Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Conquista do turno pelo Joinville lembra gols dramáticos do passado!

22 de fevereiro de 2010 3

Sem dúvida, a conquista mais espetacular deste final de semana repleto de decisões nos Estaduais foi do Joinville em Santa Catarina. O gol de Ricardinho, aos 48 minutos e 57 segundos do segundo tempo entrou para a história do futebol catarinense.

Isto me fez lembrar de grandes momentos do futebol mundial que ficaram marcados por gols nos últimos instantes e que causaram reviravoltas no resultado de partidas importantes. Vejam o vídeo faltando três segundos para o término do tempo indicado pela arbitragem:

Gol de Ricardinho:

O empate de 1×1 contra o Avaí, além de garantir o time na decisão do Catarinense 2010, ainda me fez recordar uma série que postei no Almanaque Esportivo há mais de um ano. Na ocasião, relembrei nove grandes momentos do futebol mundial, divididos em (Parte I e Parte II).

Na semana seguinte, foi a vez de vermos dez gols espetaculares no finalzinho de competições brasileiras. Isto também foi dividido em Parte I e Parte II

Gols inesquecíveis nos instantes finais, INTERNACIONAL PARTE I
1º) Dennis Bergkamp – Holanda 2×1 Argentina – Copa do Mundo 1998
2º) Steven Gerrard – West Ham United 3×3 Liverpool – Copa da Inglaterra 2005/06
3º) Adriano – Brasil 2×2 Argentina – Copa América 2004
4º) Ole Solskjaer – Manchester United 2×1 Bayern de Munique – Liga dos Campeões 1998/99
5º) Fabio Grosso – Itália 2×0 Alemanha – Copa do Mundo 2006

Gols inesquecíveis nos instantes finais, INTERNACIONAL PARTE II
6º) Patrik Andersson – Hamburgo 1×1 Bayern de Munique – Campeonato Alemão 2000/01
7º) Michael Thomas – Liverpool 0×2 Arsenal – Campeonato Inglês 1988/89
8º) David Trezeguet – França 2×1 Italia – Eurocopa 2000
9º) Cristian Nasuti – River Plate 2×1 Boca Juniors – Copa Libertadores 2004

Gols inesquecíveis nos momentos finais, BRASIL PARTE I
1º) Anderson – Náutico 0×1 Grêmio – Segunda Divisão 2005
2º) Careca – Guarani (2)1×1 (2) São Paulo -  Primeira Divisão 1986
3º) Romário – Palmeiras 3×4 Vasco da Gama – Copa Mercosul 2000
4º) Nunes – Flamengo 3×2 Atlético-MG – Campeonato Brasileiro 1980
5º) Euller – Palmeiras 4×2 Flamengo – Copa do Brasil 1999

Gols inesquecíveis nos momentos finais, BRASIL PARTE II
6º) Falcão – Internacional 2×1 Atlético-MG – Brasileirão 1976
7º) Geovanni – Cruzeiro 2×1 São Paulo – Copa do Brasil 2000
8º) Ricardinho – Corinthians 2×1 Santos – Campeonato Paulista 2001
9º) Elano e Léo – Corinthians 2×3 Santos – Campeonato Brasileiro 2002
10º) Washington – Fluminense 3×1 São Paulo – Copa Libertadores 2008

Comentários (3)

  • eto diz: 23 de fevereiro de 2010

    Me desculpe Perin, mas aquela obra de arte de 1976 do Falcão, Dario, Escurinho, culminando com o gol do Falcão, pelo primor da jogada, a dificuldade que foi o jogo e o significado que trouxe, não tem comparação. tudo bem o gol do Anderson, a dificuldade do jogo batalha dos aflitos etc… mas o gol do bola-bola foi uma construção coletiva que resultou na vaga de uma Libertadores quando era difícil (só tinha 2 por país) e no bi-nacional na maior campanha em aproveitamento da história dos brasileiros 12 Jogos no Gigante com 12 vitórias e 19 vitórias em 23 jogos, um gol para a história.

  • Fabricio Sabbadini diz: 23 de fevereiro de 2010

    Excelente a sacada dos gols nos instantes finais, porém, faltou um (dois) jogo (s), o (s) que desclassificou (aram) a França da Copa de 1994; afinal, ela precisava de uma vitória simples em dois jogos no Parc des Princes para ir aquela copa, perdeu para Israel por 3×2 com um gol nos acréscimos, e depois para a Bulgária, quando podia empatar, com um gol do Kostadinov, também nos acréscimos; aliás, jogo que acabou com a carreira do Ginola nos bleus. Aliás, também naquelas eliminatórias, o Japão levou um gol também nos acréscimos num jogo para o Iraque, perdendo a então inédita classificação para os rivais Sul-Coreanos.

    EDITADO: lembro destes gols, vou pesquisar para postar!

  • Geraldo Colorado diz: 24 de fevereiro de 2010

    Faltou um gol inesquecível: Dunga – 1999 Internacional 1×0 Palmeiras. Gol Salvador!

Envie seu Comentário