Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Seleção Brasileira: Na trajetória do penta, sempre havia um jogador de Palmeiras e São Paulo

18 de maio de 2010 1

Se a Seleção Brasileira quer conquistar o hexacampeonato mundial, terá que superar uma escrita curiosa. Até hoje, em todas as cinco conquistas anteriores, o Brasil teve um jogador do São Paulo e do Palmeiras no elenco do Mundial. Curiosamente, quase sempre como reservas.

A curiosa estatística começou em 1958, com Dino Sani, De Sordi e Mauro, os dois primeiros titulares que perderam a posição e o último reserva. Em 1962, no Chile, Bellini e Jurandir, todos reservas. Em 1970, Gérson era titular absoluto do time.

No tetracampeonato, cujo capitão era justamente o atual treinador Dunga, haviam três tricolores paulistas, todos reservas: Zetti, Cafú e Muller. Mas Cafú jogou a final substituindo o lesionado Jorginho (auxiliar-técnico de Dunga hoje). Em 2002 também era um trio e igualmente de reservas: Rogério Ceni, Belletti e Kaká.

Com o Palmeiras, a mesma coisa: em 1958 o reserva Mazzola, enquanto no Chile tinhamos os titulares Djalma Santos e Vavá, mais o reserva Zequinha. Em 1970, o zagueiro reserva Baldocchi e o jovem goleiro Leão estava no banco do tricampeonato no México. Já em 1994 Zinho e Mazinho eram titulares na última partida. Finalizando, em 2002 o campeão mundial Marcos era o titular absoluto e destaque do Brasil no título do Penta.

O Botafogo é o time brasileiro com o maior número de atletas convocados para Copas do Mundo: 46 jogadores. Porém não havia nenhum botafoguense em 1994 e tampouco em 2002.

Os números da dupla Gre-Nal são pobres: o Internacional tem oito convocados (o último foi Taffarel em 1990 e antes dele Mauro Galvão em 1986).

Já o Grêmio teve sete convocados (os últimos foram Polga e Luizão em 2002). Porém o Grêmio foi o único gaúcho com campeão mundial jogando pelo clube como titular: Everaldo, em 1970 e igualmente no México. Além dele, os mesmos Polga e Luizão jogaram em 2002, mas eram reservas.

Vejam os números completos:

  1. Botafogo – 46
  2. São Paulo – 42
  3. Flamengo – 33
  4. Vasco – 32
  5. Fluminense – 30
  6. Palmeiras e Santos – 24
  7. Corinthians – 23
  8. Cruzeiro – 11
  9. Atlético-MG – 10
  10. Internacional – 8
  11. Grêmio – 7
  12. Portuguesa – 6
  13. Ponte Preta e São Cristóvão – 5
  14. Bangu – 4
  15. América – 3
  16. Americano (RJ), Atlético-PR, Goytacaz (RJ), Guarani, Portuguesa Santista e Ypiranga (Niterói-RJ) – 1

Comentários (1)

  • PIANO diz: 18 de maio de 2010

    E dai??? Faltou na matéria dizer quem eram e se resolveram alguma coisa ou é só estatistica?

    EDITADO: eu escrevi sobre o papel de cada um…

Envie seu Comentário