Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 10 junho 2009

Real Madrid: Os "Novos Galáticos" vão dar certo?

10 de junho de 2009 10

EDITADO: Este post foi antes da contratação de Cristiano Ronaldo. Finalmente o gajo português vai realizar seu desejo de jogar com a camisa `merengue`. Aumentam as chances de uma debandada geral holandesa, mas até agora nenhum reforço para a zaga…

Na minha opinião: não. Até o momento o Real Madrid mostra que seguirá com os arroubos ofensivos do presidente Florentino Pérez, eleito após comandar o clube por meia década no início deste século.

A contratação do cracaço brasileiro Kaká, que resultou em um investimento de 65 milhões de euros, irá render só no primeiro ano 72 milhões de euros em marketing e venda direta de produtos, além de exposição de mídia. Aliás, Kaká preferia ficar no Milan mas foi persuadido pelos dirigentes do Milan, em sérias dificuldades financeiras e uma dívida de quase 100 milhões de euros.

A política dos “Galáticos” que começou em 2000 com a contratação de Luís Figo ao arquirrival Barcelona e se seguiu às contratações de Zinedine Zidane no ano seguinte, Ronaldo em 2002 e David Beckham em 2003. Um craque por ano, não importa se o time precisava ou não daquele jogador.

O time, no ano de seu Centenário, conquistou a Liga dos Campeões pela última vez em 2002, conquistando ainda a Copa Intercontinental sobre o Olímpia. Foi o terceiro título europeu em cinco anos (ganhou ainda em 1998 e 2000). O problema é que o Real Madrid parece ter esquecido das lições desta época.

O time `merengue` só conquistou o continente naquela época porque tinha um sistema defensivo de boa qualidade, no qual tinha o jovem Iván Helguera e o veterano Fernando Hierro, além de laterais que marcavam direito (na época) como Michel Salgado e Roberto Carlos. O defensivo volante francês Claude Makélélé e o polivalente argentino Santiago Solari protegiam a zaga para que Figo, Zidane armassem o jogo para os atacantes Fernando Morientes e Raúl.

Foi em uma defesa razoável para boa que o Real superou duas fases de grupo sempre em primeiro lugar, levando 10 gols em 12 jogos. Nos mata-mata, despachou Bayern de Munique (algoz no ano anterior) e o arquirrival Barcelona (nos `clássicos do século`).

Até chegar à decisão em Hampden Park, Glasgow, o Real só levou três gols antes de superar a zebra Bayer Leverkusen na decisão por 2×1. Sim, o jogo do gol mítico de Zidane e das três espantosas defesas de Casillas, que entrou no segundo tempo e fez 3 defesas incríveis em menos de um minuto.

Desde então, o Real Madrid foi uma sucessão de fracassos na Liga dos Campeões. A insistência do presidente Florentino Pérez em não pagar salários elevados para defensores custou caro: a saída de Makelele e a aposentadoria de Hierro foram cruciais para o declínio a partir de 2003. Na temporada seguinte, após cair nas semifinais, o time espanhol encerrou o ciclo de seu capitão Fernando Hierro e dispensou o técnico Vicente del Bosque. A partir deste momento,

Vídeo mostra agressão de corinthianos no Sub-18

10 de junho de 2009 11

O vídeo divulgado ontem pela agência EFE mostra cenas da partida Real Madrid 3×0 Corinthians, pelo Mundial Sub-18 no último domingo. Após levar o terceiro gol, os jogadores brasileiros foram para cima de atletas do time da casa, desferindo socos e voadoras.

Vejam as cenas lamentáveis:

A confusão durou muito tempo e, pelas imagens e por decisão da organização do Mundial de Clubes Sub-18, o Corinthians foi considerado responsável. Dirigentes do clube vão punir os atletas envolvidos na briga com multas e os jogadores já pediram desculpas ao Real Madrid e também à torcida corinthiana.

O clube brasileiro foi proibido de disputar por cinco anos a competição.

Postado por Perin, lamentando o incidente