Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de fevereiro 2009

Inter fica com elenco de somente 31 jogadores

19 de fevereiro de 2009 5

OBS: post atualizado em 18/03 – Confira os dados atuais aqui.

Ao contrário do divulgado, o Internacional tem um elenco no tamanho exato para a temporada 2009. No grupo principal existem cerca de 31 jogadores treinando. E vale ressaltar que Gustavo Néry e Rosinei, que estão no elenco principal, vão embora no meio do ano, enquanto Sorondo e Leandrão ainda se recuperam de suas consecutivas e graves lesões.

É importante ressaltar ainda que Arílton e Léo foram direcionados para um trabalho especial de fortalecimento muscular com o doutor Élio Carravetta, que eu conheço e tanto admiro.

ELENCO INTERNACIONAL 2009 – atualizado em 17/02/2009

GRUPO REMANESCENTE DE 2008
Clemer, Lauro, Agenor, Índio, Bolívar, Álvaro, Sorondo, Danny Moraes, Danilo Silva, Sandro, Rosinei, Magrão, Guiñazu, D`Alessandro, Alex, Andrezinho, Taison, Nilmar, Walter, Talles Cunha

CONTRATADOS
Leandrão (sem clube), Giuliano (Paraná), Marinho (Fluminense), Marcelo Cordeiro (Vitória), Michel Alves (Juventude), Glaydson (São Caetano), Arílton (Coritiba), Alecsandro (Al-Wahda-EAU), Kléber (Santos)

PROMOVIDOS
Paulinho (volante), Marquinhos (meia), Léo (atacante)

RESUMO POR POSIÇÃO
Goleiros (4): Lauro, Clemer, Michel Alves, Agenor
Laterais (4): Bolívar, Danilo Silva, Marcelo Cordeiro, Kléber
Zagueiros (4): Álvaro, Índio, Danny Morais, Sorondo
Volantes (7): Sandro, Glaydson, Guiñazu, Magrão, Rosinei, Maycon, Paulinho
Meias (6): D`Alessandro, Giuliano, Alex, Marinho, Andrezinho, Marquinhos
Atacantes (6): Nilmar, Walter, Talles Cunha, Leandrão, Alecsandro, Taison
Total: 31 jogadores

FORA DOS PLANOS (5 jogadores)
Luiz Carlos (goleiro), Gustavo Néry (lateral-esquerdo), Ji-Paraná (volante), Gil (atacante), Rodrigo Paulista (atacante)

EM TRATAMENTO ESPECIAL DE CONDICIONAMENTO FÍSICO (2 jogadores)
Arílton (lateral-direito), Léo (atacante)

VENDIDOS/DISPENSADOS/EMPRESTADOS (34 jogadores)
Muriel – goleiro – Caxias(*)
Ricardo – goleiro – Fortaleza
Gottardi – goleiro – Oeste-SP (*)
Ângelo – lateral-direito – Náutico
Ricardo Lopes – lateral-direito – sem clube
Daniel – lateral-direito – Caxias (*)
Jonas – lateral-direito – Sport(*)
Bustos – lateral-direito – Millionários-COL
Titi – zagueiro – Vasco da Gama(*)
Pessanha – zagueiro – Boavista-RJ
Mineiro – zagueiro – Juventude (*)
Orozco – zagueiro – Nacional-COL
Marcão – lateral-esquerdo – Palmeiras
Chiquinho – lateral-esquerdo – Joinville (*)
Ramón – lateral-esquerdo – Vasco da Gama(*)
Pierre – volante – Sapucaiense
Wellington Monteiro – volant

Postado por Perin, atualizando o elenco do Inter

Diretor do Real Madrid, Jorge Valdano elogia Inter

18 de fevereiro de 2009 6

Valdano marcando na final da Copa de 1986 e hoje como dirigente do Real Madrid/Montagem Alexandre Perin sobre Getty Images

O ex-craque argentino Jorge Valdano, de passagem no Brasil para o lançamento de uma escola de administração esportiva do Real Madrid, mostrou estar atento à situação dos clubes na América do Sul. O lendário atacante da Seleção Argentina, autor de um dos gols na final da Copa do Mundo de 1986 (vitória de 3×2 sobre a então Alemanha Ocidental) e multicampeão pelo Real Madrid, é hoje um dos mais poderosos dirigentes do futebol europeu, responsável pela direção de futebol do mesmo time espanhol que defendeu com tanto talento.

Valdano deu entrevista no programa “Por Dentro da Bola” da BandSports, e Valdano citou diferenças entre clubes sulamericanos bem organizados, como o argentino Boca Juniors e os brasileiros São Paulo e Internacional, e times com administrações catastróficas, como a do também argentino River Plate.

