Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Rodrigo Possebon: do Man. United a encostado no Sporting Braga

22 de dezembro de 2009 13

A história de hoje é sobre Rodrigo Possebom, formado no Internacional e hoje no ostracismo do futebol português. Mas também é sobre jogadores que caem na lábia de empresários incompetentes ou mal intencionados. 

Já vimos casos de astros como Kaká, Nilmar e Robinho serem prejudicados por empresários que podem até deixá-los mais rico, mas com opções toscas na carreira. Exemplos claros de Wágner Ribeiro e Orlando da Hora. Reparem que hoje estes empresários ou só tem um jogador de renome (Nilmar, para Orlando da Hora), ou perdem seus pupilos (Ribeiro perdeu Kaká e Robinho com suas confusões)

E também vimos empresários bandidos deixarem garotos como Edinho (ex-Inter e hoje no Lecce) perdidos na Europa passando fome, levados de maneira irresponsável aos 18 anos para a França (voltou com a ajuda de Fernandão, então no Olympique Marseille). Recentemente, assistimos jogadores que saíram de maneira litigiosa de clubes como Grêmio e Internacional, indo para um grande clube europeu na condição de ilustres desconhecidos e, obviamente sem espaço, acabam mofando em empréstimos atrás de empréstimos.

Lembram do Felipe Mattioni? Saiu incomodando no Grêmio para o Milan e hoje é banco no Mallorca. A explicação é simples: o Milan abrir mão de um jogador que gastou uma merreca de euros é fácil na primeira oportunidade. Diferente se tivesse gasto uma boa grana com ele.

E esta é a história de Rodrigo Possebon. Que iremos contar agora:

Ele é um garoto da mesma geração de Luís Adriano, Alexandre Pato, Carlos Eduardo, Léo, Cássio, Muriel, Ramón, etc. Formado no Internacional, disputou a final do Brasileirão Sub-20 em 2006. 

Bem ou mal assessorado por seu ‘empresário’, não fez a renovação após o término do primeiro contrato profissional (o famigerado que só pode ser assinado aos 16 anos e que tem no máximo três anos de duração). Com passaporte comunitário, jogador de Seleção Italiana de base, seu futuro parecia brilhante no exterior: o Manchester United o queria. 

Apesar de esforços do Internacional, ao longo de todo o ano de 2006 e 2007, não renovou contrato. Seis meses antes de encerrar seu contrato, o Inter liberou por 500 mil euros e Possebon foi para a fantástica estrutura de Carrington, próximo a Manchester.

Com menos de 20 anos, já estava no atual campeão europeu e um dos clubes mais ricos do mundo.

Logo no primeiro ano já recebeu chances e agradou. Porém sofreu uma grave lesão ano passado em um jogo da Copa da Liga Inglesa (normalmente usada para jogos do time B) e desde então não conseguiu se firmar. Sem espaço, foi para o Sporting Braga, clube afiliado do United em Portugal.

Surpreendentemente, o Braga faz magnífica campanha na atual temporada e lidera a competição portuguesa. Seria a sorte da vida? Ir para um time pequeno que está brilhando muito mais que o esperado?

Que nada! Possebom sequer participou de uma partida oficial, e já estamos na metade da temporada. Incomodou o técnico Domingos Paciência, até o ponto deste quase perder o sobrenome… Criou caso, queria jogar como titular e foi devidamente afastado no elenco. O West Brommich Albion e o Middlesbrough, ambos da Segunda Divisão Inglesa, já prospectaram sobre um possível retorno à Inglaterra.

Mas a lição que fica é: será que valeu a pena? Possebon seria aproveitado muito antes que o Sandro, provavelmente já teria jogado no elenco principal do Internacional. Teria chances de ir para o Exterior em condições muito mais vantajosas. 

Nada impede, claro, do jogador retornar ao Brasil e se recuperar. Aconteceu algo semelhante com Juan, lateral-esquerdo formado no São Paulo e que foi parar cedo no Arsenal, antes dos 18 anos. Mas este conseguiu se recuperar no futebol brasileiro após boas passagens no Fluminense e sendo campeão brasileiro no Flamengo em 2009.

