Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 12 dezembro 2008

Ranking da CBF: artigo mostra erros na lógica

12 de dezembro de 2008 4

Olhem só… Na Wikipedia também tem críticas ao Ranking da CBF, muitas delas parecidas com as minhas.

Cliquem no link acima e vejam que os problemas são exatamente os que eu indiquei (e juro que nunca tinha lido o artigo).

CBF, revise seus critérios…

VEJAM A ANÁLISE COMPLETA, PUBLICADA EM 2008:

Ranking da CBF, parte II: como melhorar

12 de dezembro de 2008 21

Ontem mostrei aqui no Almanaque Esportivo os principais erros nos critérios equivocados adotados pela CBF para criação de seu ranking oficial. Hoje é dia de mostrar possíveis soluções para estes grosseiros erros, gerando um critério técnico muito mais confiável que o atual.

1º) Para as duas primeiras distorções apontadas ontem, sugiro uma mudança radical na pontuação. O Brasileirão com mais times teve 94 equipes (em 1979), e a Copa do Brasil com mais participantes nunca passou de sete fases (em 1997).

O campeão da Série A receberia 100 pontos, o vice-campeão 99 pts e assim sucessivamente até o 94º colocado (que só ocorreu em 1979), que ficará com 7 pts .

Na Série B, o campeão começa com 80 pontos, na Série C o campeão fica com 60 pontos e na nova Série D 40 pontos e por aí vai. Se houverem mais times que ponto em algum anos, os últimos ficam todos com 1 ponto.

Já na Copa do Brasil faria assim: 70 pontos ao campeão, depois 50 para o vice-campeão (que sequer vai à Libertadores). Nas semis, 40, nas quartas, 30, nas oitavas, 20, nas 1/16, 10 e nas 1/32 de final em diante 5 pontos.

Novos exemplos: O Grêmio, 22º colocado em 1979, teria 79 pontos contra 81 do América-RN, lanterna de 2007. Já o Luverdense, 16º na Série C de 2008, ganharia 45 pontos, contra 80 pontos para a Ponte Preta, 21º em 2003 na Série A.

MUITO MAIS JUSTO, não acham?

2º) As distorções 3 E 4 são mais simples de corrigir: basta dar automaticamente a mesma pontuação do campeão da Copa do Brasil para todos os times que estão na Copa Libertadores. No critério atual, seria 40 pontos e no critério “Alexandre Perin”, 70 pontos.

Novos exemplos: O São Paulo teria somado 170 pontos em 2008. Já o Fluminense, 5º colocado em 2005 e vice da Copa do Brasil, teria somado somente 156 pontos. Bem mais justo, não acham?

Já para o exemplo final, um hipotético time decacampeão brasileiro, da Libertadores e do Mundo, teria somado 1700 pontos em 10 anos pelo ranking da CBF revisado.

Já um time mediano, dez anos seguido vice-campeão da Copa do Brasil e sempre o 6º colocado no Campeonato Brasileiro, teria somado 1550 pontos.

DE NOVO, MUITO MAIS JUSTO, não concordam?
O que acham? Aguardo opiniões.


PS. O Grêmio teria 4284 pontos e o Internacional teria 4028 pontos no ranking Alexandre Perin.

VEJAM A ANÁLISE COMPLETA, PUBLICADA EM 2008: