Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 24 junho 2009

Maikon Leite: 6 meses fora. E só amarelo no lance

24 de junho de 2009 3

Maikon Leite: depois da lesão acidental de 2008, uma entrada violenta tira dos gramados por mais tempo

Segunda-feira, critiquei o Djalma Beltrami porque não deu vermelho pela criminosa entrada de Werley em Maikon Leite, e felizmente comemorei que o garoto “só” ficaria um mês fora.

Porém a cirurgia de menisco hoje viu que Maikon teve problema sério no joelho. E o ridículo Djalma deu somente amarelo para Werley, quando o vermelho era o “óbvio ululante”… Vejam o resultado da entrada criminosa:

O Maikon ficará afastado de 5 a 6 meses. Tive que reconstruir o ligamento cruzado anterior e retirei o menisco que foi lesionado. Na semana que vem irá iniciar fisioterapia de leve e tratamento para fortalecer o ligamento. Por volta de outubro deve ser liberado para treinar normalmente. Mas a previsão de voltar a jogar uma partida é só ano que vem“, declarou Joaquim Grava, em comunicado da assessoria de imprensa do atleta.

Lembrando que Maikon Leite é o jogador do lance mais traumático de 2008, no jogo Santos 5×2 Flamengo:

Postado por Perin, lamentando juízes como o Beltrami…

Cruzeiro é o maior pesadelo tricolor em mata-matas

24 de junho de 2009 13

Tostão em 66; Paulo Roberto em 93 e Gottardo em 97: Cruzeiro despachou o Grêmio/Montagem TI RBS

Se o Grêmio tem histórica vantagem sobre o São Paulo, o mesmo não ocorre contra o Cruzeiro. O time mineiro, adversário tricolor nesta quarta-feira pelo confronto de ida das semifinais da Copa Libertadores 2009, tem longa história de triunfos sobre o time gremista.

Nos anos 80 e 90, ambas as equipes ficaram famosas pela denominação de “copeiras”, pois conquistaram diversos títulos nacionais e internacionais em mata-matas.  

Hoje eu falo dos `fantasmas` azul-celestes que pairam o Olímpico. Na próxima semana, citarei o excepcional retrospecto gremista em semifinais de Libertadores, sobretudo contra times brasileiros. Aguardem (e não adianta terem chiliques aqui nos comentários, já falei que só semana que vem!).

Os números não mentem: são 24 vitórias cruzeirenses contra 12 gremistas e 13 empates. Em três confrontos mata-mata até hoje na história, o time mineiro superou o gaúcho nas três oportunidades. Pior, em todas se sagrou campeão da competição em questão.

O primeiro confronto decisivo foi na Taça Brasil de 1966 um 0×0 no Olímpico e 2×1 de virada no Mineirão (Vieira para o Grêmio; Marco Antônio e Tostão para o Cruzeiro), Copa do Brasil de 1993 (final),Copa Libertadores de 1997 (quartas-de-final), deu Cruzeiro.

Eu tenho um amigo, colaborador aqui do Blog, que tem raiva histórica do time mineiro. O grande Guilherme Boeira, gremista de quatro costados, odeia em especial o time mineiro por causa do seu retrospecto contra o Grêmio. Para completar, as duas últimas eliminações foram justamente no dia do seu aniversário…

Em 3 de junho de 1993, o Cruzeiro se sagrou campeão da Copa do Brasil ao bater o Grêmio por 2×1, depois de um 0×0 no Olímpico. Com direito a um frangaço histórico do goleiro gremista Eduardo Heuser no Mineirão lotado e encharcado, com o volante Pingo empatando para o Grêmio. Mas um gol de Cleisson (então um jovem atacante, bem diferente do volante carniceiro do final de carreira) logo no início do segundo tempo deu o título para o time da casa. Cruzeiro campeão da Copa do Brasil pela primeira vez. Vejam a matéria:


No primeiro jogo das quartas-de-final da Libertadores 1997, 2×0 gols de Elivélton e Alex Mineiro (hoje no Grêmio). Cruzeiro treinado por Paulo Autuori, hoje no adversário, e o Grêmio por Evaristo de Macedo. Logo no primeiro minuto, Alex Mineiro enfiou para Elivélton tocar na saída de Danrlei. Depois, Alex Mineiro ampliou para 2×0, enquanto Dida fez boas defesas. No segundo tempo, nada ocorreu e o placar ficou assim. Vejam matéria da época:

Postado por Perin, dizendo que semana que vem tem mais

Seleção da Espanha entra na história do futebol

24 de junho de 2009 10

Quem consegue parar a `Fúria` Espanhola?/Agência/EFE

15 vitórias consecutivas. É mole ou quer mais? Estes são os números da “Fúria Espanhola”, disparado a melhor seleção do planeta na atualidade. Campeã européia, a Espanha conquistou hoje, na vitória de 2×0 sobre a África do Sul pela Copa das Confederações, seu 15° triunfo consecutivo, feito que começou nas quartas-de-finais da última Eurocopa contra a Itália, quando venceu nos pênaltis. Nas semis goleou a Rússia por 3×0, e a final superou a Alemanha por 1×0. O recorde anterior era de Brasil, Austrália e França, ambos com 14 vitórias consecutivas.

O time que era treinado por Luís Aragonés no título europeu em 2008 e agora é capitaneado pelo competente Vicente del Bosque, já completou outra marca histórica. Com 35 jogos invicta, a “Fúria” igualou as marcas de Brasil e França, ambos invictos por 35 jogos.

A Espanha não perde desde as Eliminatórias da Eurocopa quando foi derrotada pela Romênia, em casa, em novembro de 2006. Se não perder para os Estados Unidos nas semifinais da Copa das Confederações, supera um novo recorde.

Postado por Perin, dizendo que a Fúria tá jogando muito…