Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 21 junho 2010

Copa 2010: Resumão da 2º rodada, os melhores e piores do Mundial

21 de junho de 2010 1

Encerrada a segunda rodada e os times sul-americanos seguem brilhando intensamente na Copa do Mundo 2010. Brasil, Argentina e Chile venceram as duas partidas, enquanto Paraguai e Uruguai lideram seus respectivos grupos com 1 vitória e 1 empate.

O Brasil é o único classificado matematicamente, mas só um desastre absoluto tira Paraguai, Uruguai e Argentina. O Chile terá parada duríssima, contra a Espanha, ou terá que torcer por um tropeço da Suíça contra Honduras.

Enquanto isto, europeus pioraram sua situação com relação à primeira rodada. As potências Itália, Inglaterra e França seguem muito mal e com um futebol ridículo, sobretudo os dois últimos. Mesmo o bom time da Alemanha tropeçou, teve Klose expulso no primeiro tempo, perdeu pênalti e acabou derrotada pela Sérvia por 1×0. A Holanda foi o primeiro time matematicamente classificado e segue bem, apesar de não brilhar como em outros Mundiais.

Alguns destaques individuais merecem ser destacados: o golaço de David Villa que abriu a vitória sobre Honduras e a recuperação espanhola. A atuação soberba de Diego Forlán contra a África do Sul. O caos francês e a surra portuguesa sobre os norte-coreanos.

Copa 2010 - Melhores e Piores da 2º rodada - Fotos: Agência AFP

PRÊMIOS ALMANAQUE ESPORTIVO PARA A 2º RODADA DO MUNDIAL

Melhor time: Argentina, goleada sobre um adversário de qualidade. Menção para Uruguai e Portugal

Pior time: Coréia do Norte, tomou sete. Mas Inglaterra e França merecem ser citadas.

Melhor defesa da segunda rodada: México, que não deu a mínima chance para a França. Menções honrosas para a Argélia e para a Sérvia.

Pior defesa da segunda rodada: Coréia do Norte e os seis gols sofridos no 2º tempo resumem tudo.

Melhor ataque da segunda rodada: Portugal, arrasou a fraca Coréia do Norte com seis gols em um único tempo.

Pior ataque da segunda rodada: França (virtualmente eliminada) e Inglaterra (seis jogos sem gols de atacantes em Copas)

Surpresas positivas da segunda rodada: Sérvia, México, Nova Zelândia

Surpresas negativas da segunda rodada: Inglaterra, Itália e França

Zebra da segunda rodada: Inglaterra 0×0 Argélia e Itália 1×1 Nova Zelândia

Craque da segunda rodada: Diego Forlán (Uruguai)

Revelação da segunda rodada: Madjid Bougherra (Argélia)

Golaço da segunda rodada: David Villa (Espanha) entrando a dribles na área hondurenha e fazendo 1×0 para a “Fúria”

‘Quase golaço’ da segunda rodada: Chute de longe de Cristiano Ronaldo (Portugal), no travessão contra os norte-coreanos.

Defesa da segunda rodada: Vladimir Stojkovic pegando penalidade de Lucas Podolski e garantindo a vitória sérvia.

Frango da segunda rodada: Kawashima (Japão), que falhou no gol da vitória da Holanda por 1×0.

Burrice da segunda rodada: Expulsão absurda do volante Sani Kaita (Nigéria), ainda no 1° tempo com o jogo 1×0 para seu time. A Grécia virou com 1 jogador a mais.

Mico da segunda rodada: Caos na seleção francesa, atual vice-campeã mundial, com Anelka cortado após ofender o treinador, preparador físico brigando com Evra, dirigente se demitindo.

Melhor técnico da segunda rodada: Marcelo Bielsa e suas espetaculares substituições no 1×0 sobre a Suíça. Menção honrosa para Pim Verbeek, da Austrália, que reorganizou o time com 10 jogadores por 65 minutos, e para Radomir Antic, que anulou a Alemanha.

Pior treinador da segunda rodada: Raymond Domenech (França), deixando Henry no banco até o final fazendo apenas duas substituições e não ter nenhum comando no vestiário. Menção (des)honrosa para Capello e sua nula ofensivamente Inglaterra

Melhor árbitro da segunda rodada: Jorge Larrionda (Uruguai), em uma brilhante atuação técnica no jogo Camarões 1×2 Dinamarca

Pior árbitro da segunda rodada: Koman Coulibaly (Mali), anulando absurdamente o gol da vitória dos EUA sobre a Eslovênia em uma inexistente falta ofensiva. O jogo terminou 2×2.

