Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Internacional, estatísticas 2009: jogos, gols, assistências

28 de dezembro de 2009 7

Depois de falar dos números do Grêmio, agora é a vez do Internacional na temporada 2009, a do seu Centenário. Se um grande título faltou, restando um vice na Copa do Brasil e outro no Brasileiro, ao menos dos números o torcedor colorado não pode se queixar. Afinal, o Colorado foi o time que ficou invicto mais tempo (3 meses ou 26 jogos), fez mais gols no Brasil (156 gols) e ainda a goleada mais impressionante, o 8×1 sobre o Caxias na final do Gauchão.

O artilheiro na temporada 2009 foi um jogador que começou reserva. Alecsandro marcou 28 gols e se aproveitou da saída do craque Nilmar e da péssima fase de Taison, se sagrando o maior goleador do ano. Ele fez dois a mais que Taison, que fez 20 gols antes do mês de maio e depois parou, sem fazer nenhum gol desde agosto. O terceiro foi Nilmar, com 19 tentos.

Já nas assistências, o líder foi Kléber. O experiente lateral-esquerdo deu passe para 19 gols no ano, seguido de perto por Andrezinho (16 assistências) e Taison (15 assistências). Ocorreram ainda 17 gols em rebotes, 8 de pênalti e 8 de faltas, um percentual baixíssimo de gols de bola parada. Vejam os números:

NÚMEROS

Jogos: 76

Vitórias: 45

Empates: 14

Derrotas: 17

Gols pró: 156 (recorde brasileiro)

Gols contra: 74

Saldo: +82

Maior goleada: Internacional 8×1 Caxias, 2º turno do Gauchão

Pior derrota: Flamengo 4×0 Internacional, Brasileirão 1º turno

Maior série invicta: 26 jogos (recorde brasileiro no ano)

Maior sequência de vitórias: 10 jogos

Maior série sem vencer: 6 jogos

Maior sequência de derrotas: 3 jogos

Artilheiro: Alecsandro, 28 gols

Gol mais bonito: Nilmar, contra o Corinthians no 1º turno do Brasileirão

Momento crucial da temporada: a venda de Nilmar no final do 1º turno do Brasileirão, sem reposição à altura

Decepção da temporada: D’Alessandro (meia)

Revelação da temporada: Giuliano (meia)

Contratação furada de 2009: Bolaños (atacante)

Contratação acertada de 2009: Kléber (lateral-esquerda)

Pior jogo: Internacional 0×1 L.D.U, jogo de ida da Recopa Sul-Americana

Melhor jogo: Avaí 0×2 Internacional, 2º turno do Brasileirão

Momento brilhante: o 8×1 sobre o Caxias na final do Gauchão, repetindo o escore da temporada anterior sobre o Juventude

ARTILHARIA COLORADA

#

Jogador

Gols

1

Alecsandro

28

2

Taison

26

3

Nilmar

19

4

Andrezinho

17

5

D’Alessandro

11

6

Magrão

7

7

Giuliano

6

Índio

6

9

Alex

3

Bolaños

3

Kléber

3

Marcelo Cordeiro

3

Marquinhos

3

Wálter

3

14

Danilo Silva

2

Edú

2

Fabiano Eller

2

Guiñazu

2

Sorondo

2

Talles Cunha

2

21

Álvaro

1

Bolívar

1

Danny Morais

1

Leandrão

1

Rosinei

1

26

Sandro

1

Total

156

ASSISTÊNCIAS COLORADAS

#

Jogador

Assistências

1

Kléber

19

Rebote

17

2

Andrezinho

16

3

Taison

15

4

Alecsandro

13

5

Giuliano

11

6

D’Alessandro

9

Marcelo Cordeiro

9

Nilmar

9

 

Pênalti

8

Falta

8

9

Magrão

5

10

Guiñazu

4

11

Danilo Silva

2

Wálter

2

13

Álvaro

1

Bolívar

1

Daniel

1

Danny Morais

1

Edú

1

Marquinhos

2

Sandro

1

20

Talles Cunha

1

Total

156

VEJA TAMBÉM:

Grêmio, estatísticas 2009: jogos, gols, assistências


Estatísticas do Inter 2008 - Parte I

Estatísticas do Inter 2008 – Parte II

Comentários (7)

  • Leonardo diz: 28 de dezembro de 2009

    É o Inter do novo milênio mostrando cada vez mais claramente a sua cara: clube rico, organizado e profissional (com algumas exceções, claro). O grêmio está “na roça” pelos próximo mil anos! O Colorado vai ser tri da Libertadores antes deles com certeza!!!

  • Leonardo diz: 28 de dezembro de 2009

    Perin, esqueci de agradecer pelo trabalho. Estatísticas esportivas ainda não são um hábito do Brasileiro, mas eu acho sensacional. Ajuda muito a exergar a realidade de forma mais ampla, e a pensar e opinar melhor. Valeu!

  • Diogo Costa diz: 28 de dezembro de 2009

    Salve Perin!!!! Dá uma olhada nesta matéria, achei superinteressante!

    Abraço.

    Flamengo, Corinthians e São Paulo valem, cada um, mais de meio bilhão de reais
    Estudo da Crowe Horwath RCS revela valores das marcas dos 12 maiores clubes do Brasil. Apesar do crescimento, diferença para europeus é grande.