Outro ponto sensacional é da última pergunta, na qual ele fala sobre a comemoração após o título mundial na Copa do México de 1986.

Vejam trechos da entrevista, retirada do quase sempre polêmico blog do Cosme Rímoli:

P: Por que os clubes brasileiros e argentinos são tão atrasados e pobres?

Valdano:  É uma mistura de corrupção, maneira familiar e antiquada de administrar. O fato de a América Latina ter saído há poucos anos da ditadura militar também contribui. As administrações não são transparentes. Não se administra os clubes como empresas.

Sei que o São Paulo e o Internacional trabalham bem por aqui. O Boca Juniors também. Em compensação, o River Plate é um desastre. Foi o clube que mais vendeu jogadores importantes na Argentina e está quebrado. Não há explicação que me convença.

P: O que o Real Madrid faz para ser o clube mais rico do mundo?

Valdano:  Administrar o dinheiro e usar toda a força que o Madrid tem no mundo. A administração é voltada 50% para o marketing. Repito: 50%. Não se perde dinheiro ou chance de divulgar o nome doReal por onde quer que se vá. O alvo é o mundo inteiro. Nada acontece por acaso. Somos conhecidos no planeta porque sabemos vender a nossa marca. E investir.

Temos rádio, televisão, museu, quatro restaurantes, estádio. Tudo. A cobrança também é muita. Nós temos essa escola de pós-graduação em administração de clubes no Real Madrid. Estamos trazendo para o Brasil porque é um país de grande potencial.

Como você vê a Copa no Brasil? É possível organizá-la sem corrupção?

Valdano: Caberá à imprensa brasileira um papel significativo, investigativo. Muito dinheiro internacional circulará no País. É missão dos jornalistas cobrarem que o dinheiro seja bem aplicado. Que a Copa reverta de verdade para o bem do Brasil e não de alguns. O mundo vai parar para ver o Brasil em 2014. Isso não tem preço. E vale para o bem e para o mal.

A crise econômica já atingiu o futebol europeu?

Valdano: Sim. Já é possível sentir isso. A televisão já

Postado por Perin, que achava o Valdano um grande sortudo

Lance genial: tabelinha colorada contra o Caxias

17 de fevereiro de 2009 2

No jogo Internacional 5×1 Caxias pelo Gauchão de 2009, um dos últimos lances de Taison em campo (e um dos primeiros de Giuliano) foi uma fantástica tabelinha que terminou em uma grande defesa do goleiro Juninho e envolveu vários toques rápidos entre ele, Giuliano e Nilmar.

Pena que não saiu o gol, foi um momento único: Giuliano-Nilmar-Giuliano-Nilmar-Taison-Nilmar-Giuliano-Nilmar-Taison e enfim a defesaça de Juninho. Só não consigo entender como a produção do Premiére Futebol Clube e da TV-COM RS não conseguiram colocar este lance nos melhores momento (teve outro, que o Nilmar quase fez de cobertura, igualmente ignorado pela péssima edição do compacto).

No total foram 15 toques na bola e oito passes em menos de 12 segundos, confiram o vídeo feito da arquibancada pelo colorado André Bozzetti (sim, o mesmo LOUCO que pediu a noiva em casamento na arquibancada!):

Postado por Perin, que admira futebol assim e saúda André!

Grêmio: Projeção da lista para a Libertadores

17 de fevereiro de 2009 7

Lista do Grêmio na Libertadores: 6 devem sobrar/reprodução: site oficial do Grêmio

O elenco do Grêmio está praticamente fechado para o início da temporada 2009, especialmente para a disputa da primeira fase da Taça Libertadores da América.

Em particular eu considero 30 jogadores disponíveis, desconsiderando garotos como Roberson, Isael, Júlio César e Rafael Martins, que jogaram na pré-temporada e em um ou dois jogos. Eles não estão no grupo principal.  

Sem William Magrão, que ficará seis meses parado, Tiago Dutra deve ser inscrito apesar do mau momento, com alguma chance para Júlio César. Sendo assim, dos 31 jogadores abaixo, seis devem ser cortados.

Coloquei em vermelho os que não devem ser relacionados. Além dos garotos Wellington e Hélder (o 1º porque Souza e Diogo podem jogar improvisados na direita e o 2º porque vem de lesão e tem Fábio Santos e Jadílson como opções mais confiáveis)e o 4º goleiro Alessandro

Existe uma dúvida, até mesmo dentro do Grêmio, se o reforço Fábio Ferreira, que se apresentou em péssima condição física e ainda não estreou, será inscrito ao invés do jovem zagueiro Héverton. Um deles não deve entrar.

