Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2009

Um ótimo Gre-Nal: uma péssima arbitragem

10 de fevereiro de 2009 6

Simon: nunca apita bem clássicos no RS

Nunca gosto quando escolhem Carlos Simon para apitar um Gre-Nal. Suas arbitragens em clássicos são totalmente diferentes de jogos de Libertadores ou do Brasileiro.

Quando apita no Gauchão, especialmente o maior clássico do estado, Simon se torna um árbitro previsível e erra demais no aspecto disciplinar. Se este fosse o único referencial (felizmente para ele não é), Simon não deveria nem ser juiz da FIFA, quanto mais indicado para a Copa do Mundo de 2010.

Em clássicos gaúchos, ele prefere acomodar, evita tomar decisões que afetem uma única equipe e sempre só expulsa em caso de escandalosa impossibilidade do contrário (como ocorreu na expulsão de Roger em falta sobre Diego em 2003).

Hoje mais uma vez, Simon foi péssimo. Péssimo. Deixou barato inúmeras faltas violentas no início do jogo (em particular uma de Réver em Nilmar) e só deu o primeiro amarelo do jogo quando Diogo cometeu a 3° falta de amarelo, já aos 43 minutos do 1° tempo.

No segundo tempo, errou feio ao não expulsar Réver no lance contra Nilmar.  Além de deixar Tcheco e D`Alessandro reclamarem o jogo inteiro sem amarelo (D`Alessandro apanhou muito, mas não lhe dá o direito de tentar `apitar` o jogo). Isto sem contar Álvaro, que fez várias faltas e terminou o jogo sem amarelo por reincidência de infrações.

Para completar, o bandeira Marcelo Battiston completou a má arbitragem ao errar feio no lance do gol mal anulado de Jonas. Dois jogadores colorados davam condições ao atacante gremista. quando o jogo estava 1×1. Só o outro bandeirinha, Paulo Conceição, se livrou dos erros de um mau dia para o trio de arbitragem.

Postado por Perin, que não gosta de Simon

Análise: Gre-Nal número 374

09 de fevereiro de 2009 6

Nilmar decide mais um clássico para o Inter/Daniel Marenco, Zero Hora

Um belo Gre-Nal marcou o reencontro do interior com o clássico máximo do futebol gaúcho. Dentro de campo, tivemos dois tempos distintos: o primeiro do Grêmio, a despeito de perder por 1×0. E no segundo, do Inter, a despeito do gol sofrido em uma falha clamorosa do competente zagueiro Índio.

Os dois treinadores erraram bastante: Tite errou na formatação tática inicial, mas muito pela péssima atuação de Alex no primeiro turno. “Fora do mundo”, o craque no futebol brasileiro em 2008 precisa ficar um tempo no banco para recuperar-se mentalmente.

O técnico colorado acertou ao por Andrezinho, mais uma vez dando conta do recado, mas deveria ter deixado D`Alessandro mais tempo em campo. Lauro se recuperou do erro contra a Ulbra e foi muito bem. D`Alessandro só foi inferior à Taison, e dominou as ações de meio-campo.

O contestado Marcão ao menos não comprometeu, mas está guardando lugar para Kléber. Com este, Tite poderá voltar a jogar com três volantes, desde que um deles seja Sandro. De atuações esplendorosas no Sul-Americano Sub-20, o jovem mineiro já havia brilhado em 2008 no time principal e naturalmente será titular.

Aí fica a questão: Nilmar, Alecsandro, D`Alessandro, Alex e Taison. Cinco para três vagas. O Inter se preparou para vender Alex, e quer vender Alex. Agora tem um “bom problema” para administrar…

ÓTIMO: Taison, Álvaro, Lauro
BOM: Nilmar, D`Alessandro, Andrezinho
REGULAR: Magrão, Danilo Silva, Marcão
RUIM: Índio, Guiñazu,
PÉSSIMO: Alex
SEM NOTA: Kléber, Danny Morais

Roth ganhou o duelo tático do primeiro tempo, mas perdeu ao apostar nas individualidades erradas. Errou ao apostar em Alex Mineiro, jogador de técnica qualificada mas que, quase aos 34 anos, não consegue manter um ritmo bom por vários jogos e perdendo muita massa muscular.

Para jogar com um atacante, o pouco talentoso mas raçudo Jonas seria o nome ideal. E o técnico gremista também errou ao escalar Diogo, volante de sérias limitações técnicas. Adílson é melhor e ponto.

Se o Grêmio contratar um grande volante, poderia voltar a jogar no 3-5-2 e Tcheco sair da equipe, com Souza na armação de jogadas. O ex-são paulino tem jogado muito bem e é o melhor jogador da temporada gremista.

