Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 6 abril 2010

GP DA MALÁSIA: Até que enfim, heinhô Vettel?

06 de abril de 2010 1

Se fosse jogador de futebol, Sebastien Vettel teria comemorado a vitória com aquele gesto típico de “Sai uruca!”. Ufa! Depois de liderar as últimas duas corridas e perder por problemas mecânicos, domingo não teve jeito e o jovem alemão da Red Bull Racing venceu o GP da Malásia de Fórmula-1.

Em mais uma corrida legal, não tão emocionante quanto o GP da Austrália (esta vai ser difícil bater) mas fazendo jus à pista legal de Sepang (é um dos poucos “tilkódromos” que eu gosto),Vettel e Webber largaram e chegaram na frente. Finalmente os carros da RBR não ficaram pelo caminho seja por problemas técnicos (Vettel 2x), seja por erros do piloto (Webber, na Austrália).

Lewis Hamilton disputando com Vitaly Petrov - reprodução site GP  Update: http://f1.gpupdate.net/en/

A corrida foi muito movimentada pelo erro estratégico da Ferrari e McLaren no treino de sábado, quando entraram na pista muito tarde e pegaram chuva forte. Todo mundo largou lá atrás e coube à Lewis Hamilton e Felipe Massa liderarem as corridas de recuperação. Jenson Button, vencedor em Melbourne, e Fernando Alonso, com problemas no carro, foram mais discretos.

Para Alonso, o pior foi no finalzinho, quando estourou o motor e perdeu a liderança do Mundial de Pilotos. Bom para o brasileiro da Ferrari, que assumiu a liderança do Mundial de maneira isolada. O polonês Robert Kubica, com uma tocada que considero muito semelhante à de Émerson Fittipaldi, fez mais uma corrida além da expectativa e terminou em 4º lugar.

O unfashionable Nico Rosberg deu mais um pau no Michael Schumacher, chegando em um consistente terceiro lugar e conseguindo o primeiro pódio da Mercedes neste retorno à categoria. Outros destaques vão para Jaime Alguesuari e Nico Hulkenberg, que conseguiram seus primeiros pontos na categoria. Se o companheiro de Rubinho não foi tão bem na prova, o mesmo não vale dizer para o jovem espanhol. Alguesuari fez mais uma corrida muito boa, inclusive com ultrapassagem por fora, e merecidamente foi um dos melhores na prova.

Vale registro ainda para os novatos Bruno Senna e Lucas Di Grassi, que largaram e completaram a prova. O último chegou em um regular 14º lugar, à frente de quatro carros, mas teve que poupar combustível para não ficar com pane seca, segundo erro crasso idêntico da Virgin na temporada.

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010:
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Vamos aos prêmios:

Troféu “Jim Clark” - Este vai dividido entre o pé-frio alemão Sebastien Vettel e o polonês Robert Kubica. Show dos dois durante toda a corrida, velozes e consistentes. Kubica é o melhor da temporada e Vettel, pelo conjunto carro-piloto, é o grande rival das Ferraris na disputa pelo campeonato de pilotos.

Troféu “Rouge & Blanc” – Vai para Alguesuari, em sua melhor prova na categoria. Muito legal a ultrapassagem por fora sobre Hulkenberg.

Troféu “Chris Amon”Alonso, com seu motor estourado a duas voltas do final que custaram-lhe a liderança do Mundial.

Troféu “Fiofó de Ouro“- Para Hulkenberg, que não fez nada de digno na prova mas conseguiu um pontinho pela quebra de Alonso

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements“-Para os motores Ferrari, três quebras no GP em quatro carros. E Alonso já tinha trocado o motor nos treinos…

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada“- Para variar, Barrichello falou o que pensa e depois teve de se retratar. Piloto veterano como ele não pode dizer, nem em tom de brincadeira: “a porcaria do nosso carro ainda não está legal. Vamos sorrir senão vamos chorar. Eu vou chorar ali no canto”.

Troféu “Dick Vigarista“- Para o multicampeão do quesito, Lewis Hamilton com sua tripla mudança de linha à frente do russo Vitaly (que merecia mais sorte neste GP).

E que venha o GP da China em duas semanas!

VEJA TAMBÉM:

COMO FOI O GP DA MALÁSIA EM 2009:
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2009/04/25/gp-da-malasia-button-vence-a-meia-prova/

GP DA AUSTRÁLIA - Button, vitória de um campeão mundial de F-1

06 de abril de 2010 1

Eu tinha certeza que teríamos um GP da Austrália muito melhor que o do Bahrein! Ao contrário da modorrenta prova de abertura em Sakhir, a ousada e intrigante pista de Albert Park em Melbourne nos trouxe muitas emoções. Bom para o vitorioso Jenson Button, que ousou na estratégia e acabou recompensado.

Ultrapassagens do início ao final da prova, estratégias distintas causando impacto no resultado final, manobras ousadas e pegas curva à curva. Excelente!

Corrida muito boa para o polonês Robert Kubica, que consegue ir mais uma vez melhor que seu Renault inconfiável. Bom ainda para Felipe Massa, que recuperou-se do erro em Sahkir e superou o rival Fernando Alonso. De quebra, conseguiu terminar uma prova em Melbourne, algo raríssimo na carreira. Lucas di Grassi completou a prova, enquanto Bruno Senna seguiu seu calvário.

A chuva deu uma embaralhada no início da prova, mas as emoções duraram toda a corrida. E comprovaram a minha (e de outros) tese de que o que faz a diferença é quase sempre os circuitos: quando a pista favorece ultrapassagens, elas ocorrem com facilidade e emoção.

Vamos aos prêmios? Prometo (tentar) não atrasar mais na próxima semana.

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010:
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Troféu “Jim Clark” – Jenson Button, que largou mal (bateu), arriscou ao colocar pneus secos antes dos demais e foi recompensado com uma vitória brilhante. Menção honrosa para Robert Kubica, que largou lá atrás e conseguiu um belíssimo segundo lugar com sua irregular Renault.

Troféu “Rouge & Blanc” - Lewis Hamilton, showman da prova. Lutou, se esforçou, tentou, errou. Merecia melhor sorte.

Troféu “Chris Amon” - Sebastien Vettel… De vitória tranquila para uma parada na brita. Problemas mecânicos causaram a escapada e abandono.

Troféu “Fiofó de Ouro” – Kamui Kobayashi, Sebastien Buemi e Nico Hulkenberg, que se escaparam de um acidente bem forte. Exatamente aonde o Martin Brundle quase se matou em 1996 (veja)

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements” - Para a prova deplorável de Michael Schumacher. Bateu no início (sem culpa, é verdade), mas depois levou “X” do Timo Glock e passou quase 40 voltas atrás do Jaime Alguesuari, que visivelmente está melhor este ano. Menção desonrosa para a Virgin, que colocou combustível de menos e teve de largar dos boxes para evitar a pane seca.

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada”
- De novo para a confusa narração global. Galvão Bueno reclamou da transmissão da FOTA, mas ele que demorou um tempão para perceber que Massa tinha feito um péssimo pitstop e já tinha perdido posições (sem precisar ‘esperar mais algumas voltas’). E o Reginaldo também tem que prestar mais atenção nestes detalhes.

Troféu “Dick Vigarista” – Para o anfitrião Mark Webber, em mais uma corrida azarada na Austrália. No final, completou a série de erros em uma manobra desastrosa que tirou pontos de Hamilton e de si mesmo.

VEJA TAMBÉM:

COMO FOI O GP DA AUSTRÁLIA EM 2009:
http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2009/03/30/gp-da-australia-brawn-gp-vim-vi-e-venci/