do Avaí na Série B

29 de outubro de 2008 1

Um magistral passe de calcanhar do meia Evando, do Avaí, marcou a vitória de 3×1 sobre o Marília no último sábado. Foi o terceiro gol da partida, assinalado por William mas que contou com a jogada mágica de Evando em sua concepção.

Um dos principais destaques da bela campanha do Leão em busca do retorno à Primeira Divisão, Evando foi tema de diversas reportagens desde sábado pelo lance. O Avaí não disputa a Série A desde 1986, quando ficou na péssima 24º colocação entre 36 participantes.

No segundo tempo, Evando estava de costas para o gol quando chutou com o pé direito a bola no calcanhar do pé esquerdo. No mesmo instante, este tocou com força de calcanhar, aumentando a velocidade e invertendo a direção da bola!

A bola ficou à mercê de William, que chutou para as redes do Marília. De acordo com o vídeo abaixo, da equipe do Diário Catarinense, Evando faz isto nos treinos “de brincadeira” e tentou, pela primeira vez, a jogada em um jogo oficial.

Deu certo e o resultado foi o fantástico lance, um dos mais bonitos do ano:

Amanhã falo de minhas previsões furadas sobre o futebol catarinense para 2009…

Postado por Perin, que torce para o Avaí este ano!