Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 23 junho 2009

Denílson já saiu do Vietnã??

23 de junho de 2009 2

Denílson: três semanas no Vietnã...

Durou um mês a aventura do brasileiro Denílson no futebol do Vietnã. Segundo a imprensa internacional, o atacante formado no São Paulo e pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002,  deixou o Hai Phong Cement, do Vietnã.

Contratado no início do mês, Denílson ficou só no banco sem entrar,  causando a ira dos torcedores do Hai Phong na sua estréia, na semana seguinte à contratação. 

Jogador mais caro do planeta em 1998, quando deixou o São Paulo para se transferir ao Real Bétis por assombrosos 36 milhões de dólares, Denílson arriscou-se no Extremo Oriente após uma inexpressiva passagem pelo Itumbiara-GO no primeiro semestre deste ano.

Depois de frustrar os torcedores do Hai Phong ao ficar somente no banco na derrota de 2×0 para o Danang City, Denílson emagreceu e finalmente estreou no final de semana marcando um gol de falta logo a um minuto de partida na vitória de 3×1 sobre o Hoang Anh Gia Lai, e dando o passe para o segundo gol.

Porém, de acordo com o site Sky Sports, o brasileiro já rescindiu contrato com o clube vietnamita após pouco mais de três semanas de contrato.

Postado por Perin, dizendo que é fim de carreira…

"HAVOC", parte IV: GP da Inglaterra, 1975

23 de junho de 2009 1

Brian Henton e Jody Schecker, duas das vítimas em Silverstone/Reprodução: F1-Rejects

O GP da Grã-Bretanha em Silverstone, 1975 foi o GP mais acidentado da história da Fórmula-1. Nada menos que 20 dos 26 pilotos abandonaram, 16 deles por acidente e TREZE na mesma volta, oito deles na mesma CURVA!

A chuva torrencial que caiu na pista, e a falha na drenagem ocorrida no GP da Inglaterra daquele ano lembrou bastante o incidente na segunda volta do GP da Europa de 2007, no qual vários pilotos bateram na mesma curva e foram “empilhando” carros na pista alemã de Nurburgring. Este incidente já foi citado aqui no Almanaque Esportivo. Outra corrida importante foi a de 1973, igualmente já dissecada aqui no Blog. Também vale a lembrança do GP da NASCAR em Daytona, 1960 com mais de 60 carros acidentados.

Naquela prova, o piloto local Tom Pryce largou na frente, seguido pelo brasileiro José Carlos Pace, pelo suíço Clay Regazzoni e pelo austríaco Niki Lauda. Pace assumiu a liderança, mas logo foi ultrapassado por Pryce. A chuva começou e o líder bateu, abandonando a prova. O sul-africano Jody Schekter, causador do desastre de dois anos antes, assumiu a liderança mas parou quando a chuva engrossou para por pneus para pista molhada. Rapidamente encostou de novo nos líderes (Pace à frente), mas a chuva parou.

Depois do francês Jean Pierre Jarier liderar por duas voltas, e o local James Hunt (campeão em 1976) assumir a pole, foi a vez do brazuca Émerson Fittipaldi (então campeão) assumir a liderança com sua McLaren. Ele deu sorte porque quando a chuva começou torrencialmente, estava do outro lado da pista.

A curva “Stowe”, aonde Michael Schumacher quebrou as duas pernas em 1999, causou as seguintes vítimas: Patrick Depailler (Tyrrell), Mark Donohue, (Penske March) e John Watson (Surtees). Já na Club os acidentados foram: Tony Brise, Pace, Scheckter, Hunt, Brian Henton, John Nicholson, David Morgan e Wílson Fittipaldi. Em um caos, a direção de prova teve que dar bandeira vermelha na volta 56, valendo as posições da volta anterior.

Vitória de Émerson, com Pace fazendo dobradinha e seguido por Schecker. Foi a última dobradinha brasileira em Silverstone. Vejam as cenas:

Postado por Perin, direto do túnel do tempo