Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2010

Dívidas dos grandes clubes brasileiros: Tamanho vs. Perfil

09 de fevereiro de 2010 10

O sempre ótimo blog Olhar Crônico Esportivo fez uma bela análise sobre as dívidas dos principais clubes brasileiros. O blogueiro Émerson Gonçalves, que assim como eu sofre para ler alguns balanços fiscais de times da Série A, deixa bem claro como o TAMANHO da dívida importa, mas não é fundamental. O PERFIL da mesma é que muda tudo.

Isto fica exemplificado no caso do Internacional em comparação com o Palmeiras. A dívida do time paulista é menos da metade da dívida colorada (a Parmalat zerou as dívidas nos anos 90), porém quase 30% da dívida é de antecipações fiscais e empréstimos, de curto e médio prazo. É interessante ainda o fato do Palmeiras não ter nenhuma dívida trabalhista. Já no caso do time gaúcho, quase 95% da dívida está equacionada via Timemania, sendo paga em suaves prestações. 

Também fica claro o problema do Grêmio com as dívidas trabalhistas, que assola ainda Vasco da Gama, Botafogo, Fluminense, Náutico e Paraná. No Atlético-MG, Atlético-PR, Vasco da Gama, Corinthians, Santos, São Paulo e Coritiba são os adiantamentos de receitas e empréstimos particulares que pesam no conjunto deficitário.

Curiosidade: no Galo o empréstimo é do ex-presidente Ricardo Guimarães, em dívida já equacionada, e no Santos também do ex-presidente Marcelo Teixeira.

As dívidas fiscais de quase todos os times com a União estão equacionadas ou regularizadas via Timemania ou acertos individuais com o Governo. Então uma análise mostra que todos os times do Rio, o Santos, o Corinthians, o Atlético-MG e os dois paranaenses estão em uma situação financeira delicada.

Vale também destacar que alguns times, como o Grêmio e o Botafogo, conseguiram reduzir significativamente suas dívidas nos últimos anos. Ou seja, esta mesma análise ano que vem pode mostrar valores bem mais favoráveis a alguns clubes, complicando outros como o Corinthians que encerrou 2009 com um enorme déficit.

DEFINIÇÕES:

- Fiscais: as dívidas com o governo federal (quase que exclusivamente), referentes ao não pagamento de tributos diversos, inclusive INSS e IR; a  maior parte desses débitos está com seus pagamentos negociados no acordo da Timemania.

- Contingências: compreende as dívidas trabalhistas – a grande maioria nesse item – e dívidas cíveis.

- Empréstimos: dinheiro tomado nos bancos ou adiantado via Clube dos 13 e federações; no caso, como já explicado neste e no velho OCE, a parcela a receber futuramente sai via empréstimo bancário, devidamente aprovada pelo Clube dos 13 e Rede Globo e GLOBOSAT; grande parte da dívida do Clube Atlético Mineiro com seu ex-presidente, Ricardo Guimarães, está nesse item.

A próxima tabela é a mais interessante e que merece um olhar mais atento de cada torcedor. Ela mostra como é a composição dessas dívidas em cada clube:

Legenda: Passivo Total, Dívidas Fiscais, Dívidas Contingenciais e Dívidas em Empréstimos estão com valores em reais. Os percentuais são as relações entre a dívida total (Passivo) e o ítem analisado.

Clube

Passivo Total

(em reais)*

Dívidas Fiscais

(em reais)*

%

Dívidas Contingenciais/ Trabalhistas

(em reais)*

%

Dívidas em Empréstimos

(em reais)*

%

Vasco

308,1

99,2

32,2

111,1

36,1

97,8

31.7

Flamengo

278,3

201,5

72,4

36,5

13,1

40,3

14,5

Fluminense

272,9

140,3

51,4

132,6

48,6

0,02

0

Atlético MG

267,8

138,3

51,6

23,5

8,8

106,0

39,6

Botafogo

219,0

132,8

60,6

71,8

32,8

14,4

6,6

Corinthians

118,3

48,6

41,1

17,2

14,5

52,5

44,4

Palmeiras

55,1

39,5

71,7

0

0

15,6

28,3

Internacional

126,7

120,1

94,8

2,4

1,9

4,2

3,3

Santos

134,3

90,8

67,6

2,2

1,6

41,3

30,8

Grêmio

108,5

76,7

70,7

17,9

16,5

13,9

12,8

São Paulo

143,3

95,9

66,9

2,5

1,8

44,9

31,3

Cruzeiro

84,7

65,7

77,5

1,4

1,7

17,6

20,8

Coritiba

54,6

35,6

65,2

5,0

9,2

14,0

25,6

Náutico

44,9

28,9

64,4

14,1

31,4

1,9

4,2

Atlético PR

23,1

7,8

33,7

4,5

19,5

10,8

46,8

Paraná

26,2

16,6

63,4

9,3

35,5

0,3

1,1

Figueirense

9,3

8,4

90,3

0,9

9,7

0

0

São Caetano

2,1

0,3

14,2

0,1

4,8

1,7

81,0

Barueri

0,5

0,001

0

0,5

100,0

0

0

Totais

2.277,7

1.347,0

59,1

453,5

19,9

477,2

21,0

OBS: obrigado a todos que me mostraram que não tinha revisado o texto. Fiz correndo ontem à noite e ficou ruim. Agora tá bem melhor.

