Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

OPINIÃO: Carta de repúdio à CBF e ao Governo do Zimbábue. O Haiti podia ter sido aqui...

02 de junho de 2010 13

Carta fictícia ao Governo do Zimbábue e à Confederação Brasileira de Futebol sobre o jogo de hoje, Zimbábue 0×3 Brasil. Endereçada para o ‘presidente eleito’ do Zimbábue (há mais de 30 anos) Robert Mugabe e para o presidente da CBF, Ricardo Teixeira:

“Esta é uma missiva aberta do povo zimbabuano para o mundo, endereçada aos comandantes do Zimbábue e da CBF. Estou usando este espaço para repudiar o pagamento de uma cota milionária para a CBF pelo amistoso-treino de hoje da Seleção Brasileira de Futebol contra a amadora seleção de nosso país. Serão 1.3 milhões de dólares para enfrentar o Zimbábue.

Entendo que nossa gente realmente necessite de um pouco de alegria e diversão em uma vida tão difícil. A alegria de nosso povo foi genuína. Tivemos feriado nacional hoje!

A emoção de ver os ídolos que só se vê nas televisões dos vizinhos (1 em cada 20 zimbabuanos tem tevê, sabiam?) não tem preço.O jogo era o que menos importa. Kaká, aqui em Harare? O Lúcio, o Maicon! Que coisa fantástica!

Porém… E esta cota? Nossa economia era uma das mais pobres do planeta em 2000. Hoje é a pior. Os índices ‘sociais’ são os piores do planeta em quase todos os quesitos.

Recentemente a segunda maior hiperinflação da história da humanidade registrada, de 6.5 x 10108% ao ano (acumulados até abril de 2009, quando nossa inútil moeda local dólar zimbabuano foi extinta. Os outros indicadores são igualmente desesperadores:

  • Mortalidade infantil de 102 por mil nascidos
  • Taxa de desemprego de 94%
  • 25% da população contaminada pela AIDS
  • Expectativa de vida de 37 anos para mulheres, 34 para homens
  • População decrescente: entre 2002 e 2006, o país perdeu 3,4 milhões de pessoas, a maioria absoluta refugiada na África do Sul.

A CBF recebe mais de 500 milhões de reais POR ANO de patrocínios e cotas comerciais, não precisaria desta ‘migalha’.

De nosso governantes não esperamos nada. Já tivemos várias guerras e muita miséria. Mais uma vez, preferimos violentar as finanças de nosso país miserável, governado por um ditador há décadas, para encher de trocados os bilionários cofres da CBF. 

Não compreendo porque não fazer isto de maneira gratuita. Porque a CBF não fez um gesto de grandiosidade, jogando apenas por hospedagem e com o valor ingressos destinados a obras sociais que beneficiem alguns dos milhões de miseráveis de nossa antiga Rodésia?

Pois perdemos uma oportunidade de repetir o Haiti, 2004. Afinal, o Haiti É aqui…

Atenciosamente,

Povo do Zimbábue”

Haiti, 2004, “O Jogo da Paz” – Brasil 6×0 Haiti

Comentários (13)

  • Colorado diz: 2 de junho de 2010

    Realmente, faltou sensibilidade à CBF. Mas sabemos que não da para esperar outra coisa do ditador de la e o da CBF (Ricardo Teixeira).

    Acho que o Ricardo Teixeira deveria rever isso e doar o dinheiro ao povo Zimbabuano. Não ao ditador de la, mas ao povo de verdade.

  • Gustavo diz: 2 de junho de 2010

    CM RICARDO TEIXEIRA E AQUELE PRESIDENTE DO CORINTIANS NO COMANDO DA DELEDAÇÃO…ESSA GRANA NEM PASSA PELA CBF…POR ISSO SOU HOLANDA ESSE ANO!!!!!!!!!!!!!!1 FALCATRUAS!!!!!!!!!

  • MIRO CARPES AVAIANO diz: 2 de junho de 2010

    ESPERO QUE ISSO NÃO SEJA VERDADEIRO, POIS ME SENTIRIA PROFUNDAMENTE ENVERGONHADO DE PERTENCER AO MESMO PAIS DESSES URUBUS !!! A DESGRAÇA HUMANA NÃO PODE SER IGNORADA, POIS AO INVÉS DE SUBTRAIR, DEVERÍAMOS CONTRIBUIR PARA QUE PESSOAS TIVESSEM UMA VIDA MAIS DIGNA!!! DINHEIRO FAZ FALTA E MUITA, PRINCIPALMENTE PARA QUEM MAIS PRECISA!!!

  • fred criciuma diz: 3 de junho de 2010

    CADA PAIS TEM O GOVERNO QUE MERECE.
    SE O DITADOR ESTA LA, EH PORQUE NINGUEM SE LEVANTA CONTRA ELE, E SE O RICARDAO ESTA AQUI, EH PORQUE NINGUEM SE LEVANTA CONTRA ELE.
    LIMAO QUE NASCE AQUI NASCE LA TAMBEM, SE NAO DER PRA COMER, ENGULA, ISSO EH OQUE ACONTECE COM POVOS PASSIVOS.

