Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 13 agosto 2009

País de Gales tem dois times no Campeonato Inglês

13 de agosto de 2009 5

Pouca gente sabe, mas dois times do minúsculo e pouco tradicional País de Gales estão na Coca-Cola Championship, a Segunda Divisão da Inglaterra. E com chances de subir… Mas vamos começar toda esta história…

Em 1999 conheci pela internet um galês chamado Matthew Burgess, até citado pelo Matheus Reck no Blog Colorado do site GloboEsporte.com. Torcedor do Swansea City, então na quarta divisão, Matthew é famoso por ser um fã do Internacional e autor de um blog sobre o Inter em inglês, ele me fez gostar do time da cidade dele, o Swansea, que hoje já melhorou bastante como veremos abaixo..

Com isto, por motivos que só o futebol explica, eu passei a gostar do futebol de divisões inferiores de toda Grã-Bretanha. Lá, a chamada Pirâmide tem mais de uma dezena de divisões, sendo que as cinco primeiras são de atletas profissionais. Times da Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales podem disputar o Campeonato Inglês, mas tem que começar lá embaixo.

O Swansea de lá pra cá mudou de estádio e já subiu duas vezes, estando na Segunda Divisão ano passado e quase chegou aos play-offs. Este ano começou mal a segundona, perdendo fora de casa por 2×1 para o recém-promovido e tradicional Leicester City.

Já o arquirrival Cardiff City, mais forte financeiramente e já há alguns anos na Segunda Divisão, estreou o novo estádio Cardiff City Stadium com uma bela goleada de 4×0 sobre o Scunthorpe, também recém-promovido da Terceira Divisão.

Ou seja, estamos muito perto de termos um time de País de Gales disputando o Campeonato Inglês. Pode parecer surreral, mas é verdade.

Postado por Perin, com dados das terras britânicas…

Como Grêmio tenta driblar caos financeiro

13 de agosto de 2009 16

Irany Sant`Anna em entrevista à Grêmio Rádio, dirigente exemplar/site Grêmio.Net

Ontem, fazendo o longo trajeto diário de volta para casa em Cachoeirinha, estava escutando o “Show dos Esportes” com o Pedro Ernesto Denardin. No programa, o repórter Felipe Gamba entrevisou o vice de finanças do Grêmio, Irany Sant`Anna Jr., que deu um honesto panorama sobre o equilíbrio financeiro gremista, e as ações que estão sendo tomadas para resolver ou contornar os maiores problemas.

Como um profundo estudioso de finanças dos clubes de futebol do mundo, gostei de ouvir o dirigente gremista. Seguindo a linha do educadíssimo e competente Túlio Macedo, seu antecessor no mesmo cargo, Irany deixou claro a situação delicada do Tricolor Gaúcho mas abriu o jogo com relação as finanças e sobre os investimentos no futebol. Transparência é algo vital neste assunto, e o Grêmio conduz bem sua política financeira na gestão Duda Kroeff.

Disse que, por ser um clube de futebol, o time tem que investir em futebol para ter retorno em todas as áreas, aumentando as receitas ordinárias e também as eventuais, como venda de atletas valorizados. A eventual aquisição de Leandro será com recursos próprios do Grêmio.

Também falou que o tal investidor desistiu de gastar em Souza e o time teve que antecipar algumas receitas, fazendo o investimento integral na aquisição deste atleta. “Se não tivermos competitividade o futebol, não vamos conseguir pagar as dívidas”, deixou claro Irany, filho de um ex-presidente gremista homônimo que comandou o clube na década 80.

Outra frase importante foi de que o Grêmio está com uma folha salarial de futebol superior ao que havia sido orçado. O valor do ano passado que passou pouco mais de 2 milhões no final da temporada e estava orçado em 2.2 milhões para 2009,  está próximo a 3 milhões de reais mensais. Neste ponto eu acho que o Grêmio repete o mesmo erro do Internacional em 2007, sobretudo, com um time com sérias carências em alguns setores mas com salários elevados demais para o meu gosto e com justaposição de salários mal distribuídos sobretudo com reservas.

Com a chegada de Leandro e mais um ou outro reforço com salários expressivos de seis dígitos, deve superar esta marca de três milhões de reais mensais, deixando o Grêmio no mesmo patamar de Santos, Fluminense e Cruzeiro, atrás de São Paulo, Palmeiras, Internacional, Flamengo e Corinthians.

Disse ainda que será destinado um percentual maior do que o previsto no condomínio de credores proveniente da renovação de contrato do material esportivo com a PUMA(obrigado a todos, desculpem-me!). O Grêmio já atrasou muitos pagamentos em 2009 deste assunto e por isto já antecipou totalmente as receitas de TV da temporada 2009.

Lembro que o último presidente gremista Paulo Odone aceitou uma proposta menor da Puma mas que dava mais dinheiro à vista no contrato anterior, também devido à caótica situação financeira.

Na Série B, o ex-presidente gremista assumiu publicamente em um

Postado por Perin, com dados financeiros e saudando Irany