Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Disputa de pênaltis da dupla desde 1994 - Grêmio

09 de abril de 2010 12

Ontem falamos do Internacional, hoje é a vez do Grêmio e suas disputas de penalidades desde 1994. Reitero que a escolha da data é aleatória e muito mais fruto da minha lembrança do que qualquer outra coisa. Tive muita ajuda do amigo de longa data Guilherme Boeira, habitual colaborador deste blog.

Antes deste período, lembro do Gauchão de 1987 quando Taffarel saiu do Torneio do Bicentenário da Austrália direto para o Beira-Rio, quando pegou penalidades e garantiu o 1° turno do Internacional. O troco veio em 1989, quando o Grêmio venceu o Gauchão nos pênaltis depois de um 0×0 no tempo normal e com o veteraníssimo Mazaropi de grande estrela daquela tarde pegando penalidades:

Também uma vitória para cada lado entre Grêmio e River Plate nas Supercopas de 1989 (deu Grêmio) e 1991 (deu River). Ainda a derrota de 1992 na Copa do Brasil, quando levou 3×0 nos pênaltis do Inter. Uma classificação sobre o Bragantino na Copa Conmebol em 1992. E outra vitória obre o Palmeiras, na Copa do Brasil de 1993.

Se lembrarem de mais alguma em torneios oficiais, me mandem!

CLASSIFICAÇÕES GREMISTAS

  • Grêmio 2 (2) x (1) 1 Guarany-PAR, Copa Libertadores 1997
  • Grêmio 2 (9) x (8) 2 Brasil de Pelotas, Gauchão 1997
  • Grêmio 2 (4) x 0 (2) Defensor-URU, Copa Libertadores 2007

ELIMINAÇÕES GREMISTAS

  • São Paulo 0 (6) x (5) 0 Grêmio, Copa Conmebol 1994
  • River Plate 3 (4) x (2) 2 Grêmio, Supercopa 1995
  • Ajax 0 (4) x (3) 0 Grêmio, Copa Intercontinental 1995 (sobre o nome da competição, ver nota abaixo).
  • Grêmio 0 (2) x (4) 0 Flamengo, Copa Mercosul 2001
  • Grêmio 1 (4) x (5) 0 Olímpia, Copa Libertadores 2002
  • Grêmio 1 (5) x (6) 0 15 de Novembro-RS, Copa do Brasil 2006
  • Grêmio 2 (3) x (4) 1 Atlético-GO, Copa do Brasil 2008Algumas curiosidades tricolores:
  • Na Copa CONMEBOL de 1994, o São Paulo tinha como treinador um jovem chamado Muricy Ramalho…
  • Os duelos contra o River Plate na Supercopa de 1995 (de Francescoli, Crespo & Cia), foram épicos. Eram os dois melhores times da América e o Grêmio mostrou um futebol fantástico naquele mata-mata. Caiu nas penalidades mas saiu aplaudido do Monumental de Nuñez.
  • A vitória de 2×1 em 1997 foi incrível: o Grêmio estava vencendo por 1×0 e indo para os pênaltis, levou 1×1 no finalzinho e fez 2×1 no “apagar das luzes”. Na disputa de penalidade, os três primeiros acertaram e depois tivemos sete cobranças erradas. SETE!
  • No mesmo ano, o Grêmio despachou o Brasil de Pelotas nas semifinais do estadual depois de 12 cobranças para cada lado. Até os goleiros e um jogador com distensão muscular (Zózimo, do Brasil-PEL) bateram!
  • Uma das derrotas mais dolorosas foi em 2003 2002, quando o Grêmio caiu para o Olímpia nos pênaltis em pleno Olímpico, acabando com o sonho da Libertadores no ano do Centenário. De campanha muito boa, o time do técnico Tite só parou nas semifinais em uma decisão do árbitro argentino Daniel Gimenez. Este acertou em validar a defesa de Tavarelli na cobrança de Rodrigo Fabri e acertou também ao invalidar a defesa de Eduardo Martini na cobrança de González (só ver o vídeo, o Tavarelli não se adianta e o Martini dá um passo à frente).
    Porém três anos depois, o MESMO juiz validou uma defesa absurda de Rogério Ceni nas quartas-de-final da Copa Libertadores quando Ceni foi quase na linha da pequena área defender um chute de jogador do Estudiantes.Corrigindo, foi nas semifinais contra o Chivas. Lembrava do lance, mas confundi os jogos. Não lembro quem bateu. Lembro que os gremistas ficaram irados quando isto ocorreu.
  • Em 2006 e 2008 o Grêmio caiu em casa na segunda fase da Copa do Brasil. Em ambas as disputas, perdeu nos pênaltis para times pequenos.
  • A mais importante foi na final da Copa Intercontinental entre Ajax e Grêmio em 1995. Batedores eméritos, Dinho e Arce desperdiçaram pelo Tricolor, que buscava o bicampeonato no torneio. No Ajax, apenas Patrick Kluivert desperdiçou, e o capitão Danny Blind converteu a decisiva. Aquele time do Ajax estava invicto há mais de um ano e tinha craques como Frank de Boer, Marc Overmars, Edwin van der Sar, o próprio Kluivert, o finlandês Jari Litmanen, o nigeriano Kanu e Edgard Davids. Mas as melhores chances do jogo foram Tricolores, quando Jardel perdeu dois gols feitos no segundo tempo em jogadas de Paulo Nunes.