O novato Rafael Marques foi o melhor do trio defensivo gremista, com Réver surpreendentemente inseguro e Léo mal mais uma vez. Os dois laterais foram bem: Ruy fez a jogada do gol gremista na raça, enquanto Fábio Santos foi o jogador mais perigoso, com quatro conclusões perigosíssimas (incluindo uma na trave)

Além do gol contra, William Magrão teve outra péssima atuação e não é nenhum exagero em pensar no reaproveitamento de Maylson, de ótimas atuações no Sul-Americano Sub-20 jogando exatamente na mesma função.

ÓTIMO: Souza, Jonas, Victor, Fábio Santos
BOM: Ruy, Rafael Marques
REGULAR: Adílson, Réver,
RUIM: Diogo, Léo, Tcheco
PÉSSIMO: Alex Mineiro, William Magrão
SEM NOTA: Reinaldo

Nilmar é o "homem Gre-Nal" do século XXI

09 de fevereiro de 2009 3

Nilmar, decisivo como sempre/VipComm

Nove clássicos, cinco gols. Ninguém pode discutir que o atacante colorado Nilmar tem sido o mais decisivo jogador em clássicos Gre-Nais nestes últimos anos. O ano do Centenário colorado começa por uma vitória contra o Grêmio por 2×1, gol do mais veloz e talentoso atacante do futebol brasileiro.

Com uma média superior a um gol a cada dois clássicos, o craque colorado se afirma como o “homem Gre-Nal” do século XX, se igualando ao último jogador a ter esta alcunha, o gremista Ronaldinho.

O craque gremista, hoje no Milan, atuou em onze clássicos entre 1998 e 2000 e fez seis gols: três de falta, um de pênalti e outros dois de bola andando, incluindo o golaço que decidiu o Estadual de 1999.

Outros nomes também marcaram época como “Homens Gre-Nais”: Escurinho, Geraldão, Fabiano e Fernandão pelo Internacional; Lima, Jorge Veras e Jardel pelo Grêmio.

Já dois centroavantes jogaram em ambos os lados. Christian jogou mais de 10 Gre-Nais, e marcou sete gols: quatro pelo Inter e três pelo Grêmio. Antes dele, Nílson havia brilhado da mesma maneira, defendendo os dois grandes times de Porto Alegre

Já os gols de Nilmar ocorreram a partir de 2004: fez um na vitória de 2×1 sobre o Grêmio no Olímpico, e repetiu a dose na decisão da primeira fase em Bento Gonçalves. Ano passado fez o primeiro no empate em 2×2 pela Sul-Americana no estádio Olímpico, e repetiu a dose na goleada de 4×1 pelo Campeonato Brasileiro.

Curiosamente o Inter não vencia há um bom tempo um clássico pelo Estadual. A última vitória ocorreu justamente em um clássico disputado no interior, no estádio Montanha dos Vinhedos em Bento Gonçalves pela decisão da primeira fase do Gauchão de 2004. Luciano Ratinho fez 1×0 para o Grêmio, o Inter empatou com Edinho e, na prorrogação, venceu por 1×0 com gol de Nilmar.

Naquele dia, Nilmar foi decisivo.

Assim como ontem.

Um verdadeiro “Homem Gre-Nal”.

Grêmio não vence clássico no estadual há sete anos

08 de fevereiro de 2009 3

Nilmar marcando em clássico de 2004

Desde o dia 1° de abril de 2001, o Grêmio não vence um clássico pelo Campeonato Gaúcho. A última vitória em clássicos foi uma goleada de 4×2 sobre o Internacional no estádio Olímpico pela primeira fase do Gauchão daquele ano.

Tinga (2x), Rodrigo Mendes e Zinho marcaram para o time gremista, então comandado por Tite (foi sua primeira vitória em clássicos logo em seu primeiro jogo). Luís Cláudio e Fábio Pinto descontaram para o Internacional, que teria o técnico Zé Mário demitido 4 dias depois. Vejam os gols:


Desde então ocorreu um clássico em 2001, dois jogos em 2003, três em 2004, dois em 2006 e mais um neste ano, totalizando nove partidas. O Colorado venceu quatro jogos (dois em 2003, dois em 2004 e um neste ano), e empatou outros cinco. Nilmar fez três gols nesta série. Confiram a sequência sem vitórias:

1 – Internacional 0×0 Grêmio – 1° fase, 2° turno 2001
2 – Grêmio 1×2 Internacional – 1° fase, 1° turno 2003
3 – Internacional 1×0 Grêmio – 1° fase, 2° turno 2003
4 – Internacional 1×1 Grêmio – 1° fase, 1° turno 2004
5 – Grêmio 1×2 Internacional – 1° fase, 2° turno 2004
6 – Internacional (1)1×1(0) Grêmio – 1° fase, final de turno – Inter campeão do turno 2004
7 – Grêmio 0×0 Internacional – Final, jogo de ida – 2006
8 – Internacional 1×1 Grêmio – Final, jogo de volta – Grêmio campeão estadual 2006
9 – Grêmio 1×2 Internacional – 1° turno, 1° fase 2009

Postado por Perin, com dados do I.P.E.