Fica o aprendizado.

Às vezes a cobiça gera um prejuízo irreparável.

VEJA TAMBÉM:

Nilmar e Orlando da Hora: mais uma vez

Real Madrid pedala Robinho e empresário

Comentários (13)

  • guilherme diz: 22 de dezembro de 2009

    a minha pergunta é: então pq não voltam? se os clubes emprestam tão facilmente, pq não encontram um lugar por aqui, onde quem tem um olho é rei? o caso do mattioni é gritante, teria lugar no time do grêmio assim q pisasse em porto alegre.

    alguma pista?

    EDITADO: não sei. Talvez pq tenham se queimado por aqui.

  • Twitter Trackbacks for Almanaque Esportivo » Blog Archive » Rodrigo Possebon: do Man. United a encostado no Sporting Braga [clicrbs.com.br] on Topsy.com diz: 22 de dezembro de 2009

    [...] Almanaque Esportivo » Blog Archive » Rodrigo Possebon: do Man. United a encostado no Sporting Brag… wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2009/12/22/rodrigo-possebon-do-man-united-a-encostado-no-sporting-braga – view page – cached « Chegadas Sensacionais: GP da Espanha de 1986 e vitória de Senna por 75cm [...]

  • Lucas diz: 22 de dezembro de 2009

    O Perin, gosto do seu blog aqui, mas acho que tu tá com um parafuso a menos… hehe
    Concordo com você, quando diz que tem empresários que prejudicam os jogadores, etc. Mas o exemplo que tu deste foi de um baita empresário, seja ele quem for, pois o cara tirou o guri de um lugar onde ganharia 10 mil por 3 anos para outro onde foi ganhar uns 30, 40 mil EUROS, no começo né pq depois ganharia fortunas. Além disso, ele se deu bem lá….
    O grande problema, pelo que tu disseste aí foi a LESÃO… Se nao fosse isso, provavelmente estaria jogando no principal do Manchester, seria destaque, estariam chorando por ele ter cidadania italiana, etc.

    Abraço

    EDITADO: nem no Braga ele fica no banco..

  • leandro swenson diz: 22 de dezembro de 2009

    olha so um jogador que sai do” CAMPEÃO DE TUDO ” e vai pra um tal de Manchester United tem que se ferrar mesmo quem é esse tal de manchetttzinho ai meu o COLORADO é mais que tud o isso ai volto a lembrar TEM QUE SE FERRAR MESMO!!!!

  • Carlos Henrique diz: 22 de dezembro de 2009

    Alexandre,

    Engraçado que eu ouvi há pouco na Rádio Globo uma entrevista do mesmo Edinho dizendo que estava bem no Lecce, sem problema algum. Ou ele tá disfarçando, ou mudou de empresário, ou vc se enganou! Ele falou ainda que voltar para o Brasol só no fim da temporada italiana com uma boa proposta.

  • Matias Schuler Guenter diz: 23 de dezembro de 2009

    Isso é o que mais acontece!!!
    Mas acho que os jogadores estão aprendendo… é um processo lento, mas olhe o Lucas, que recusou proposta da Russia, pois queria um grande clube, ou do Chicão, zagueiro do Corinthians, caso parecido. Não da pra enteder o R.Carioca, por exemplo, que poderia, dentro de alguns meses, escolher qualquer clube do mundo, se precipitou e foi pra Russia… Entendo o Alex ir pra Russia, ou Roger pro Catar, por ter mais idade e menos tempo para ganhar dinheiro. Mas Rever, por exemplo, ir para Lazio seria um grande erro na carreira dele!!!

  • Daniel diz: 23 de dezembro de 2009

    Joguei com esse Rodrigo no inter uns 4 anos, realmente joga muita bola. Ele não fica parado em campo, está sempre correndo. Tem uma baita visão de jogo, bate muito bem na bola, e isso quando tinha la seus 15 anos, agora deve estar muito melhor.