OBSERVAÇÃO: Até 2004, o torneio mais importante no futebol mundial se chamava “European/South American Cup“, ou “Intercontinental Cup”. Este era o nome oficial e está no troféu que o Grêmio tem garbosamente em seu museu Hermínio Bittencourt. Aliás, são duas taças, a “Toyota Cup” (aquela com as argolas) e a “European/South-American Cup” (esta com os escudinhos dos dois continentes). Os sites da FIFA, UEFA, Wikipedia e de estatísticas como o RSSSF e a IFHHS utilizam esta nomenclatura, a mesma deste blog.

Comentários (12)

  • Leonardo diz: 9 de abril de 2010

    Opa! Finalmente alguém que admite que a Copa disputada até 2004 no Japão é Intercontinental, e não Mundial. Ou será que é só pq o Porto Alegrense perdeu?

    EDITADO: É Grêmio o nome do time. E eu acho bobagem isto. Até 2004, o torneio mais importante no futebol mundial se chamava “European/South American Cup“, ou “Intercontinental Cup”. Este era o nome oficial e está no troféu que o Grêmio tem garbosamente em seu museu Hermínio Bittencourt. São duas taças, a “Toyota Cup” e a “European/South-American Cup”, a última com os escudinhos dos dois continentes. Os sites da FIFA, UEFA, Wikipedia e de estatísticas como o RSSSF e a IFHHS utilizam esta nomenclatura, a mesma deste blog.

  • Teddy diz: 9 de abril de 2010

    Você esqueceu de citar que aquele jogo do Olimpia foi para os penaltis unicamente porque o juiz anulou um gol ridicularmente por impedimento. Chute de fora da area, ele entendeu que o Luiz Mario, que nao participou ou tocou na bola, atrapalhou o goleiro entando em posição de impedimento.

    Roubo descarado: era centenário do olimpia

    EDITADO: não lembro deste lance, mas acredito em ti. Fica o registro.

  • LAURO diz: 9 de abril de 2010

    é vero alexandre. estava no jogo, o gol foi do claudiomiro. Luis mario estava longe da jogada mas em impedimento. era centenario do olimpia. a libertadores foi arranjada pelo Leoz que é paraguaio.

  • Jairo diz: 9 de abril de 2010

    Perin, em 2002 foi centenario do olimpia. o do gremio foi em 2003, quando foi eliminado nas quartas pelo independente de medelin de baloy.

  • daniel diz: 9 de abril de 2010

    sou colorado mas nao irracional. até 2004 o torneio mais importante do mundo era a toyota e o intercontinental que sempre sonhei em ganha-lo. So porque a rainha mercantilista FIFA mudou a nomenclatura e colocou timecos da asia e oceania nao quer dizer que os outros nao existiram. timaços como santos de pele, real madrid de puskas, flamengo de zico, ajax de 73/95 ganharam tudo que podia. entao é puro revanchismo colorado essa historia. lembrem-se que o mundial do corinthians de 2000 leva o selo FIFA.

    EDITADO: foi exatamente o que eu falei. Deixei em negrito o teu comentário

  • Luiz Miller diz: 9 de abril de 2010

    quando tu é imparcial nos comentarios teu blog fica bom. mas quando tu coloca a camiseta colorada fica brabo de ler.

  • Eduardo diz: 9 de abril de 2010

    Luiz Miller diz:

    9 de abril de 2010 às 5:12 pm
    quando tu é imparcial nos comentarios teu blog fica bom. mas quando tu coloca a camiseta colorada fica brabo de ler.

