Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 17 março 2010

GP DO BAHREIN: Pista chata, corrida insuportável e a culpa é de Ecclestone

17 de março de 2010 7

Nova temporada da Fórmula-1. Uma profunda revolução no regulamento (fim do reabastecimento, mais carros). Novas equipes. Vários pilotos novos. A volta do legendário Michael Schumacher à categoria. Promessas estreando. Faltou alguma coisa?

CLARO, faltou mudar a pista! Aliás, conseguiram mudar para pior a já modorrenta pista de Sakhir no Bahrein. A corrida foi chata por um motivo bem simples: aquele circuito, bonito, eficiente, seguro, é um porre! Seis quilômetros de pura chatice! Não adianta nada mudar tudo e continuarmos com pistas NOVAS insuportáveis como Bahrein e Emirados Árabes!

A culpa disto é do todo-poderoso Bernie Ecclestone, que só chama o arquiteto Hermann Tilke para fazer as pistas (já apelidadas de “tilkódromos”), mas que errou feio a mão nas duas pistas árabes. Pensando no ‘dindin’ dos petrodólares, Ecclestone cada vez mais esquece de colocar umas pistas mais legais.

E olha que Sepang, Shanghai e Istambul são bem legais e também projetadas por Tilke. O “Tio Bernie” errou ainda ao retirar a abertura da emocionante pista de Melbourne, próxima etapa na Austrália, e deixar neste circuito murrinha…

A corrida foi uma chatice só que só teve emoções causadas na primeira curva, com dois acidentes separados. Ficou claro que a FIA errou ao deixar a Hispania e a Virgin (não vou ficar abreviando que nem a Globo faz) largarem com tão pouco treinamento. O resultado foi pífio e a situação do bom indiano Karum Chandhok beirou ao patético: o cara foi para a classificação sem ter feito um único treinamento oficial antes.

A vitória de Alonso foi justa pois aproveitou erro de Massa e os problemas de Vettel. Nada melhor que ganhar logo na estréia pela Ferrari, ainda mais para o favorito, na minha opinião, ao título. Bom, vamos aos prêmios? Foi difícil a maioria…

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010:
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Troféu “Jim Clark”Vou surpreender. Para mim, o melhor foi Vitantonio Liuzzi, que já largou bem e fez bela corrida pela Force India

Troféu “Rouge & Blanc” - Robert Kubica, que rodou na primeira curva e passou vários carros ao longo da prova.

Troféu “Chris Amon” - Vettel, que teve problemas mecânicos e caiu do primeiro para o quarto lugar.

Troféu “Fiofó de Ouro” - Alonso, que ganhou uma corrida de brinde.

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements” -
Sem dúvida, os carros da Hispania e da Virgin, sobretudo a primeira. Chandhok quase não treinou.

Troféu “Dick Vigarista” - Todo mundo comportadinho.

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada” - Para a determinação de quem manda na Globo de chamar Hispania e Virgin de HRT e VRT. Depois reclamam que as empresas não investem no esporte. Quando investem, se recusam a falar o patrocinador.

VEJA TAMBÉM:
COMO FOI O GP DO BAHREIN EM 2009 (REPAREM NA MANCHETE):
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2009/05/11/gp-do-bahrein-o-corridinha-chata/

E que venha Melbourne, no lindo e sensacional Albert Park!

Premiações Especiais na F-1 2010 do Almanaque Esportivo

17 de março de 2010 1

E ela está de volta! A premiação esportiva mais tosca da internet brasileira retorna no início da temporada 2010 de Fórmula-1.

Repetindo 2008 e 2009, teremos após cada GP um resumo com minhas opiniões sobre a prova e ainda a eleição dos melhores (ou piores) de cada corrida.

Os prêmios serão rigorosamente os mesmos, mas vale recordar o que cada um significa.

Vamos a eles? Ainda hoje, a eleição do GP do Bahrein!

Troféu “Jim Clark” - Para o melhor piloto da corrida

Troféu “Rouge & Blanc” – Para o piloto mais combativo da corrida (não necessariamente o melhor).

Troféu “Chris Amon” – Para o azarado do final de semana

Troféu “Fiofó de Ouro” – Para o sortudo do final de semana

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements” – Para o incompetente/lambança do final de semana

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada” - Para quem “falou demais e deu bom dia à cavalo”

Troféu “Dick Vigarista” - Para quem jogou sujo, né Muttley `MEDALHA MEDALHA`?