  • José Borba diz: 3 de junho de 2010

    Excelente. Twittei. http://twitter.com/zedzzz

  • claudinei diz: 3 de junho de 2010

    Oque vc espera quando se juntam dois ditadores? É por essas e outras que eu nao torço pela seleçao brasileira.

  • Mauro Gaúcho Colorado diz: 3 de junho de 2010

    Parabéns, Perin!

    Vergonhoso ver a exploração, seja ela como for. Do rico sobre o pobre, do forte sobre o fraco, do branco sobre o negro (ou vice-versa), do magistrado sobre o analfabeto, do médico sobre o paciente, … e por aí vai.

    Eu tenho frequentado hospitais por motivos de doença em família… me dói ver como as pessoas são tratadas, num momento onde mais precisam de carinho e atenção; recebem indiferença, protocolos, carimbos, números…

    As pessoas ainda não aprenderam que a maior demonstração de força e poder é justamente ceder aos que menos podem; ceder por ceder, sem esperar receber algo em troca.

    Grande abraço. Admiro teu trabalho.

  • Marcelo diz: 3 de junho de 2010

    Também achei que faltou sensibilidade da CBF em cobrar uma fortuna dessas de um país tão pobre e sofrido. Deveriam ao menos reverter essa quantia em cestas básicas e distribuir para a população faminta. Acho que poderíamos começar uma campanha para reverter essa situação.

  • Thiago diz: 3 de junho de 2010

    Queria deixa apenas meu repudio a algumas pessoas que comentam aqui, e que consideram justo o governo ditatorial existente no Zimbábue. O povo lá nao se rebela contra tal governo pelo simples motivo de que o ditador domina o exercito e qualquer tipo de levante é reprimido com morte. Além disso nosso governo, e coloco aqui desde 1980, ainda durante uma “belissima ditadura” reconheçe o estado do Zimbábue como uma nação democrática. Nós só estivemos livre do governo militar porque dentro do proprio exercito existiam levantes contra o governo, não foi apenas o apelo popular que nos deu o direito “obrigação” ao voto, tivemos outros fatores.
    Nosso povo é passivo, pq alguns varios ignorantes continuam a colocar no poder, “politicos” que estavam lá desde 1964, apoiando um regime ditatorial, por isso, antes de criticar a passividade de um pais, conheça a historia dele, mas nao a historia dita oficial, pq esta é escrita por quem vence.
    Por ultimo, apenas quero dizer que o Zimbábue só foi reconhecido como país em 1980, já com o governo ditatorial. além do que, esses mesmo que consideram o povo passivo, são os mesmo que chamam: os grevistas de vagabundos, os estudantes de bardeneiros, os movimentos sociais de criminosos.

  • nilo nunes diz: 3 de junho de 2010

    PARABÉNS PERIN, GRANDE TRABALHO, DEUS TE ABENÇOE POR ISTO.

  • Dra Eloisa Rabuletta diz: 3 de junho de 2010

    Deixem de ser hipócritas, bando de ignorantes ridículos. Vcs cagam e andam para o Zimbabue – nem sabiam que este país existia, até este jogo com o Brasil!… O tal de Saraiva, em seu blog, quis dar uma de “conhecedor” do Zimbabue e citou o antigo nome do país ( Rodésia ) errado. Vc são uns palhaços! Preocupem-se com este estado do RS. Preocupem-se com a roubalheira desenfreada que por aqui campeia. Tenham vergonha dos escândalos que vcs engolem, caladinhos. Tanta imundície no Piratini e vcs preocupados com a ditadura no Zimbabue. Panacas!

    EDITADO: fale por você. Eu conheço disto muito mais que você.

  • Matheus diz: 4 de junho de 2010

    O futebol esta ficando previsivel, chato e imoral, enquanto isso… no Brasil democrata e emergente… tome penalti pro coringão! Já pensou em fazer uma estatistica de penaltis sofridos e feitos por cada clube brasileiro nos ultimos anos? Faça, seria surpriendente! Ou não!

  • Vinicius dos Santos diz: 13 de outubro de 2010

    Preocupe-se com você.
    Nunca ouse escrever em nome dos zimbabwanos. Fale somente por você.
    Muito engraçado ver o opressor querendo falar em nome dos oprimidos,
    mas isso é comum entre os brancos, vocês sempre acham que devem falar em nome dos negros, pois esses não tem capacidade de expressar-se.
    Lamentável essa mente paternalista de neo colonizador.

    EDITADO: Estranho isto de tu reclamar que eu “falei pelos outros” e fazer exatamente o mesmo comigo. A propósito, meu avô era negro e meu sobrenome é NEGREIROS.

Envie seu Comentário