Finalizando, eu aposto que Reinaldo será deixado de fora (não são necessários seis atacantes na lista). Evidentemente se Léo for negociado, entra seu substituto. Eu aposto em Fabiano Eller, brigado no Santos e que já teve seu nome anunciado no site oficial do Grêmio, em um mico espetacular de 2007.

Uma alternativa é a não-inclusão de Tiago Dutra (aceitando-se o fato de que Tcheco pode jogar por ali), entrando seis atacantes ou seis zagueiros (a critério da comissão de Celso Roth).

CONFIRAM A LISTA DO ELENCO PRINCIPAL (em vermelho quem eu acho que não vai)

Goleiros (4): Victor, Marcelo Grohe, Matheus, Alessandro
Laterais (5): Ruy, Fábio Santos, Wellington, Hélder, Jadílson
Zagueiros (6): Réver, William Thiego, Héverton ou Fábio Ferreira, Rafael Marques, Léo
Volantes (6): William Magrão, Adílson, Diogo, Makelele, Maylson, Tiago Dutra
Meias (4): Tcheco, Souza, Douglas Costa, Orteman
Atacantes (6): Perea, Reinaldo, Alex Mineiro, Jonas, Herrera, Máxi López
Total: 31 jogadores (25 na lista da Libertadores)

Para mim, esta será a lista da Libertadores.E vocês?

Postado por Perin, fazendo projeções a la `Mãe Dinah`

Lesão de W. Magrão lembra Émerson em 1995. Sorte?

16 de fevereiro de 2009 4

Émerson e William Magrão: lesões idênticas em ano de Libertadores/Montagem: Alexandre Perin
Evidentemente o William Magrão não tem nada a ver com isto e não gostaria de estar passando pela decepção de hoje, mas os supersticiosos gremistas conseguiram ver algo positivo na lesão séria que o volante sofreu ontem e que lhe deixará seis meses parado.

Afinal, é ao menos curioso lembrar que o volante Émerson, ex-capitão da Seleção Brasileira, ídolo no Bayer Leverkusen e Roma, atualmente defendendo o Milan, teve lesão semelhante quando começava sua carreira no Grêmio.

Em 1995, ele sofreu uma contusão idêntica à de William Magrão: rompimento dos ligamentos do joelho. Na ocasião, Émerson dividiu com Pedrinho, um obscuro volante do Brasil de Farroupilha na primeira rodada daquele estadual, uma goleada de 5×2 no Olímpico.

E foi graças a isto que Arílson se afirmou como titular no time treinado por Luiz Felipe Scolari em 1995, equipe que conquistaria a Taça Libertadores da América e o Campeonato Gaúcho daquela temporada.

Nos primeiros jogos, Vágner Mancini (hoje treinador do Santos) foi o titular da meia-direita, mas depois o talentoso meia-atacante do Esportivo assumiu esta posição. O meio-campo que seria campeão da América tinha uma formação citada e repetida por qualquer gremista na época: Dinho, Luís Carlos Goiano, Carlos Miguel e Arílson, equilibrando ofensividade e forte poder de marcação.

Quase quatorze anos depois, o mesmo ocorre com William Magrão, também em um jogo do Campeonato Gaúcho, desta vez um 2×1 sobre o Avenida em Santa Cruz do Sul.

O fato é que William Magrão está fora da Libertadores 2009. Provavelmente o Grêmio irá apostar em Maylson como seu substituto na lista de 25 da Libertadores, com Adílson assumindo a titularidade (ao menos por enquanto).

Resta ver se o destino tricolor será o mesmo de 1995. Os azuis esperam que sim.

Postado por Perin, sempre fã de Émerson Ferreira da Rosa

O "canto do cisne": Ryan Giggs

16 de fevereiro de 2009 2

Ryan Giggs: uma lenda do futebol europeu

Ryan Giggs, uma lenda do futebol mundial. Uma antiga metáfora grega dizia que um grande artista, em seus momentos finais de criação, estava emitindo o “canto do cisne“, pois por séculos acreditou-se que o mais belo som produzido na Terra pela espécie cisne mudo seria emitido pouco antes deste perecer. O tempo tratou de desmistificar esta crença, mas a expressão continuou.

