Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Palermo em escândalo. Futebol italiano em crise

06 de abril de 2009 5

Manchete de jornal fala de 4 atletas da Lazio detidos no Totonero de 81

A Máfia Italiana segue forte dentro do futebol italiano. Agora é o Palermo que está sendo acusado de manipular um resultado na Série B de 2002/03, em um jogo contra o Ascoli. Três jogadores, Brienza, Montalbano e Aronico, do Ascoli, são acusados de terem ganhado dinheiro. Desconfiado, o treinador do Ascoli na época, Bepi Pillon, não escalou os dois últimos, mas ainda assim o Palermo venceu por 3×2.

Esta semana, um advogado de importantes mafiosos presos fez a denúncia, dando detalhes sobre a operação. O Palermo está sendo investigado pela polícia italiana, especialmente para saber se outros jogos foram manipulados naquela e em outras temporadas.

Infelizmente, este é mais um escândalo manchando o futebol italiano. Depois do gigantesco Totonero em 1981, causado por arranjos em jogos para beneficiar apostadores na loteria esportiva, o futebol italiano jamais parou de receber ondas de graves denúncias envolvendo manipulações de resultados.

O Totonero de 1981 resultou no o rebaixamento de Milan e Lazio, a suspensão de vários dirigentes, jogadores (incluindo o carrasco Paolo Rossi, que seria perdoado a ponto de jogar o Mundial de 1982), além de suspensões a dezenas de jogadores, perda de pontos ao Avellino, Bologna, Perugia (Série A), Palermo e Taranto(Série B), o futebol italiano teve uma reprise em 1986.

De novo chamado de “Totonero“, agora envolvendo o Palermo (de novo!), Udinese, Vicenza, Cagliari, Lazio (de novo!), Triestina, Perugia (de novo!), Foggia e Cavese, com resultados semelhantes: rebaixamentos, deduções de pontos, punições a atletas e jogadores.

Em 2005, uma ação inacreditável na Série Benvolveu o campeão e líder isolado Genoa que, para beneficiar apostadores, pagou para o Venezia perder na última rodada.

O esquema foi descoberto e o Genoa, ao invés de ir para a Série A, parou na Série C1. O Venezia só não foi rebaixado porque faliu. Refundado no mesmo ano, voltou pela Série C2 (quarta divisão).

Em 2006, entretanto, um esquema chamado “Calciopoli” mudou o futebol italiano para sempre. Simplesmente os gigantescos Milan e Juventus estavam envolvidos, assim como Lazio (de novo!!!!), Fiorentina e Reggina.

Estes times foram acusados de subornar juízes e comandantes da comissão italiana de arbitragem para ter benefícios em jogos da Série A. Coincidência ou não, Milan e Juventus nunca disputaram um título italiano `cabeça-à-cabeça` nos últimos 30 anos.

Então bicampeã italiana, a Juve foi rebaixada para a Série B, enquanto Milan e Lazio ganharam apelos e acabaram não rebaixados. Com apelos e mais apelos, os times italianos tiveram penas mais brandas.

Porém o impacto foi forte: uma enorme leva de atletas saiu dos times envolvidos, enfraquecendo a Liga Italiana. O público, que já sofria com a violência, passou a ver um futebol mais pobre tecnicamente.

Com exceção de uma boa campanha do Milan, campeão europeu em 2007 mesmo sofrendo críticas ao longo de toda a temporada, os italianos seguidamente protagonizam fiascos na Liga dos Campeões.

A Itália já tem o terceiro campeonato, atrás da Espanha e da Inglaterra. A Seleção Nacional vem bem, é a atual campeã do planeta, mas seus times já não possuem o mesmo talento.

Postado por Perin, lamentando a crise na Italia..

Comentários (5)

  • Daniel Silva diz: 6 de abril de 2009

    Esperar o que de um país que tem como primeiro ministro, presidente do maior clube do País e presidente da maior emissora de TV um mafioso (Silvio Berlusconi)?

  • Andre Zanotto diz: 6 de abril de 2009

    O que acontece na Itália, os clubes que usam de meios errados são severamento punidos, e também seus atletas. Não acho escândalo quando as denúncias se tornam público, quando há o julgamento e também punição. No Brasil houve denúncias e provas contra o Corinthians no ano de 2005. Mas foi colocado uma pedra em cima. Na Itália o clube mais popular foi punido com rebaixamento e começando a Série B com pontuação negativa. E no Rio Grande do Sul sempre houve corrupção dos clubes.

  • Coloraduh Novah Jeraçaum! diz: 6 de abril de 2009

    U Milaum jah foi rebachadu!? Intaum neim um milan podi coum u inter dali inter tipo colombia xora jerau!

  • RODRIGO HANDAL diz: 9 de abril de 2009

    O FERNANDO CARVALHO NO DIA DA MORTE DO AMORETI DEU ENTREVISTAS PARA A RADIO GAUCHA EM QUE SE ENTREGOU DIZENDO QUE FOI ELE QUEM ARMOU O ESQUEMA COM O PAYSSANDU.
    ESTRANHO É NINGUÉM DAR ENFASE AO FATO , MAS EU OUVI DA BOCA DO CARVALHO.

  • rodrigo handal diz: 8 de abril de 2009

    aqui também já teve muitas coisas do mesmo tipo: ” O PAYSSANDU QUE O DIGA , NÉ AMORETI “

     

    EDITADO: explique melhor, pois o Amoretty não era da diretoria em 2002.

Envie seu Comentário