Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 14 dezembro 2009

O 'clube dos cinco': quem ainda nunca foi rebaixado na Série A

14 de dezembro de 2009 118

Cruzeiro, Flamengo, Internacional, São Paulo e Santos. Estes cinco times jamais foram rebaixados no Campeonato Brasileiro. Além disto, apenas Cruzeiro, Flamengo e Internacional disputaram todas as edições. Por divergências com a CBD, que virou CBF em setembro de 1979, São Paulo e Santos não disputaram aquele Brasileiro, mas jamais foram rebaixados.

Porém todos levaram sustos. O Cruzeiro quase caiu em 1994 e 1997, enquanto o Inter penou em 1999 e 2002. O Flamengo levou sustos na década atual: 2001, 2004, 2005 e 2007. O Santos já viveu maus momentos nas últimas temporadas, em especial no ano passado. O São Paulo foi mal em 1998, mas sem riscos maiores, porém já foi rebaixado em um Campeonato Estadual, o Paulistão de 1990(ao menos existe uma enorme polêmica sobre isto, sem uma conclusão formal).

Vejam abaixo

BRASILEIRÃO:
Cruzeiro – todas as edições
Flamengo – todas as edições
Internacional – todas as edições
São Paulo – só não disputou a edição de 1979
Santos – só não disputou a edição de 1979
Atlético – desde 1996
Fluminense – desde 2000
Goiás – desde 2000
Botafogo – desde 2004
Palmeiras – desde 2004
Grêmio – desde 2006
Atlético-MG – desde 2007
Vitória – desde 2008
Barueri – desde 2009
Corinthians – desde 2009
Avaí – desde 2009
Vasco da Gama – desde 2010
Guarani – desde 2010
Ceará – desde 2010
Atlético-GO – desde 2010

Veja também times que subiram para a Primeira Divisão dos respectivos estaduais e disputaram todos desde então. Vou registrar os de Santa Catarina e Rio Grande do Sul:

CATARINENSE:
1974: Chapecoense
1976: Joinville
2005: Metropolitano

GAUCHÃO:
1994: Veranópolis
2004: Ulbra/Universidade
2010: Porto Alegre

Ranking da CBF - A dissecação de um erro grosseiro

14 de dezembro de 2009 4

Ano passado escrevi um artigo essencialmente técnico, analisando os esdrúxulos e grosseiros ‘critérios técnicos” do Ranking da CBF, atualizado esta semana. Felizmente o diretor-técnico da CBF (para mim, uma pessoa totalmente inadequada para o cargo), Virgílio Elísio, diz que ‘talvez, quem sabe’ ocorram mudanças nos critérios. Custa admitir que todo o ranking é uma piada?

Um estudo estatístico mostrando que este sistema é muito ruim e prejudica sobretudo as equipes que disputaram a Libertadores em cada temporada, sob a impossibilidade de garantirem pontos na Copa do Brasil.

Outros erros grosseiros como dar pontos em excesso para times em divisões inferiores distorcem radicalmente o ranking. O Grêmio este ano, por ter disputado a Libertadores, fez uma pontuação muito inferior ao Corinthians e ao Internacional, que foram até a final da Copa do Brasil. Mesmo o rebaixado Coritiba ficou à frente do Tricolor Gaúcho. 

O São Paulo, hexacampeão brasileiro, tetra vice-campeão e finalista também de Copas do Brasil, é apenas o QUINTOno ranking. Tudo porque é prejudicado disputando sistematicamente a Libertadores, ano após ano desde 2004.

1º Grêmio . . . . . . .2092
2º Corinthians . . . .2079
3º Flamengo . . . . . .2039
4º Vasco . . . . . . . . . .2031
5º São Paulo . . . . . .1997
6º Atlético-MG . . . .1979
7º Palmeiras . . . . . .1956
8º Internacional .1942
9º Cruzeiro . . . . . . . .1891
10º Santos . . . . . . . .1746

VEJAM A ANÁLISE COMPLETA, PUBLICADA EM 2008:

Operário-MS 2x0 Vasco, ou "O Jogo do Disco Voador"

14 de dezembro de 2009 11

O dia 6 de março de 1982 ficou marcado para a história do futebol brasileiro e mundial. Mas não pela partida Operário-MS 2×0 Vasco da Gama, pelo Campeonato Brasileiro no estádio Morenão em Cuiabá. E sim por uma suposta aparição de um OVNI (Objeto Voador Não-Identificado) DURANTE a partida, no primeiro tempo.

Com estádio lotado para receber o grande clube carioca contra uma boa equipe local, que tinha um jovem lateral chamado Cocada (irmão do ex-craque da Seleção Brasileira Muller), e que depois jogou no Flamengo e no próprio Vasco) e que venceu com dois gols de Jones, que jogou pelo Internacional, tudo parou no primeiro tempo. Os jogadores mal perceberam, mas os torcedores viram um objeto imenso nas nuvens, se movendo rapidamente.

“- Foi um grande tumulto, muitas pessoas correndo e se empurrando. Logo em seguida, as luzes voltaram, aparecendo em cima das arquibancadas, e sumiram de novo. Foi um grande susto, mas ninguém sabia dizer o que era” – contou o radialista Ramão Cabreira, com 18 anos na época e que estava no estádio. Para os ufólogos, que acreditam na existência e visitas de vida extraterrestre, este foi o fenômeno isolado visto por mais pessoas ao mesmo tempo: os 24 mil torcedores presentes ao estádio.

O mais incrível é que pessoas que não se conheciam, em outras cidades e países da América do Sul, também viram objetos semelhantes naquela mesma noite, o que comprovaria a veracidade das informações. A Força Aérea Brasileira jamais confirmou, mas também nunca desmentiu, quaisquer informações adicionais sobre o incidente.

OBS: desculpem pelo erro de MS E MT, corrigido no texto mas ainda errado no link original.