29 atletas da dupla Gre-Nal já jogaram o clássico

08 de fevereiro de 2009 6

Tcheco vs. Guiñazu: dois veteranos em clássicos/Montagem: clicRBS

Se o clássico 374, a ser disputado neste domingo em Erechim, está chamando a atenção pela pouca quantidade de gaúchos em campo, o mesmo não pode se falar da inexperiência dos jogadores envolvidos em clássicos Gre-Nais.

Nada menos que 21 jogadores relacionados para o jogo já atuaram em um Gre-Nal. A maioria começou mesmo no ano passado, mas o colorado Nilmar atua desde 2003, enquanto Alex disputa desde 2004 pelo Internacional (estreou no Gre-Nal do gol 1000). Já no Grêmio, Tcheco já defendeu o Tricolor em clássicos desde 2006.

Dos 19 relacionados do Internacional, 11 já jogaram clássicos. O mais experiente é Nilmar, com oito jogos e quatro gols (melhor marca entre todos os presentes), seguido por Índio com sete clássicos. Quem tem um retrospecto ruim é Marcão, com cinco Gre-Nais e nenhuma vitória.

Nilmar – 8 jogos, 3 vitórias, 4 empates, 1 derrota, 4 gols
Indio – 7 jogos, 2 vitórias, 3 empates, 2 derrotas, 3 gols
Alex – 6 jogos, 3 vitórias, 1 empates, 2 derrotas, 1 gol
Guinazu – 5 jogos, 1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 0 gols
Marcão – 5 jogos, 0 vitórias, 3 empates, 2 derrotas, 0 gols
D`Alessandro – 3 jogos, 1 vitória, 2 empates, 0 derrotas, 1 gol
Magrão – 3 jogos, 1 vitória, 2 empates, 0 derrotas, 0 gols
Taison – 3 jogos, 1 vitória, 2 empates, 0 derrotas, 0 gols
Danny Morais – 1 jogo, 1 vitória, 0 empates, 0 derrotas, 0 gols
Andrezinho – 1 jogo, 0 vitórias, 1 empate, 0 derrotas, 0 gols
Maycon – 1 jogo, 0 vitórias, 1 empate, 0 derrotas, 0 gol

TOTAL = 43 `jogos`, com 13 `vitórias`, 22 `empates` e 8 `derrotas`, 9 gols marcados

Considerando-se o elenco inteiro, o recordista evidentemente é o goleiro colorado Clemer, com 20 clássicos desde 2002. Seus números são bons: sete vitórias, oito empates e cinco derrotas, com 17 gols sofridos. Depois dele, vem Bolívar, que em nove Gre-Nais jamais perdeu.

Clemer – 20 jogos, 7 vitórias, 8 empates, 5 derrotas, 17 gols sofridos
Bolivar – 9 jogos, 5 vitórias, 4 empates, 0 derrotas, 0 gols
Gustavo Nery – 3 jogos, 1 vitória, 2 empates, 0 derrotas, 0 gol
Rosinei – 1 jogo, 0 vitórias, 1 empate, 0 derrotas, 0 gol

TOTAL GERAL: 76 jogos, 28 vitórias, 37 empates, 13 derrotas, 9 gols marcados, 17 gols sofridos

Já no Grêmio, que manteve muitos atletas de 2008, dez atletas conhecem o gostinho de atuar em um clássico. De todos, apesar de Tcheco ser o recordista em jogos (seis), o zagueiro Léo tem o gostinho mais especial, por ter feito dois gols em clássicos. Tcheco só tem uma única vitória no clássico, em 2007 pelo Brasileirão.

