Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 9 agosto 2009

Legendário Bobby Robson segue recebendo tributos

09 de agosto de 2009 0

Bobby Robson com Ronaldo no Barcelona em 1997/Arquivo AP

A morte do ex-jogador e treinador inglês Bobby Robson ainda é motivo de homenagens por todo o futebol inglês. Todos os times das cinco divisões profissionais de futebol da Inglaterra farão um minuto de aplausos em respeito ao multicampeão treinador, vítima de uma longa luta contra o câncer.

Ontem e hoje os times da Segunda Divisão fizeram suas homenagens, e na próxima semana será a vez dos grandes times da Primeira Divisão, que inclusive irão mostrar lances e imagens da carreira do venerável treinador inglês, enterrado na última sexta-feira.

“`Sir` Bobby Robson trouxe tanto ao esporte ao longo de sua longa e vitoriosa carreira. Ter na mente que todos os fãs do futebol no país vão ter a oportunidade de celebrar sua vida, e sua enorme contribuição ao futebol, com um um minuto de aplausos antes de cada jogo da abertura do Campeonato Inglês 2009/10″, declarou `Sir` Dave Richards, presidente da Premier League

O legendário treinador, falecido aos 76 anos, foi um jogador comum, de boa qualidade, em sua carreira pelos modestos Fulham, West Brommich Albion e Vancouver (Canadá). Porém como treinador, Bobby Robson se tornou uma lenda. Depois de iniciar no Fulham, Robson treinou o Ipswich Town por incríveis 13 anos. E, mais incrível, conquistou a Copa da Inglaterra em 1978 e a Copa da UEFA em 1981, além de duas vezes ser vice-campeão inglês com um modestíssimo time.

Para completar, Bobby Robson contratou apenas quatorze atletas em todo este período, com todo o sucesso do time baseado em jogadores lançados por ele das categorias de base. Evidentemente, existe uma estátua em tamanho natural na entrada de Portman Road, sede do Ipswich, em homenagem ao seu maior treinador.

Em 1982, assumiu a Seleção Inglesa e foi mal, sendo eliminado da Euro`84. Se recuperou com uma campanha brilhante nas Eliminatórias para o Mundial de 1986. No México, só foi eliminado pela futura campeã Argentina no histórico 2×1 do Azteca, quando Maradona fez um gol com a mão e outro driblando meio time inglês. Mal de novo na Eurocopa 1988, Robson ainda assim continuou no cargo e foi para o Mundial de 1990, na Itália. Liderando um timaço que tinha astros como Paul Gascoigne, Gary Lineker e John Barnes, a Inglaterra superou a sensação Camarões no melhor jogo da Copa. E só caiu nos pênaltis contra a nêmesis Alemanha, nas semifinais.

De volta ao futebol de clubes, Robson conquistou títulos no PSV, foi injustamente demitido no Sporting Lisboa. De castigo, empilhou títulos no rival Porto em meados dos anos 90, sempre acessorado por um iniciante José Mourinho…. De tal maneira que foi chamado pelo Barcelona, aonde conquistou títulos e ainda contratou um tal Ronaldinho, do PSV.

De volta à Inglaterra, treinou o Newcastle de 1999 até 2004, seu último trabalho como treinador. Mesmo sem conquistas expressivas, Robson lutou por melhores condições de treinamento, categorias de base, algo totalmente ignorado pelo dono Frank Sheperd.

Virou rapidamente um ídolo dos torcedores. De tal maneira que, em dezembro do ano passado, recebeu `passe livre` na cidade de Newcastle-upon-Tyne, a maior homenagem que a cidade poderia dar ao treinador. Também recebeu diversos títulos nos últimos anos pela eterna luta em prol do futebol bem jogado, do fair-play e dos jovens talentos. Vale a pena ver este tributo para o lendário técnico, mentor de tantos craques do futebol mundial: