Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 16 julho 2010

GP DA INGLATERRA: Webber brilha e chuta o balde contra a RBR

16 de julho de 2010 0

Ao contrário do meu amigo de longa data “Ivan Capelli”, achei uma boa corrida o GP da Inglaterra de 2010. Tenho a impressão que o legendário autor do “Blog do Capelli” anda azedim… Deve ser o time dele… Não foi o espetáculo dos últimos anos, mas quem se esforçou conseguiu ultrapassar. E teve de tudo: polêmica, batidas, grandes desempenhos e notórios fracassos.

A vitória foi do australiano Mark Webber, que dominou a corrida de ponta a ponta mesmo sendo claramente prejudicado por sua própria equipe Red Bull Racing. Largou em segundo (explicação abaixo), conseguiu uma arrancada espetacular e assumiu a ponta antes da primeira curva. E no final fez um desabafo que deve ter repercussão nas próximas provas.

A RBR inventou uma asa dianteira nova e trouxe apenas dois exemplares para Silverstone. Sebastien Vettel quebrou o seu e a equipe tirou a de Webber, dando para o alemão por este estar “à frente no campeonato de pilotos“. Além de totalmente deselegante, a medida era muito discutível pois a diferença na tabela era muito pequena. Tanto é que Webber, com a vitória, superou Vettel.

Webber e Vettel, cada um com seu troféu - Crédito: Marcel Marchesi, http://marcelmarchesi.blogspot.com

Após a corrida, o australiano chutou o balde. Falou no rádio com o seu engenheiro: “Nada mal para um SEGUNDO piloto“. Isto foi amenizado pelo dirigente Christian Hornes, mas quero só ver o clima dentro da equipe nas próximas corridas. E se, caso uma situação semelhante ocorra novamente, Webber será privilegiado por estar na frente no Mundial de Pilotos.

 

A corrida foi ainda marcada por mais um pífio desempenho dos pilotos da Ferrari. Fernando Alonso furou o pneu de Felipe Massa, que caiu para o fim do grid. Depois o brasileiro rodou sozinho e jogou fora os míseros pontos que faria, na pior temporada dele na Ferrari.

Antes disto, o bicampeão Alonso, em uma disputa com Robert Kubica, foi espremido para fora da pista e cortou a chincana, ganhando assim a posição do polonês. Os comissários de pista demoraram 10 voltas e puniram Alonso com um drive-through, pois não dava mais para devolver a posição (o polonês abandonou logo depois). Para completar o azar, um safety-car devido a destroços da asa traseira da Sauber do espanhol Pedro de la Rosa entrou justo neste instante, e Alonso caiu lá para o final do grid após cumprir a punição.

Ao final da corrida, o diretor de prova Charlie Whiting disse que falou 3x com a Ferrari que era para Alonso devolver a posição, o que a equipe não concordou e não fez. Minha opinião: a punição foi ridícula, mas a equipe deveria ter discutido isto com Alonso. O dano foi muito pior.

Lewis Hamilton, que normalmente vai bem em casa, fez o máximo que podia e isto lhe manteve na liderança do Mundial de Pilotos, em um belo segundo lugar. Já Jenson Button seguiu sua maré de azar em GP’s na Inglaterra, largou muito mal mas terminou em um ótimo quarto lugar. Entre eles, Nico Rosberg que segue humilhando Michael Schumacher.

Aliás, ocorreu um momento curioso na prova reunindo quase todos os pilotos alemães, um atrás do outro e todos muito próximos: Vettel, Adrian Sutil, Schumacher e Nico Hulkenberg, inclusive estas foram as posições finais da prova do 7º ao 10º lugar.

Vale ressaltar ainda as brilhantes corridas de Rubens Barrichello, que repetiu o GP da Europa de Valencia e terminou em um brilhante 5º lugar, seguido pelo não menos glorioso 6º lugar do japonês Kamui Kobayashi. Vamos aos prêmios?

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010 (um copyright by “Buteco Racing“, a pedido dos amigos de longa data):

http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Troféu “Jim Clark” - Para Webber, que além de dar um tapa na própria equipe, superou o companheiro mesmo largando do lado sujo da pista.

Troféu “Rouge & Blanc” – Para Vettel, que foi parar no fim do grid e conseguiu superar vários adversários, chegando em um honroso 6º lugar.

Troféu “Chris Amon” – Para o mesmo Vettel, que teve pneu furado, confirmando o enésimo problema sério na temporada ao longo da corrida: quebras, rodadas, batidas. Está jogando o campeonato mais fora que Mansell fez em 1991…

Troféu “Fiofó de Ouro” – Para Rosberg, que pacientemente foi aproveitando os problemas dos rivais e chegou em um ótimo pódio.

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements” – Para os comissários de pista. Fizeram bobagem no GP da Europa e conseguiram repetir a mesma em Silverstone, demorando um século para definir eventuais punições, com consequências desastrosas dentro da prova.

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada” - Resolvi mudar o conceito deste prêmio. Agora vai para a melhor frase do final de semana. E neste é “Nada mal para um segundo piloto“, evidentemente de Webber.

Troféu “Dick Vigarista” -Para a Red Bull, que prejudicou claramente Webber e acabou sendo engolida pelo resultado final.Menção desonrosa para outra equipe, a Hispania, com sua decisão ridícula de tirar  Bruno Senna com a justificativa mais patética do mundo para colocar o pay-driver Sakon Yamamoto, que evidentemente ficou no fim do grid.

VEJA TAMBÉM:

GP DA INGLATERRA 2009 – Vettel, o `estraga-prazeres`

GP DA INGLATERRA 2008 – Show de Hamilton em casa!