Sem dúvida, o mais habilidoso britânico de minha geração, o galês Ryan Joseph Giggs começou no Manchester United aos 14 anos, e nunca mais saiu de lá. A história de sua contratação mostra o quanto faz a diferença ter um treinador de exceção: depois de recomendado pessoalmente por um de seus olheiros, Alex Ferguson foi à casa de Ryan Giggs falar com seus pais, pois ele estava indo para o rival Manchester City. Deu certo e Giggs foi para o clube que lhe faria entrar na história do futebol galês, inglês, europeu e mundial.

Aos 35, teve seu contrato renovado até 2010 e tem tido recentemente atuações monumentais com o time de Old Trafford. Na semana passada marcou um golaço na duríssima vitória de 1×0 sobre o West Ham United, fora de casa, bem ao seu estilo: limpou dois marcadores com a canhota, e chutou cruzado com a direita (que não é a sua forte).

Este foi o primeiro gol de Giggs no Inglês da temporada 2008/09, e isto manteve uma marca impressionante: Giggs é o único atleta a marcar gols em todas as temporadas da história da Premier League (que começou em 1992/93). Vejam o lance (e por favor me avisem se o vídeo ficar indisponível):

Ontem mais um show do galês, na goleada de 4×1 sobre o Derby County pelas oitavas-de-final da Copa da Inglaterra. Ele deu o passe para o primeiro e terceiro gols, participou do quarto e ainda sofreu a falta que originou o segundo gol. Vejam os melhores momentos da partida:

<object width=”480″ height=”385″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/rZLq86CnGSc?fs=1&amp;hl=pt_BR”></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/rZLq86CnGSc?fs=1&amp;hl=pt_BR” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”480″ height=”385″></embed></object>

Confiram os maiores salários no mundo do futebol

13 de fevereiro de 2009 2

Kaká e Ibrahimovic: 9 milhões de euros anuais/Arquivo Pessoal

O site Football Finance, um que faz parte de minhas leituras diárias, publicou recentemente a lista dos maiores salários do futebol mundial. Os dois líderes desta lista jogam em Milão, na Itália, mas por times diferentes: o brasileiro Kaká (melhor do mundo em 2007) pelo Milan, e o sueco Zlatan Ibrahimovic pela Internazionale. Cada um ganha a bagatela de 9 milhões de euros anuais.

Curiosamente, o jogador eleito o “melhor do mundo da FIFA ” em 2008, o português Cristiano Ronaldo, está apenas em 8º lugar nesta lista, com 6.75 milhões de euros anuais.

Como era de se esperar, a bilionária Liga Inglesa tem os principais nomes, com seis dos 13 primeiros colocados. o país que tem mais jogadores é a Inglaterra, com quatro atletas, o que teoricamente seria uma surpresa porém se explica pelo fato de 3 dos 4 jogadores serem os capitães e ídolos do Chelsea (Terry), Manchester United (Ferdinand) e Liverpool (Gerrard). E o quarto é Lampard, quase tão símbolo do Chelsea quanto o próprio Terry.

Além de Kaká, o único outro brasileiro nos primeiros colocados é Ronaldinho, com 6.5 milhões de euros anuais pelo Milan. Na lista com os 50 primeiros colocados, outros brasileiros citados são o atacante Robinho (Manchester City), o centroavante Adriano (Internazionale), o zagueiro Lúcio (Bayern de Munique) e o meia Juninho Pernambucano (Olympique Lyon).

Pos – Jogador – País – Clube – Salário anual
1. Zlatan Ibrahimovic – Suécia - Internazionale – 9 milhões de euros
   Kaká – Brasil – Milan
3. Lionel Messi – Argentina – FC Barcelona - 8.4 milhões de euros
4. John Terry – Inglaterra – Chelsea – 7.57 milhões de euros
   Frank Lampard – Inglaterra – Chelsea
6. Thierry Henry – França – Barcelona – 7.5 milhões de euros
   Samuel Eto´o – Camarões – Barcelona
8. Cristiano Ronaldo – Portugal – Manchester United – 6.7 milhões de euros
9. Ronaldinho – Brasil – Milan – 6.5 milhões de euros
   Andrei Shevchenko – Ucrânia – Milan
   Michael Ballack – Alemanha – Chelsea
   Steven Gerrard – Inglaterra – Liverpool
   Rio Ferdinand – Inglaterra – Manchester United

Veja a lista com os 50 primeiros colocados no site do Football Finance.

Postado por Perin, com mais dados do I.P.E.

Mondo Bizarro: Goleiros aprontam em Goiás e no Rio

13 de fevereiro de 2009 3

Fernando Henrique, que errou tudo ontem...