    GLOBOESPORTE.COM
    Rio de Janeiro

    Não adianta perguntar para um torcedor o valor do seu clube. É provável que a resposta seja “não tem preço”. Mas paixão e glórias também se medem por cifras. Um estudo da Crowe Horwath RCS, divulgado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, aponta o potencial de mercado das principais marcas do futebol brasileiro. Ainda que longe das assustadoras cifras dos europeus, três brasileiros se apresentam como grandes potências.

    Quanto vale a marca de cada clube:

    Flamengo – R$ 568 milhões
    Corinthians – R$ 563 milhões
    São Paulo – R$ 552 milhões
    Palmeiras – R$ 420 milhões
    Internacional – R$ 231 milhões
    Grêmio – R$ 214 milhões
    Cruzeiro – R$ 139 milhões
    Santos – R$ 135 milhões
    Vasco – R$ 122 milhões
    Fluminense – R$ 109 milhões
    Botafogo – R$ 97 milhões
    Atlético Mineiro – R$ 92 milhões

    Líderes em popularidade, Flamengo, Corinthians e São Paulo são os mais valiosos do Brasil. Cada um vale mais de meio bilhão de reais, segundo a pesquisa. Os números são significativos para o mercado interno – Flamengo e Corinthians valem, por exemplo, mais do que o somatório de Atlético-MG, Botafogo, Fluminense, Vasco e Santos. Mas, em comparação com o cenário internacional, o futebol brasileiro ainda deixa a desejar. O Manchester United, clube com a marca mais valiosa do mundo, é cotado a R$ 3.204 bilhões.

    O levantamento levou em consideração os 12 clubes de maior torcida e o número de títulos de cada um deles entre 1971 (início do Campeonato Brasileiro) e 2009. Os avaliados são os quatro grandes de São Paulo, os quatro do Rio, dois de Minas Gerais e os dois do Rio Grande do Sul.

    De acordo com o estudo, a evolução nas receitas dos clubes entre 2003 e 2008 foi de 115%. As que apresentaram maior crescimento foram a exploração do marketing e a venda de ingressos. Para chegar aos números finais, foram usadas informações como os dados financeiros, perfil e hábito dos torcedores, marketing e mercado nacional e local. O resultado é baseado em marketing, estádio, sócios e mídia.

    Para o futuro, essa arrecadação pode ser ainda maior. Hoje, as marcas dos doze principais clubes valem R$ 1,9 bilhão. Daqui a quatro anos, após a Copa de 2014, o número pode chegar a R$ 3,4 bilhões.

    Já de olho no Mundial, o São Paulo espera manter, com seu estádio, a força que o projeta hoje como o terceiro da lista. O Tricolor se aproxima dos líderes graças a uma evolução de 234% em bilheteria e 93% em marketing.

  • carlos eduardo diz: 28 de dezembro de 2009

    Bah… quanta má vontade com o D’Ale!!! O cara fez 11 gols e 9 assistências, foi decisivo em três grenais, jogou 4. Puts… só pode ser gremista para falar desta maneira, DECEPÇÃO DA TEMPORADA… VPQP

  • Leonardo sander diz: 28 de dezembro de 2009

    Não estou me excluindo desta lista, eu qro um centro-avante de 1 nível p LA2010, mas o Alecsandro foi o artilheiro do inter no ano, e o 4 com mais assitências, e mesmo assim não é unanimidade entre nós, é no minimo curioso, e ainda corre o risco de ser reserva ou até mesmo sobrar do banco ou ser dispensado por causa de Walter (jogador MUITO promissor, com um grande potêncial) e por um possivel novo atacante renomado que pode estar por vir! Só no futebol que acontece estas coisas!

    Vamo Inter!!!!!

  • rafael diz: 31 de dezembro de 2009

    perin tu podia apartir de janeiro comentar as contrataçoes da dupla , lembra como tu fez quando tu falou que aprovava a contração do edu do inter ( mas depois não comentou nada quando não deu resultado nenhum ) e quando tu dizia que o maxi lopes não era nada demais e acabou fazendo mais de dez gols no brasileiro inclusive em grenal .

    ps não tem nenhum comentario sobre o guinazu querer ir pro são paulo?

    EDITADO: tu acha que 12 gols em um Brasileiro tá bom? Eu acho fraco, ainda mais pra 200 mil mensais. O Alecsandro ganha pouco mais que a metade e fez 16. Eu to montando um post com os erros e acertos da dupla nas contratações de 2009 e projetando 2010, acho que vai ficar bom. Sobre o Guina, vou esperar terminar esta função, mas em princípio acho que ele agiu muito mal.

  • Paulo diz: 28 de fevereiro de 2010

    Ola Perin, parabens pelo seu trabalho. Gostaria de saber se você chegou a fazer a análise de quem fez mais gols no MUNDO em 2009? E isso não inclui so as grandes ligas, são todas e qualquer liga, por que se é no mundo é no MUNDO. Aguardo uma resposta sua. Desde ja, obrigado.

    EDITADO: sou um só… Tinha que ter uma equipe inteira pra isto, heheheh… Sem tempo…

Envie seu Comentário