Janela de transferências fechada? Não é bem assim

08 de fevereiro de 2010 3

Li algumas dezenas de vezes nas últimas duas semanas que a Janela de Transferências internacionais está fechada. A informação é apenas parcialmente correta. Na verdade, a janela de transferências na direção de retorno ao Brasil está totalmente aberta até meados de março, quando fecha e só reabre em julho.

Ou seja, é possível que jogadores saiam da Europa e retornem ao Brasil. Exemplo claro é Ewerthon, que está no espanhol Real Zaragoza e pode retornar ao Palmeiras. Caso o Grêmio queira trazer o zagueiro Douglas, do Hapoel Tel-Aviv, também será possível.

OBS: jogadores com passe livre não estão sujeitos às regras da janela de transferência.

Janela totalmente fechada:
Futebol Brasileiro -> Europa Ocidental

A janela está aberta em um sentido:
Futebol Brasileiro <- Europa Ocidental

A janela está aberta nos dois sentidos:
Futebol Brasileiro <-> Oriente Médio (Catar, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, etc)
Futebol Brasileiro <-> Extremo Oriente (Japão, Coréia do Sul, etc)
Futebol Brasileiro <-> Leste Europeu (Rússia, Ucrânia)
Futebol Brasileiro <-> Países Nórdicos (Suécia, Noruega, Dinamarca, etc)
Futebol Brasileiro <-> Futebol Sul-Americano (Argentina, Uruguai, Chile, etc)

VEJA TUDO QUE SAIU NO ALMANAQUE SOBRE JANELA DE TRANSFERÊNCIAS:

Internazionale rumo ao penta. Veja milagre de Júlio César!

07 de fevereiro de 2010 1

O brasileiro Júlio César, dia após dia, mostra que é o melhor goleiro da atualidade. O arqueiro da Internazionale consegue manter o alto nível mesmo em vitórias fáceis de sua equipe, que caminha a passos largos rumo ao pentacampeonato nacional. Prova de que consegue manter seu alto nível de concentração a qualquer momento.

No tranquilo triunfo de 3×0 sobre o Cagliari, hoje em Milão, Júlio César fez a estrondosa defesa abaixo, quando o jogo já estava 2×0 para sua equipe. Ela ocorre no minuto 2min25s do vídeo abaixo:

Inter está invicto há 28 jogos no Gauchão, maior sequência é de 55 partidas

05 de fevereiro de 2010 6

Com a vitória de 3×1 sobre o Novo Hamburgo na última quarta-feira, o Internacional completou sua 28º partida invicto em jogos pelo estadual. A sequência começou no segundo jogo da final do Gauchão 2008, quando humilhou o Juventude por 8×1 e conquistou o estadual, passou por todo o Gauchão 2009 (21 jogos, bicampeão invicto) e completou mais 6 partidas no atual certame.

A última derrota foi no primeiro jogo da decisão de 2008, no distante 27 de abril. Na ocasião, um erro infantil do capitão Fernandão resultou em um gol de Maykon aos 47 minutos do segundo tempo, garantindo a vitória de 1×0 do Juventude sobre o Colorado.

Era a terceira vitória do time caxiense sobre o Inter de Abel Braga naquele estadual. É também do Juventude ainda a última derrota colorada em pleno Beira-Rio por um Gauchão, um 1×0 na quarta rodada daquele mesmo campeonato.

A maior sequência invicta da história é do Internacional. Entre Abril de 1973 e julho de 1975, o Colorado ficou incríveis 55 jogos sem perder. Com direito a vencer todos os 18 jogos do Gauchão de 1974, feito jamais igualado.

Última derrota antes da série invicta:
17/04/1973 – Internacional 1×3 Esportivo

Começou:
25/04/1973 – Aimoré 0×4 Internacional

Terminou:
20/07/1975 – Santa Cruz 0×2 Internacional

Primeira derrota:
23/07/1975 – Grêmio 3×1 Internacional

Total: 55 jogos, divididos em. Foram 16 jogos em 1973, 18 jogos em 1974 e 21 jogos em 1975.