Tcheco – 6 jogos, 1 vitória, 3 empates, 2 derrotas, 1 gol
Léo – 5 jogos, 1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 2 gols
Souza – 3 jogos, 0 vitória, 2 empates, 1 derrota, 0 gols
Willian Magrão – 3 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 0 gols
Victor – 2 jogos, 0 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 5 gols sofridos
Réver – 2 jogos, 0 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 0 gols
Adílson – 2 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 0 derrotas, 0 gols
Makelele – 2 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 0 derrotas
Orteman – 2 jogos, 0 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 0 gols
Reinaldo – 2 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 0 derrotas, 0 gols

TOTAL = 29 ‘jogos’, com 2 ‘vitórias’, 19 ‘empates’ e 8 ‘derrotas’, 3 gols marcados e 5 sofridos

Entre os demais atletas tricolores, o jogador mais experiente é Marcelo Grohe, goleiro reserva que jogou todos os clássicos em 2006 (incluindo o título gaúcho) e mais os dois confrontos da Sul-Americana 2008 (quando o Grêmio foi com os reservas). Outro quatro jogadores já atuaram em clássicos, mas todos estão lesionados e não foram para Erechim. À exceção de Herrera, sem condições legais de atuar.

Marcelo Grohe – 6 jogos, 0 vitórias, 5 empates, 1 derrota, 5 gols sofridos
Perea – 3 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 1 gol
Hélder – 3 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 0 gols
Herrera – 3 jogos, 0 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 0 gols
William Thiego – 1 jogo, 0 vitórias, 1 empate, 0 derrotas, 0 gols

TOTAL GERAL: 45 ‘jogos, com 2 ‘vitórias’, 31 ‘empates’, e 12 ‘derrotas’, 4 gols marcados e 10 gols sofridos.

Inter tem 3 gaúchos em Erechim, Grêmio só 1

08 de fevereiro de 2009 1

Taison, provavelmente o único gaúcho em campo/Daniel Marenco, Zero Hora

EDITADO: Valeu, José da Silva de Floripa por ter me corrigido pelo erro do Maycon. Excesso de confiança dá nisto…

Dentre os quase 40 jogadores relacionados para o clássico Gre-Nal de domingo, no Colosso da Lagoa em Erechim, poucos jogadores são nascidos no Rio Grande do Sul.

E provavelmente somente o pelotense Taison começará como titular o jogo válido pela primeira fase do Campeonato Gaúcho (a taça `Fernando Carvalho`). Isto reflete a forte miscigenação dos dois times, especialmente nas categorias de base.

O Internacional levou 19 jogadores para o noroeste do estado, e apenas Taison e Michel Alves (Pelotas) e Danny Morais (Porto Alegre) são gaúchos. Além deles, somente o lesionado Bolívar (Santa Cruz) e os garotos Agenor (Erechim), Muriel (Novo Hamburgo), Wágner Silva (Esteio) e Marquinhos (Selbach) nasceram por aqui, em um total de nove jogadores.

No Grêmio, o percentual é ainda menor: Adílson (Bom Princípio) é o único nascido no Rio Grande do Sul e que foi para Erechim. Além dele, no elenco principal, somente o lesionado Marcelo Grohe (Campo Bom), a jovem promessa Douglas Costa (Sapucaia do Sul) e o volante Tiago Dutra (Gravataí) são gaúchos, totalizando quatro atletas.

Blog novo na área: Ana Esporte Clube

05 de fevereiro de 2009 0

Ana Esporte Clube - Blog da Ana Rosa sobre o esporte em Santa Catarina/reprodução

Tenho uma amiga querida em Florianópolis. Felizmente ela gosta de Esporte que nem eu. E, é claro, é inteligente. É a colega Ana Rosa, do ClicRBS Esportes SC

Desde o dia 26 de janeiro tem o Ana Esporte Clube. Porém esta guriazinha nem avisou que o Blog tava no ar, então tive que adivinhar.

Eu li todos os posts e gostei. Pois bem, acessem o blog e compartilhem idéias com ela.

Ana, um aviso: É complicado, tem leitor muito chato. Mas tem tanta gente legal e é por eles que vale a pena tocar o blog sozinho!

Então… Eu recomendo! Como seu eu indicar fosse grandes coisas…hehe.

Beijos Aninha, parabéns e boa sorte!