Esta foi a semana dos goleiros. No final de semana, o goleiro Marcelo Bezerra, do Trindade, quase marcou um gol chutando de sua área no time adversário, o Aparecidense pelo Campeonato Goiano.

A bola quicou, acertou o travessão do goleiro Wellington. Porém, o rebote, o atento atacante Marco Aurélio chutou para as redes e fez o primeiro gol na vitória de 3×0. Incrível, vejam o lance:


Já nesta quinta-feira, o goleiro Fernando Henrique do Fluminense passou de vilão à herói em um intervalo de oito minutos. O Flu, em má situação na Taça Guanabara, vencia por 1×0 o líder Americano, em Campos, quando Fernando Henrique fez uma bobagem do tamanho do Rio.

VILÃO: aos 38 do 2º tempo, dá um soco idiota e comete pênalti. Gol do Americano e 1×1.

A besteira pesou na cabeça de Fernando Henrique, que chegou a perguntar se a TV tinha mostrado sua agressão desnecessária e tosca. Compensada nos acréscimos por um pênalti sofrido que garantiu a vitória do Tricolor, ainda vivo na competição.

HERÓI: aos 46 do 2º tempo, vai para o ataque e sofre pênalti, também infantil. Gol do Fluminense e vitória de 2×1:

Dizem que goleiro é tudo louco. Eu concordo.

Postado por Perin, evidentemente um goleiro nas horas vagas…

Ainda os nefastos efeitos da `Era Guerreiro`

12 de fevereiro de 2009 4

Guerreiro: Grêmio ainda sofre com danos de sua administração

Li na Zero Hora de ontem que o Departamento Jurídico do Grêmio está tentando maneiras de impedir a cobrança, já em fase de execução, de uma dívida de sete milhões de reais do Grêmio com o Flamengo, referentes à compra do atacante Rodrigo Mendes em 2001. Também em séria crise financeira, dificilmente o time da Gávea irá aceitar acordos muito generosos para o pagamento destes valores.

Este é mais um da quase centena de processos que o Grêmio enfrenta por dívidas arcadas no período entre 1999 e 2002, quando foi comandado por José Alberto Guerreiro. Com dívidas astronômicas, condenado na justiça por evasão financeira, o ex-presidente gremista deixou um legado (folha salarial milionária, receitas mínimas e desmantelamento das categorias de base) que assolam os dirigentes da Azenha desde então

Muitos dizem que Flávio Obino e Rafael Bandeira dos Santos foram os piores presidentes da história do Grêmio, ambos levaram o time ao rebaixamento.

Mas perto dos danos cometidos pela gestão perdulária de Guerreiro, da ISL, de Ronaldinho saindo de graça e das dívidas que vão assolar o Tricolor por muitos anos, cair para a Segunda Divisão e voltar no ano seguinte parece ser apenas um contratempo…

Postado por Perin, que detesta dirigentes desta estirpe…

Mandaram bater em Taison. Mas não foi Roth

10 de fevereiro de 2009 13

Roth: não foi ele, mas mandaram bater sim no Taison

Coluna de hoje de Ruy Carlos Ostermann na Zero Hora e depois um post no Blog do Wianey sobre a questão do Taison e de Roth, comentada depois por Krieger:

Sinceramente eu não achava que o Roth falaria aquilo no jogo, mas não porque “não é do feitio dele”, pois já temos outro caso igualzinho em 2000. E sim porque durante o jogo, o treinador é muito visado e ele não cometeria uma incontinência verbal deste porte durante o jogo, podendo estar sendo gravado.

10 de fevereiro de 2009 | N° 15875A
RUY CARLOS OSTERMANN

Perdas

A Seleção joga o amistoso Fifa às 17h contra a Itália no Emirates Stadium, em Londres. Há um rigor nas perdas prévias: Kaká torceu o tornozelo sábado jogando pelo Milan, Luís Fabiano já estava dispensado pela mesma razão (foi a tentativa de se reconciliar com setores da imprensa anunciando Amaury, da Juventus, para o seu lugar, mas o clube italiano disse que não cedia fora de prazo), Anderson também está machucado, e assim Dunga vai testar uma composição de ataque com Adriano, em quem ele confia, e Ronaldinho, que ele incentiva. É uma possibilidade, Ronaldinho já não ganha o lance pessoal. Mas o incentivo de Dunga está correto, quem mais poderia de fato ajudar Ronaldinho?

Não fosse suficiente ainda persiste o problema da acusação a Robinho. Ele se apresentou com os companheiros no hotel em Londres e disse que quer servir à Seleção e deixar de lado os problemas. Não é fácil,

Postado por Perin, concordando com os dois…