CALENDÁRIO OFICIAL – FÓRMULA-1 2010 (OBS: fuso brasileiro):

VEJA TAMBÉM:

Ranking da Copa do Brasil - proposta de ranking diferente

17 de março de 2010 8

Para se elaborar um ranking histórico da Copa do Brasil, somar pura e simplesmente todos os resultados da história não é mais o critério mais adequado. IMPORTANTE:Lembrando que isto é apenas um levantamento histórico, para discussão de boteco.

Somando os títulos, o resultado é simples. Neste caso o Grêmio e o Cruzeiro dominam amplamente a competição com quatro títulos. O Grêmio tem dois vices a mais, então fica à frente do time mineiro. O Corinthians é o terceiro com três conquistas, o Flamengo tem dois títulos e todos os demais times levaram uma vez. 

Mas o somatório pura e simples não é legal. Isto porque desde 2002 os times brasileiros na Taça Libertadores não disputam a Copa do Brasil. Ou seja, um time que disputa todos os anos a Copa do Brasil significa que não disputa a Libertadores há muito tempo, e tem sido insuficiente. Vasco da Gama, Atlético-MG e Botafogo seriam beneficiados nesta análise. 

Manter o critério antigo, mais simples e correto, seria prejudicar quem conquista a chance de disputar a Libertadores. Então o amigo gremista Edison Klein, louco por estatísticas e grande colaborador do Almanaque Esportivo, bolou outra maneira de analisar os times. Ela leva em conta o desempenho de cada time na competição e também quantas participações o time teve. 

É o melhor ranking? Não sei, acho que não existe resposta para esta pergunta. Mas certamente é mais justo. No Campeonato Brasileiro, eu prefiro o somatório de pontos pelo simples fato de que, se um time não disputa o Brasileiro, é por demérito seu e não por prêmio, como ocorre na Copa do Brasil. 

No primeiro critério (premiação analisado com número de disputas), o líder é o Paulista de Jundiaí: disputou uma vez e levou o título. o Santo André tem 1 título em 2 anos. O Flamengo é o terceiro e o Grêmio é o quarto, certamente prejudicado por ter sido eliminado precocemente nas últimas participações.

Outro time pequeno presente é o 15 de Novembro de Campo Bom, que foi às semifinais e 3º fase em dois anos seguidos. De longo histórico de micos na competição apesar de um título e um vice-campeonato, o Inter é apenas o 13º colocado.

Já no segundo, como era de se esperar, o líder é o Grêmio, seguido de perto pelo Flamengo e Corinthians. Neste, os times brasileiros mais tradicionais são a maioria e apenas o Atlético-MG nunca conquistou uma Copa do Brasil.

Grêmio Campeão da Copa do Brasil 2001 - Crédito: Reprodução site http://www.torcedor.gremista.non.br

CRITÉRIOS

CAMPEÃO – 16 PONTOS
VICE    - 12 PONTOS
ELIMINADO NAS SEMIFINAIS – 8
ELIMINADO NAS QUARTAS    - 4
ELIMINADO NAS OITAVAS    - 2

O ÍNDICE DE PARTICIPAÇÃO LEVA EM CONTA A SOMA DE PONTOS DIVIDIDO PELO NRO DE PARTICIPAÇÕES
O ÍNDICE GERAL LEVA EM CONTA A SOMA DE PONTOS DIVIDIDO PELO NRO DE EDIÇÕES DO TORNEIO

10 PRIMEIROS NO ÍNDICE DE PARTICIPAÇÃO

EQUIPE              PTOS   PART     INDICE

1°) PAULISTA              16     1     16,0000
2°) SANTO ANDRÉ           16     2      8,0000
3°) FLAMENGO             120    15      8,0000
4°) GRÊMIO               124    17      7,2941
5°) CRUZEIRO             100    15      6,6666
6°) CORINTHIANS          110    17      6,4705
7°) PALMEIRAS             72    14      5,1428
8°) XV DE NOVEMBRO – RS   10     2      5,0000
9°) SÃO PAULO             50    11      4,5454
10°) FLUMINENSE            68    15      4,5333

10 PRIMEIROS NO ÍNDICE GERAL

1°) GRÊMIO               124    17      5,9047
2°) FLAMENGO             120    15      5,7142
3°) CORINTHIANS          110    17      5,2380
4°) CRUZEIRO             100    15      4,7619
5°) VASCO DA GAMA         84    19      4,0000
6°) PALMEIRAS             72    14      3,4285
7°) FLUMINENSE            68    15      3,2380
8°) INTERNACIONAL         64    18      3,0476
9°) ATLÉTICO-MG           64    18      3,0476
10°) SPORT RECIFE          54    15      2,5715

Neste ranking, o Inter está em 13.lugar, com 64 pontos,   em 18 participações, com um índice de 3,5555