Melhor jogo da segunda rodada: Dinamarca 2×1 Camarões

Pior jogo da segunda rodada: Inglaterra 0×0 Argélia

Top 3 da segunda rodada: Uruguai, Argentina, Portugal

Bottom 3 da segunda rodada: Inglaterra, Coréia do Norte, Itália

Seleção da segunda rodada: Paston (Nova Zelândia); Miguel (Portugal),Kjaer (Dinamarca), Nelsen (Nova Zelândia) e Salcido (México); Gilberto Silva (Brasil), Tiago (Portugal), Rommedahl (Dinamarca) e Raul Meirelles (Portugal); Higuaín (Argentina) e Forlán (Uruguai).

VEJA TAMBÉM:

Copa 2010: Resumão da 1º rodada, os melhores e piores

Suíça supera recorde da Itália de 550 minutos sem levar gols em Mundiais

21 de junho de 2010 1

Nada melhor que a expressão “Ferrolho Suíço” para demonstrar o recorde da Suíça sem tomar gols em Copas do Mundo. .A Suíça saiu derrotada hoje por 1×0 pelo Chile, e perdeu a liderança do grupo H da Copa do Mundo 2010. Porém pode comemorar que entrou na história do futebol mundial ao completar 559 minutos sem levar um mísero gol.

O recorde contemplava ainda alguns minutos da Copa de 1986, totalizando 550 minutos. Já a Suíça somou 559 minutos de 1994, 2006 e 2010 para superar a marca da Itália, talvez o maior feito deste país pouco tradicional no futebol. Giovanni Galli e Walter Zenga foram os arqueiros italianos, enquanto Marco Pascolo, Pascal Zuberbuhler e Diego Benaglio defenderam o gol suíço nestas duas marcas.

Ferrolho Suíço de 550 minutos sem gols em Mundiais: Benaglio (esq), Zuberbuhler (alto) e Pascolo (baixo)

O total de tempo que a Itália não sofreu gols em Mundiais deve considerar os 33 minutos finais do jogo França 2×0 Itália, pelas oitavas-de-final do Mundial de 1986 no México. Isto somado aos 517 minutos de 1990 totalizou 550 minutos sem levar um único gol.

OBS: para fins de simplificação não consideramos os minutos de acréscimos em nenhuma das partidas.

ITÁLIA

COPA DO MUNDO 1986

  • França 2×0 Itália – Yannick Stopyra faz aos 12 do segundo tempo na eliminação da então campeã mundial do Mundial do México de 1986. 33 minutos sem levar gols, último gol sofrido por Giovanni Galli nas oitavas-de-final.

COPA DO MUNDO 1990

  • Itália 1×0 Áustria – Walter Zenga é o titular – 123 minutos sem levar gols
  • Itália 1×0 Estados Unidos – 213 minutos sem levar gols
  • Itália 2×0 Tchecoslováquia -303 minutos sem levar gols
  • Itália 2×0 Uruguai – 393 minutos sem levar gols
  • Itália 1×0 Irlanda - 483 minutos sem levar gols
  • Itália 1×1 Argentina – Claudio Caniggia marca aos 22 do segundo tempo da semifinal, totalizando mais 67 minutos. Total 550 minutos sem tomar gols.

SUÍÇA

COPA DO MUNDO DE 1994

  • Espanha 3×0 Suíça – Anton Beguiristáin marca aos 41 do segundo tempo no final da goleada espanhola nas oitavas de final – 4 minutos sem tomar gols. Gol sofrido por Marco Pascolo.

COPA DO MUNDO DE 2006

  • Suíça 0×0 França – Pascal Zuberbühler é o goleiro titular e tem uma ótima Copa. Total 94 minutos sem tomar gols.
  • Suíça 2×0 Togo – 184 minutos sem levar gols.
  • Suíça 2×0 Coréia do Sul – 274 minutos sem levar gols.
  • Suíça 0×0 Ucrânia – Tempo normal + prorrogação, total 394 minutos sem levar gols.

COPA DO MUNDO DE 2010

  • Suíça 1×0 Espanha – Goleiro Diego Benaglio defende com brilho a meta helvética. 484 minutos sem tomar gols.
  • Suíça 0×1 Chile – Mark González marca aos 30 minutos do segundo tempo e acaba com a invencibilidade suíça (no report oficial o minuto do gol é sempre arredondado para cima, ou seja, gols aos 15 segundos são registrados como 1 minuto).  Total de 559 minutos sem tomar gols.