Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 22 junho 2009

As bobagens de Djalma Beltrami desde 2005

22 de junho de 2009 14

Djalma Beltrami: escudinho da FIFA? Fala sério!/Reprodução

A inacreditável lambança de ontem no jogo Santos 2×3 Atlético-MG poderia ter sido um incidente isolado na carreira do árbitro Djalma Beltrami. Mas não o foi. O ex-árbitro da FIFA (quem foi o louco que deu o escudinho pra ele), Tenente-Coronel da PM fluminense, já tem um histórico rol de confusões no futebol brasileiro. É o legítimo “pára-raios”.

Ontem ele, instantes depois de não expulsar Werley que deu uma entrada assassina no joelho de Maikon Leite (ganhou só amarelo, ridículo). O garoto felizmente não sofreu nada de mais grave, no máximo uma lesão nos meniscos…

A mais famosa confusão do pavoroso árbitro fluminense foi, é claro, a “Batalha dos Aflitos” na Série B de 2005. Foi quando inventou de forma ridícula um pênalti para o Náutico em uma falta fora da área e que foi claramente “bola na mão” e não mão na bola”. Isto minutos após não dar um pênalti escandaloso para o time pernambucano (de Gallatto sobre Miltinho).

Como resultado,  expulsou dois gremistas na confusão (Patrício e Nunes, e ainda levou um chute de Marcelo Costa, que não foi expulso), depois expulsou Domingos que fazia cera na cobrança do pênalti. Gallatto pegou a cobrança de Ademar, o alvirrubro Batata foi expulso e o jovem Anderson tratou de colocar o jogo na história do futebol brasileiro…

O curioso é que a “banca paga e recebe”. O mesmo Vágner Mancini que estava revoltado ontem foi o treinador beneficiado em 2005 nas quartas-de-finais da Copa do Brasil quando, na disputa de pênaltis entre Paulista e Internacional, o árbitro Djalma Beltrami errou. Perdigão bateu uma penalidade, a bola tocou no travessão e entrou, o bandeirinha assinalou gol mas o árbitro, que afobadamente já tinha encerrado o confronto, não teve a humildade de voltar atrás. Paulista, que seria campeão do torneio, estava nas semifinais e o Inter eliminado. Mas naquele dia, Mancini não quis comentar…

Confiram as principais trapalhadas do pior árbitro da primeira divisão brasileira:

2005 – Copa do Brasil – Paulista (4)1×0 (3) Internacional – Para o bandeirinha João Luiz Magalhães o gol de Perdigão havia sido legal, mas, depois da invasão da torcida, Djalma Beltrami não voltou atrás.

2005 – Campeonato Brasileiro Série B – Náutico 0×1 Grêmio – Não deu pênalti claro para o Náutico aos 32 minutos, aí inventou uma penalidade ridícula para o time da casa em uma falta inexistente e fora da área. Na confusão resultante, expulsou três gremistas em sequência na famosa “Batalha dos Aflitos“. Ademar, Gallatto e Anderson completariam a história…

2007 – Campeonato Carioca – Flamengo 2×2 Botafogo – Marca impedimento equivocado de Dodô, anulando o gol do título botafoguense quase nos acréscimos. De quebra, expulsa o principal batedor de penalidades alvinegro. Flamengo campeão estadual nos pênaltis.

2007 – Campeonato Brasileiro – Goiás 2×1 Internacional – Beltrami manda o Goiás cobrar três vezes uma penalidade, finalmente convertida por Élson após duas defesas do goleiro colorado Clemer. Neste lance ele acertou, mas o Corinthians reclamou muito pois o resultado rebaixou o time paulista.

Postado por Perin, dizendo: a CONAF é uma piada de mau gosto!

Por que Muricy caiu no São Paulo?

22 de junho de 2009 5

Muricy Ramalho: o fim de um ciclo após três anos e meio/Agência EFE

O assunto da semana foi a queda de Muricy Ramalho no São Paulo. “Desgaste dos Metais” e esgotamento tático do São Paulo? Boicote interno? Fim de um ciclo? Na verdade, tudo se aplica na saída do técnico tricampeão brasileiro. A derrota para o Cruzeiro na última quinta-feira e a eliminação da Libertadores, da maneira como foi, seria um motivo forte. Mas existem mais.

Foi a primeira vez em seis anos, desde a demissão de Oswaldo de Oliveira em 2002, que a diretoria do São Paulo demitiu um treinador. Todos os demais, como Cuca, Émerson Leão e Paulo Autuori, foram para o exterior em propostas financeiramente vantajosas.

O São Paulo tem atrasado direitos de imagem. Os jogadores, sobretudo os de ataque como Washington, reclamaram escandalosamente na imprensa de substituições e não foram multados. Talvez até pelo rabo preso da diretoria envolvendo os direitos de imagem.

Porém o fato é que Muricy parece ter perdido o pulso no vestiário do Morumbi. Para completar, a péssima fase de Jorge Wágner, Hernanes e de Washington, grande contratação da temporada, completam o ciclo de problemas com os atletas.

Os reforços de 2009: Eduardo Costa, Renato Silva, Wagner Diniz, Junior Cesar, Arouca, Washington, Denis, Marlos e Jean Rolt. Apenas o jovem goleiro Dênis pode ser considerado um sucesso, já que veio para ser o segundo reserva e virou titular com as lesões simultâneas de Rogério Ceni e Bosco. Marlos e Jean chegaram agora, Washington e Arouca decepcionaram bastante e os outros não mostraram estar no nível Tricolor.

Para completar o esquema tático. Isto já foi brilhantemente analisado pelo Eduardo Cecconi no Preleção, mas vou apenas pontuar algumas questões adicionais… Muricy, como nos tempos de Internacional, jamais abriu mão do 3-5-2 mesmo quando não tinha jogadores para o esquema. Improvisou volantes e meias na zaga e nas alas, sempre mantendo os três defensores. Nunca mais teve um Danilo como armador de talento, e para completar perdeu o avanço de Hernanes e Jean, destaques dos últimos dois anos.

Já no Brasileiro de 2008 o São Paulo começou a decair. Esteve 11 pontos atrás do Grêmio e só conquistou o título graças a muitas vitórias apertadas jogando um futebol eficiente, mas no limite mínimo de qualidade. Se não fossem tropeços inexplicáveis do time gaúcho, não teria conquistado o hexacampeonato.

E agora? Bem, de antemão informo que não considero Ricardo Gomes um treinador de primeira linha. Não tem comando no elenco, inventa demais e não tem títulos de relevância na carreira de treinador, exceto sucessos pontuais na França.

Muricy se foi. A vida segue.
Mas o São Paulo não conquistará o hepta em 2009 nem em sonho.

Postado por Perin, informando que o SPFC encerrou o ciclo.