Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mandaram bater em Taison. Mas não foi Roth

10 de fevereiro de 2009 13

Roth: não foi ele, mas mandaram bater sim no Taison

Coluna de hoje de Ruy Carlos Ostermann na Zero Hora e depois um post no Blog do Wianey sobre a questão do Taison e de Roth, comentada depois por Krieger:

Sinceramente eu não achava que o Roth falaria aquilo no jogo, mas não porque “não é do feitio dele”, pois já temos outro caso igualzinho em 2000. E sim porque durante o jogo, o treinador é muito visado e ele não cometeria uma incontinência verbal deste porte durante o jogo, podendo estar sendo gravado.

10 de fevereiro de 2009 | N° 15875A
RUY CARLOS OSTERMANN

Perdas

A Seleção joga o amistoso Fifa às 17h contra a Itália no Emirates Stadium, em Londres. Há um rigor nas perdas prévias: Kaká torceu o tornozelo sábado jogando pelo Milan, Luís Fabiano já estava dispensado pela mesma razão (foi a tentativa de se reconciliar com setores da imprensa anunciando Amaury, da Juventus, para o seu lugar, mas o clube italiano disse que não cedia fora de prazo), Anderson também está machucado, e assim Dunga vai testar uma composição de ataque com Adriano, em quem ele confia, e Ronaldinho, que ele incentiva. É uma possibilidade, Ronaldinho já não ganha o lance pessoal. Mas o incentivo de Dunga está correto, quem mais poderia de fato ajudar Ronaldinho?

Não fosse suficiente ainda persiste o problema da acusação a Robinho. Ele se apresentou com os companheiros no hotel em Londres e disse que quer servir à Seleção e deixar de lado os problemas. Não é fácil,

Postado por Perin, concordando com os dois…

Comentários (13)

  • Ana diz: 11 de fevereiro de 2009

    Aii olha, já ta virando palhaçada essa “estória”… se sabem quem foi, se o Wianey quer punir possível autor de incentivo a violência e se ainda querem ficar divulgando isso de site em site, de blog em blog, tenham coragem e publiquem de uma vez quem mandou fazer o quê!!!!
    Chega de lição de moral sem destino certo!!

  • André Vargas diz: 11 de fevereiro de 2009

    Pra mim isso é manobra da RBS Gremista pra colocar panos quentes sobre o assunto. É muito fácil isentar o Roth, dizendo que “foi outra pessoa”, só que ninguém viu, ninguém ouviu, ninguém quer contar quem é e fica por isso mesmo. Simples assim.

    O Roth é bandido e não é de hoje, parem de esconder.

  • rodrigo diz: 11 de fevereiro de 2009

    e no final, quem foi quem mandou bater? pô.. a imprensa dá nmome de tudo que é cara envolvido em rolo, seja em política, negócios, escândalos.. e não vai dar agora no futebol? que jornalismo é ese? se tem testemunhas, tem que falar, ora bolas!

  • Otávio Niewinski diz: 11 de fevereiro de 2009

    Certo que foi o Bolzoni.

  • Claudio diz: 10 de fevereiro de 2009

    Que o Krieguer não enxerga futebol isto agente sabe, pois manter a topera do Roth de treinador depois de todas as derrotas que ele acumulou desde que está no Gremio não dá para entender. Agora tá explicado, ele é surdo também porque não escuta o que a torcida fala.FORA BURROTH.

  • Marcio Oliveira diz: 11 de fevereiro de 2009

    E ninguem pára//Este chororô//Chora dirigente//chora flanelina// chora tricolor// Hehehehe… Me divirto com a turma da Azenha. Qualquer um poderia ter dito aquilo da Casamata do Gremio. Se quem está na Casamata é licenciado pelo clube, logo, fala em nome dele. Então, Pau no Gremio… Sds coloradas e um abraço, Perinácio!

  • rodrigo ninow diz: 12 de fevereiro de 2009

    Pois é… tivessem mandado bater no tcheco ou no souza, teriam dito quem era no domingo mesmo… baita isenção da imprensa azul…

  • Heide diz: 12 de fevereiro de 2009

    O nome deste grande jogador que, segundo o comentário “se acha” é Taison, não tisson. Se foi o Roth, o auxiliar do Roth, o Krieger ou a vó do badanha, pouco importa. O que importa é ainda existir este tipo de comentário numa comissão técnica que se diz de um grande clube que vai disputar uma libertadores. Se as pessoas querem dar nome aos bois e pelo jeito são gremistas, falem com alguém da Azenha. O Inter nada tem a ver com isso. E nem o Taison, que jogou muita bola. E não bateu em ninguém.

  • Rafael diz: 10 de fevereiro de 2009

    Se tem testemunhas tem que dizer quem foi …

  • Tiago diz: 11 de fevereiro de 2009

    E o Tison não deveria ser punido por ser tão leviano? Acusar a pessoa errada sem provas, cometer uma injustiça contra um profissional que já é estigmatizado. O que ocorreu esta inclusive está tipificado no código penal, chama-se calúnia, imputar falso crime a alguém que não o praticou.

  • Hique Goldani diz: 11 de fevereiro de 2009

    E daí Perin, tudo numa boa?!
    A propósito, eu também havia me referido ao Roth acreditando “não ser do feitio dele”.
    Mas, no que diz respeito às palavras ofensivas e caluniosas dirigidas ao Taison.
    Que ele ele manda “chegar o ferro”, não há dúvida…demais…hehe! Mas não creio que seria tão “varzeano” ao proferir os improprérios que chegaram aos ouvidos do garoto.Isso é coisa de dirigente doente, sem postura e com “comportamento de buteco”, de torcedor e dos piores, tipo incendiario…sabe?

  • elaine diz: 11 de fevereiro de 2009

    O TISSON TAMBEM DEVERÁ SER PUNIDO, POIS ACUSOU SEM SABER QUEM FALOU. E UM GURI BEM ATREVIDO. SE ACHA.

  • ezequiel diz: 12 de fevereiro de 2009

    se soubessem mesmo já teriam dito quem foi.

Envie seu Comentário