Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 20 fevereiro 2010

Como encerrar a carreira em um único jogo: Fabianski e Gus Caesar

20 de fevereiro de 2010 4

Como encerrar uma carreira em um jogo. Temos duas histórias hoje, ambas envolvendo jogadores do Arsenal. Nesta semana os torcedores dos Gunners reviveram seus maiores pesadelos na Liga dos Campeões. Único dos gigantes ingleses a jamais conquistar um campeonato europeu (o Chelsea não tem tanta história assim, apesar da força atual), o maior time de Londres levou 2×1 do Porto no jogo de ida das oitavas-de-final.

Pior, os dois gols portugueses foram em falhas escandalosas do jovem goleiro Lucasz Fabianski, de 24 anos. O polonês levou um frango antológico no primeiro gol de Varela, e no segundo gol recebeu um recuo de bola com o pé do zagueiro Sol Campbell e dominou com a mão. Ficou reclamando e não viu a cobrança rápida do Porto, gol de Ernesto Farías. Vejam os gols:

A história trágica para o goleiro Fabianski lembrou-me um momento ridículo da história do Arsenal, que virtualmente acabou com a carreira do defensor Gus Caesar. Em 1988, com um jejum de quase 20 anos sem títulos, o Arsenal disputava a final da Copa da Liga Inglesa contra o modesto Luton Town, da 2° divisão inglesa e que nunca tinha ganhado nada.

O time da capital saiu perdendo mas virou no início do segundo tempo e vencia por 2×1 em Wembley até faltarem 20 minutos, chutando bolas na trave. Então o desastre: primeiro o então jovem lateral-esquerdo Nigel Winterburn (hoje treinador de sucesso pela Irlanda do Norte) foi resolver bater pênalti pela primeira vez na vida em uma decisão. Errou, com defesa do goleiro Andy Dibble.

Depois a ‘estrela do jogo’ seria o zagueiro Gus Caesar, formado nas categorias de base do clube. Em uma bola rebatida para a área do Arsenal, Caesar (que já vinha falhando em jogos anteriores), furou tão ridiculamente que caiu sentado. A bola sobrou para Danny Wilson empatar. No finalzinho do jogo, o Arsenal levou mais um e perdeu o título. E Gus Caesar perdeu a carreira. Vejam o compacto deste jogo:

Jogou mais algumas poucas partidas, e era vaiado até no aquecimento. A raiva era tamanha que ele foi eleito o pior jogador da história do Arsenal diversas vezes, mesmo evidentemente não tendo sido tão ruim.

Jogou em times menores e encerrou a carreira após atuar por cinco anos em Hong-Kong. “Tenho pesadelos até hoje por causa daquela partida“, disse há alguns anos Caesar.

O cara que encerrou a carreira em times de alto nível por causa de um jogo.