Postado por Perin, com o selo “Perin” de qualidade para a Ana

Gafe na TV: SPORTV troca de time na escalação

03 de fevereiro de 2009 7

Quinta-feira, eu vendo o jogo Palmeiras 5×1 Real Potosí pela primeira fase da Copa Libertadores 2009, e o narrador  chama a escalação do time boliviano: 1. Darci, 2. Fred, 3.André… Técnico: Dário Lourenço… bla bla bla:

HEIN? O narrador nem percebeu (valeu, povo!) que tinha bobagem na tela… Eita ferro…Ou fingiu bem, hehehe…

O responsável pela produção errou tudo e colocou os dados de Botafogo x Macaé, que ocorria naquele mesmo instante, no jogo do Palmeiras… a tosquice foi tão grande que no primeiro gol, marcado por Keirrison, no gerador de caracteres apareceu: “Victor Simões”, o camisa 9 do BOTAFOGO…

Deve ter sido influenciado pelos dois fatos ocorridos no jogo Oeste x Ponte Preta, pelo Paulistão… Primeiro o Hino Nacional falhou feio na exibição. Depois, um cameraman do Premiére Futebol Clube (o PPV) tomou um tombaço e caiu estatelado na frente dos jogadores. Este o narrador e o comentarista viram:

 

Postado por Perin… mandando um DUH…

Grêmio desligou ou negociou 16 jogadores até agora

03 de fevereiro de 2009 19

Rudinei, um dos `renegados`, foi emprestado ao Botafogo-SP

O Grêmio tem alguns jogadores que estão procurando time para jogar em 2009, atletas que estão fora dos planos.

Ao contrário do rival Internacional (e seus quase 30 jogadores liberados ou em processo de liberação), o Tricolor possui um elenco mais enxuto. Mesmo assim, ocorreram algumas dispensas que não foram informadas na imprensa, e só percebi ao analisar os dados do BID (documento de registro na CBF).

A diretoria só tem quatro jogadores que estão treinando em separado. O jogador mais conhecido é o lateral-esquerdo Anderson Pico, que mais uma vez se apresentou muito acima do peso e está fora dos planos em definitivo.

Outros jogadores que serão emprestados são o jovem meia Danilo Rios, que foi mal no Atlético-MG. Neste garoto, a ex-diretoria de Paulo Odone apostou muito e ele acabou não vingando, e ainda o meia Peter e o atacante Ramón.

Alguns negócios nem chegaram a ser divulgados: Itaqui foi para o Guarani-SP, enquanto Rudinei foi para Ribeirão Preto jogar pelo Botafogo local. Nunes foi para o Náutico, mas antes rescindiu seu contrato com o Grêmio (para alívio da torcida), assim como o lateral-esquerdo Wellington (que foi muito mal em 2006 e agora foi para o Figueirense). O atacante Tadeu, que veio do Juventude e passou o 2° semestre no Figueirense, arranjou um lugar no Bursaspor, da Turquia.

Confiram a lista completa:

VENDIDOS/DISPENSADOS/LIBERADOS – 16 jogadores

Felipe Mattioni – lateral-direito – Milan-ITA
Paulo Sérgio – lateral-direito – Vasco da Gama
Pereira – zagueiro – Coritiba
Jean – zagueiro – Corinthians
Itaqui – lateral-esquerdo – Guarani-SP (*)
Wellington – lateral-esquerdo –
Bruno Teles – lateral-esquerdo – Sport Recife
Rafael Carioca – volante – Spartak Moscou-RUS
Rudinei – volante – Botafogo-SP(*)
Nunes – volante – Náutico
Amaral – volante – Vasco da Gama
Soares – atacante – Cruzeiro
Richard Morales – atacante – sem clube
André Luís – atacante – Vitória
Marcel – atacante – Vissel Kobe-JAP
Tadeu – atacante – Bursaspor-TUR
Rafael Paraíba – atacante – Brasil-RS(*)

FORA DOS PLANOS – 4 jogadores
Anderson Pico (lateral-esquerdo), Danilo Rios (meia), Peter (meia), Ramón (atacante)

Se souberem de algum negócio envolvendo os jogadores acima, me avisem!

Postado por Perin, com dados do BID e do I.P.E.

Flamengo vive séria crise financeira

03 de fevereiro de 2009 0


Buenas… Há cerca de duas semanas fiz uma série com cinco artigos mostrando os erros que causaram a decadência do futebol carioca na última década.

A maioria dos erros apontados foram equívocos administrativos, gastos desenfreados especialmente em áreas não-prioritárias e descontrole nas finanças. Fui muito criticado por pessoas que muito provavelmente acham que uma parceria milionária resolve problemas, ou que o time está bem nas contas…

Hoje explodiu a informação dos sérios problemas financeiros no Flamengo, a maior torcida do Brasil. Que o Fla tem problemas, todos sabem mas não se tinha a dimensão do tamanho do rombo no cofre rubro-negro.

A sempre atenta colega e amiga Cíntia Barlem, do Clube da Bolinha, abordou isto em um post nesta terça-feira. Vale a pena dar uma lida neste texto e também em uma matéria do GloboEsporte.com sobre o mesmo assunto.

Postado por Perin, que falou do que sabia…