    Acho que o problema é que ele não tinha a necessidade de dinheiro que a maioria dos jogares tem, a proposta de contrato que o inter ofereceu não deve ter sido muito alta. E sabendo que na europa os times estão confiando em jogadores mais novos em seus times principais, podendo assim estourar mais rápido, e ganhar mais dinheiro.

    Posso citar como exemplo o Alexandre Pato e o Sidney. Os dois não tinham a situação financeira que o Rodrigo tinha na época. Quando olharam a oportunidade de contrato aceitaram. O Pato relutou um pouco em assinar, mas isto foi muito pela espectativa que a imprensa fazia com o nome dele, por isto que dificultou a negociação.

    E está espectativa no Pato, pode ter atrapalhado um pouco o Rodrigo. Provavelmente o inter possa ter oferecido para o Rodrigo, um valor abaixo do oferecido para o Pato. Assim causando uma certa irritação do Rodrigo com o clube.

    Acho que o melhor para ele seria voltar mesmo para o Brasil, e recomeçar. Mas por não ter conseguido ainda mostrar o seu futebol no profisional, acho que o mercado brasileiro para ele está um pouco estreito. Provavelmente vai ficar andando em clubes europeus, até estourar. Ou pelo menos mostrar uma regularidade no seu futebol. Porque fubebol ele tem.

  • Cristiano diz: 23 de dezembro de 2009

    Acredito que algumas mudanças deverão acontecer no futebol, a começar: 1) profissionalização da arbitragem; 2) direitos federativos sempre deverão a pertencer aos clubes e nunca a empresarios ou consorcios; 3) calendário de competições igual em todos os continentes. Parece até utopia, mas sem uma mudança drástica não há porque chorar pelos erros dos outros. Voce ilustre jornalista, se receberes uma oferta de trabalho em outra empresa com melhores condições, não trocaria?

  • lucas diz: 23 de dezembro de 2009

    Engraçado, só tu tá preocupado com a base tricolor, bi campea brasileira. Acho q o 4º colocado tem que se preocupar. E as firidas que vao pro gauchao do inter-B vao perder tanto que vao ter que apelar pros titulares, dai o fiasco será o mesmo de 2007. Eliminado na primeira fase da libertadores (inter caldas) e do ruralito.

  • Tiago diz: 23 de dezembro de 2009

    Lucas, perder tando no Gauchão?! Mas como se acabamos de ganhar dos mesmos times do gauchão na Copa agora do segundo semestre?! A base do Inter vai bem, afinal, é a que mais fornece jogadores para seleções. O Inter com uma mescla de reservas sub-20 e gurizada da sub-18 não ganhou no tempo normal do time d vcs reforçado por jogadores do profissional por detalhe, perdeu nos pênaltis. Ta li pocu se tira mesmo, dois ou três, mas e do Inter-B, tu viu jogarem para saber se são feridas?! O Que resta para este sub-20 de vcs que tbm jogou a Copinha e nem pertou chegou de fazer frente?! Então gremista alienado, te preocupa com a tua base sim, pois fazem frente aos da mesma idade, contra profissionais se mostraram ridiculamente incapazer de jogar contra times do Gauchão…

  • Lucas diz: 23 de dezembro de 2009

    hehehe, esse tiago deve ser da geração 2006 nao sabe nada de futebol. essa copinha ridicula arthur dale nao sei o q, q tu fala, os times do interior tao só com os juniores e as babas. time do inter so investe no gauchao, ou tu nao sabe? nao sabe papai te ensina. Se o gremio tem que se preocupar com a base, imagina o resto. hahahahah..piada pronta coloradinho. inter caldas vem ai.

  • jo diz: 23 de dezembro de 2009

    ao lucas tricolino: a baba do juniores só não ganhou de voces porque o treinador escolheu o pior batedor de penaltis (e ainda teve um penalti antes clamoroso que o leandro vuaden não quis dar) e o cara errou .O inter é o atual campeão gaucho de juniores em cima do gremio!!!

  • jo diz: 23 de dezembro de 2009

    ah!lucas:é melhor ser da geração 2006- do maior título da história do futebol no sul do país – do que viver de saudade do milenio passado…

Envie seu Comentário