    Sou gremista tb mas discordo totalmente desse teu comentário. O Perin mesmo sendo colorado está RECONHECENDO que o Grêmio é legitimo campeão mundial. Um outro colorado (daniel) tb reconhece que sempre sonhou em ganhar o mundial antes de 2005. A FIFA é notóriamente incompetente na organização de campeonatos (até Copa do Mundo eles conseguem avacalhar). Lembro que depois do mundial fake que eles inventaram pro Corinthians eles levaram uma eternidade pra conseguir organizar outro e precisou pedir benção pra Toyota pra poder fazer um Mundial de Clubes. Só vamos ver até quando a Toyota vai tolerar as frequentes quebra de contrato que a FIFA tem feito em troca do patrocinio da Toyota. Lembro que uma das condições era que a FIFA homologasse todos os campeões entre 1960 e 2004 e que o campeonato NÃO SAISSE DO JAPÃO. No entanto ela insiste com essa birra em não homologar e ainda pra piorar em 2009 TIROU o campeonato do Japão.

    EDITADO: quase isto. Eu disse que era o torneio mais importante e que eu queria disputar. Porém não disse que era Mundial, afinal nunca o nome oficial do torneio foi este. Só esta distinção se faz justa com a própria competição, no meu ponto de vista.

  • Sartori diz: 9 de abril de 2010

    Em 1995 o Gremio fracassou na final do TOYOTA CUP.
    O Gremio nunca sequer disputou final do MUNDIAL DA FIFA, do mesmo modo como o Inter nunca disputou a TOYOTA CUP. Simples. Cada um com suas historias.

  • Alcindo diz: 10 de abril de 2010

    LENDO OS COMENTÁRIOS DE GREMISTAS E COLORADOS CHEGUEI À CONCLUSÃO DE QUE A “FIFA” NÃO EXISTIA ANTES DE 2000.

  • Eduardo Hennemann diz: 10 de abril de 2010

    Olá. Gilberto, as duas disputas que faltam na sua contagem são de torneios NÃO OFICIAIS. Em janeiro de 1996, na disputa do Torneio Cidade de Santos, o Grêmio perdeu para o time da Vila Belmiro, no pênaltis, por 3×0, após empatar em 2×2 no tempo normal. O curioso é que, durante o tempo normal desta partida, o goleiro gremista Murilo defendeu uma penalidade, algo que não conseguiu repetir na série de cobranças. Edinho, então goleiro do Santos, defendeu as cobranças de Negretti e Paulo Nunes. Dinho, o cobrador oficial, colocou sua cobrança na trave. E, em fevereiro, o Grêmio venceu, na final da Copa Renner, disputada em Cidreira, o Sport Recife, por 4×2 nas cobranças de pênalti, após empate de 2×2 no tempo normal. Converteram para o Grêmio Dinho, Arce, Roger e Sílvio. Murilo defenderia as duas últimas cobranças do time pernambucano.

  • Jonas Rafael diz: 10 de abril de 2010

    O histórico do Grêmio pra decisões de pênaltys não é muito favorável. Teve um campeonato brasieliro, que foi entre 86 e 89, não lembro qual o ano que teve um dos mais absurdos regulamentos da história. Foi o primeiro ano em que vitória valeu 3 pontos (antes disso era dois, a maioria não sabe disso hoje). Aí, como a distribuição de pontos ficava assimétrica (somava-se 3 pontos contra apenas 2 que seriam distribuídos em caso de empate) tiveram uma grande idéia: cada jogo do Brasileirão que terminava empatado tinha uma decisão por pênaltys no fim. Quem ganhava a disputa por penais, somava 2 pontos, quem perdia, apenas 1. Não tenho certeza, mas acho que o Grêmio perdeu quase todos, senão todas as decisões de penalidades…

    EDITADO: foi em 1988. O Cruzeiro perdia todas também, acho que era o pior. O Grêmio era um dos piores. Os 3 pontos valeram a partir de 1994

  • Jeferson diz: 2 de maio de 2014

    Em várias ocasiões nos debates esportivos do RS (no rádio e na TV, em todas as emissoras), os comentaristas mencionam que o Grêmio é tão Campeão do Mundo quanto o Inter, e que esta história de menosprezar o título mundial do tricolor é “coisa de torcedor” e “corneta”. Portanto, o Grêmio É SIM Campeão Mundial independente do nome que o torneio tenha, pois Flamengo, São Paulo e Santos também venceram estes torneios e são campeões mundiais reconhecidos NO MUNDO, menos pela “gloriosa” FIFA. Senão, os clubes europeus que venceram o “torneio intercontinental” não são campeões do mundo… portanto, a briga agora no RS é para vem QUEM CHEGA PRIMEIRO NO BI-CAMPEONATO MUNDIAL!! Abraço, e parabéns pelo trabalho!

Envie seu Comentário