Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 28 abril 2010

Grêmio tem retrospecto positivo contra o Fluminense na Copa do Brasil

28 de abril de 2010 4

O Grêmio enfrenta nesta quinta-feira o Fluminense pela Copa do Brasil e tem um retrospecto positivo contra o time carioca. Já foram três enfrentamentos, com duas classificações gremistas e uma do Flu. Esta será a primeira vez que o enfrentamento ocorrerá nas quartas-de-final. Todas as demais foram nas oitavas.

Em seu último título, 2001, o Tricolor gaúcho bateu o Tricolor carioca antes de despachar o São Paulo, Coritiba e Corinthians no caminho rumo ao tetracampeonato. No Olímpico, 1×0 com gol de Marcelinho Paraíba no início do primeiro tempo, e expulsão do zagueiro Régis, ex-Inter no finzinho do jogo. Ainda sem confiança no time do então novato técnico Tite, apenas 12 mil gremistas compareceram ao Olímpico.

No jogo de volta, um 0×0 suado no Maracanã, quando Danrlei foi o grande destaque e o Grêmio teve um pênalti claro em Tinga sonegado por Márcio Rezende de Freitas (novidade?). O time do Flu tinha alguns veteranos como Asprilla e Agnaldo, mas era muito inferior ao time gremista, que tinha Marcelinho Paraíba, Tinga, Anderson Polga, Anderson Lima, Zinho, entre outros

Em 2004, nova vitória gremista e também pelas oitavas-de-final. No jogo de ida, um 2×2 no Maracanã com dois gols de Romário, para o Flu, Claudiomiro e Christian para o Grêmio, em jogo que o time gaúcho saiu perdendo por 2×0 e reagiu no segundo tempo.

Animado, o Grêmio sapecou 4×1 na partida de volta e foi para a próxima fase. No Olímpico, o time da casa saiu vencendo no primeiro tempo por 1×0, gol de Marcelinho. Tiago Prado ampliou no segundo tempo, antes do zagueiro Rodolfo descontar para o Flu de pênalti. Christian e Cláudio Pitbull acabaram com as esperanças cariocas nos minutos finais. O Grêmio só seria eliminado pelo Flamengo nas semifinais daquele trágico ano.

Já em 2005 o panorama era totalmente diferente. Rebaixado no final de 2004 para a Segunda Divisão, o Tricolor gaúcho tinha um time fraquíssimo, sem recursos e com o inexperiente técnico uruguaio Hugo de León. O negócio era tão desesperador que os melhores jogadores gremistas eram o criticadíssimo meia Élton e o atacante Somália.

Contra ele, um time fortíssimo do Fluminense, com o técnico Abel Braga (ex-Inter) e o zagueiro Fabiano Eller (de volta ao Inter), o jovem meia Diego Souza (ex-Grêmio), os laterais Gabriel e Juan e os atacantes Tuta (também ex-Grêmio) Leandro (hoje no Grêmio).

O resultado seria desastroso: um 3×0 ao natural no jogo de ida no Maracanã, com gols de Tuta (2x) e Juninho. Virtualmente eliminado, o Grêmio voltou desmotivado para a partida no Olímpico e perdeu de novo, 1×0 gol de Tuta, com Jeovânio expulso pelo Grêmio. O resultado derrubou o treinador Hugo de León e o coordenador Mário Sérgio.

Naquela mesma semana, o jovem técnico Mano Menezes seria contratado junto ao Caxias e levaria o Grêmio de volta à elite e a um vice-campeonato da América

Mas esta é uma outra história…