Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Gascoigne: a morte anunciada de um craque

30 de dezembro de 2008 4

Paul Gascoigne, um gênio dentro de campo e louco fora

Um dos mais talentosos meias que eu vi atuar na vida se chama Paul Gascoigne.  “Gazza“, como ficou conhecido entre os ingleses.

Hoje li uma matéria na qual seu filho de 12 anos, Regan Gascoigne, afirmou duramente: “Ele provavelmente, morrerá em breve. Não acho que sirva de nada ajudá-lo. É uma perda de tempo. Se pudesse pedir um desejo, desejaria que nos deixasse”. Reflexo de anos sem apoio paterno e de incontáveis problemas dentro e fora dos gramados.  O fim de um craque.

Definir Gascoigne é fácil. Pegue um extremo e leve a outro. Misture verbos. Incontrolável dentro e fora dos gramados.
Sanguíneo, raçudo, emotivo.
Talentoso, mortal, chute poderoso, habilidade incomum e grande visão de jogo.

Tudo para se tornar um dos maiores da história. Mas não foi bem assim… Vejamos agora as manchetes dos últimos meses sobre o ex-craque inglês, de 41 anos:
- Desapareceu da clínica de reabilitação que estava internado e na qual havia sido liberado para passar o Natal com a família (dezembro)
Internado em uma clínica de recuperação para alcóolatras (novembro)
- Condenado a pagar quase 700 mil reais de impostos e multa ao Governo Britânico (novembro)
- Bateu em um fotógrafo que registrava suas desesperadas tentativas de entrar em um bar fechado (setembro)
- Internado com overdose de álcool e drogas em Portugal (setembro)
- Sumiu após acompanhar parte de uma turnê da banda de rock `Iron Maiden` (agosto)
- Detido pela polícia por confusões em dois hotéis (fevereiro)

Chocante? Não mais se soubermos da trajetória deste craque dos gramados, capaz de lances geniais e confusões homéricas. Alcóolatra convicto, Gazza tem ainda problemas de peso (bulimia), depressão e transtorno bipolar. Problemas legais e financeiros complementam a vida desregrada do ex-craque de Newcastle, Tottenham, Lazio, Glasgow Rangers, Middlesbrough e Everton, além de times menores nos quais encerrou a carreira aos 37 anos.

Nascido em uma família pobre, com várias histórias de mortes acidentais envolvendo-o profundamente até a vida adulta, Gascoigne viveu sempre entre a glória e a sarjeta.

Surgido no final dos anos 80 no Newcastle United, Gascoigne foi o jogador mais caro do futebol inglês até 1987 ao ser negociado com o Tottenham Hotspur (pela vultosa soma de 2.3 milhões de libras). Ele estava acertado verbalmente com o Manchester United, mas preferiu a equipe de Londres, na época muito mais poderosa financeira e tecnicamente. E que comprou uma casa nova para sua paupérrima família.

Ao lado de craques como Gary Lineker (artilheiro da Copa de 1986), Gascoigne brilhou no time treinado por Terry Venables e era o principal jogador da excepcional Inglaterra de 1990 (para mim, um time melhor que a eventual campeã Alemanha). Foi justamente ele quem comandou o “English Team” na memorável partida contra Camarões, o 3×2 inesquecível do melhor jogo da Copa.

Nas semifinais, a primeira grande decepção da carreira de Gazza: ele foi o melhor em campo, ofuscou completamente o astro alemão Lothar Matthaus mas foi incapaz de garantir a classificação para a final, perdendo nos pênaltis em Turim. Em 1991 estava negociado com a

Postado por Perin, saudando Paul Gascoigne

Comentários (4)

  • Juliano diz: 30 de dezembro de 2008

    Era um bom jogador, mas nada além disso. A Alemanha de 1990 era melhor que a Inglaterra na minha visão. Esse time da Inglaterra entre 86 e 90 era igual à Fúria. Todo o mundo apostava mas, na hora da pomada…Abraço

  • elehup diz: 30 de dezembro de 2008

    perin, o blog coloraDO divulgou/anunciou a presença do inter na copa dubai 2009 (pra mim uma barrigada jornalistica). o q vc sabe sobre a dubai 2009? obrigado pela informação se vc a tiver.

  • elehup diz: 30 de dezembro de 2008

    Perin, admiro teu trabalho de pesquisa sobre o futebol, sempre baseado em levantamentos estatisticos, numeros, etc. Dá uma olhada no link abaixo (obtido no OLe). Cabe um post sobre o asunto? http://img.conmebol.com/csf/pub/articulo/2009/tabla_historica_libertadores_1960-2008.pdf

     

    EDITADO: certamente!, vou postar sobre ele esta semana sem falta! Obrigado!

  • Davi RSSSF Brasil diz: 23 de dezembro de 2012

    Concordo com o redator. Excelente técnica e visão de jogo. O problema era o seu temperamento explosivo e principalmente o alcoolismo.

Envie seu Comentário