Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 17 setembro 2010

OPINIÃO: Diretoria do Inter recupera o tempo perdido e faz a mudança de fotografia necessária

17 de setembro de 2010 9

No dia 29 de abril, em um comentadíssimo post aqui no Almanaque Esportivo intitulado OPINIÃO: Sem mudança de fotografia, Inter 2010 não vai a lugar algum, a diretoria do Internacional foi duramente criticada por mim por não ter feito uma radical mudança de fotografia no elenco colorado de 2009 para este ano. O resultado era refletido nas pífias atuações ao longo da temporada no Gauchão, Libertadores e Brasileirão, que permaneceram até a demissão de Jorge Fossatti, cerca de 30 dias depois.

Defendia a tese da troca de fotografia, ou seja, uma renovação no cansado grupo de atletas colorados, repleto de altos salários e pouca vontade de mudar. Isto foi novamente abordado logo após a Libertadores com o texto: A chave do sucesso prolongado está no banco de reservas. Na mudança dele!

Lamento que algum oportunista deve ter ‘upado‘ o texto no Orkut e muita gente veio aqui me esculhambar. ‘Profeta do acontecido‘ é meio ridículo, especialmente porque 90% dos comentários no texto original eram de concordância comigo e são os comentários da época que eu valorizo, sejam concordando, sejam discordando.

Pior é analisar os fatos e ver que foi exatamente a mudança de fotografia que diretoria do Inter está fazendo. Desde então, o Inter mudou o treinador, a comissão técnica, o padrão de treinamentos, o foco, tudo. Contatos com membros da diretoria, da comissão técnica comprovam minhas impressões.

O time-base da Libertadores era muito parecido com o anterior, mas com funções táticas diferentes. O time em si joga absolutamente diferente, com triangulações e proximação de jogadores, retenção de bola, marcação pressão no ataque, compactados nos três setores. Tem uma solidez defensiva que, em nenhum momento da “Era Fossati” foi obtida.

De lá para cá, nada menos que nove jogadores foram contratados: Renan, Ronaldo Conceição, Dalton, Rodrigo, Leonardo, Tinga, Oscar, Ilan e Rafael Sobis. Outros jogadores foram afastados, em especial Kléber Pereira e Fabiano Eller, o primeiro dispensado e o segundo virando apenas uma opção. Garotos recuperaram o espaço no grupo como Daniel, Marquinhos, Leandro Damião e Eduardo Sasha.

Internacional alterou completamente seu próprio funcionamento. Reagrupou forças, criou foco. jogadores desmobilizados e em péssima fase técnica no período de Jorge Fossatti voltaram a jogar muita bola. Caso específico de Taison e Índio. Fora a pífia preparação física da época do treinador anterior.

A prova de que minha tese estava correta é: Melhorou o time do Inter do 1º para o 2º semestre? Vocês acham que sem Fossati, o Inter teria fracassado na Libertadores? Se, ao invés de Rafael Sóbis, as opções para a lesão de Alecsandro no 1º jogo da final fossem Edú e Éverton sairia o gol de empate contra o Chivas? Se apenas com o Roth seria possível os 70% de posse de bola ocorridos em Guadalajara contra o Chivas? Se a resposta para todas estas perguntas forem sim, então eu estava certo.

Até questões que parecem menores foram resolvidas. Bolívar é o novo capitão do time, ao invés de Guiñazu. Kléber ganhou foco e o time voltou a utilizar seus inúmeros recursos técnicos. O elenco, assim como o clube, recuperou aquela ânsia por títulos. A torcida foi só no embalo.

Mais importante: não terá um elenco repetido em 2011. Peguem este e-mail e salvem em seus históricos. O clube terá importantes saídas em dezembro, além das eminentes partidas de Pato Abbondanzieri, Bruno Silva e Sorondo.

Aposto em Andrezinho, Alecsandro, talvez D’Alessandro ou Guiñazu. Jogadores com ciclos encerrados.

Reforços virão, seja na base, seja de outros clubes. Assim, a oxigenação necessária e o fim do ciclo de alguns atletas farão um novo elenco ano que vem. Com uma recuperada ânsia por novas conquistas.

A diretoria de futebol do Internacional parece ter retomado o caminho do sucesso.

Basta manter.

RECORDE NACIONAL - Pelo Brasileiro, Grêmio fez gols em casa nos últimos 48 jogos!

17 de setembro de 2010 9

O Grêmio segue ampliando seu recorde nacional de gols em jogos pelo Brasileirão no Olímpico. Desde 24 de maio de 2008 a torcida tricolor não deixa de comemorar ao menos um gol em casa pelo Campeonato Brasileiro.

São 48 jogos marcando gols no Olímpico desde o 0×0 contra o Flamengo, pela 2º rodada do Brasileirão daquela temporada.  Foram 33 vitórias, 5 derrotas e 10 empates nestas três temporadas, incluindo a totalidade do Brasileirão de 2009 quando o Grêmio não perdeu em casa uma única vez.

Curiosamente, o recorde anterior era do rival Internacional, invicto por 44 jogos entre fevereiro de 1974 e outubro de 1977. Todos estes números me foram trazidos pelo sempre colaborador Edison Klein. O recorde colorado foi superado na derrota de 2×1 para o Santos, há quase um mês

Como curiosidade, alguns jogos que o Grêmio quase não marcou gols. Justamente o último, na derrota de 2×1 quando fez gol nos acréscimos. Ano passado, perdia para o Vitória por 2×1 e também fez o gol no finalzinho. Nas duas vezes, Jonas marcou.

24/05/2008  2 x 0 NAUTICO
08/06/2008  2 X 1 FLUMINENSE
22/06/2008  3 X 0 ATLETICO-PR
29/06/2008  1 X 1 INTERNACIONAL
13/07/2008  2 X 1 PORTUGUESA
19/07/2008  1 X 0 CRUZEIRO
27/07/2008  1 X 1  PALMEIRAS
03/08/2008  2 X 0  VITÓRIA
06/08/2008  1 X 0 IPATINGA
17/08/2008  1 X 0 SÃO PAULO
31/08/2008  2 X 1 VASCO DA GAMA
13/09/2008  1 X 2 GOIÁS
04/10/2008  2 X 1 BOTAFOGO
08/10/2008  2 X 0 SANTOS
23/10/2008  1 X 0 SPORT RECIFE
02/11/2008  1 X 1 FIGUEIRENSE
16/11/2008  2 X 1 CORITIBA
07/12/2008  2 X 0 ATLETICO-MG
10/05/2009  1 X 1 SANTOS
24/05/2009  2 X 0 BOTAFOGO
04/06/2009  3 X 0 NAUTICO
20/06/2009  2 X 2 GOIÁS
05/07/2009  4 X 1 ATLETICO-PR
12/07/2009  3 X 0 CORINTHIANS
19/07/2009  2 X 1 INTERNACIONAL
25/07/2009  3 X 2 SANTO ANDRÉ
02/08/2009  4 X 1 CRUZEIRO
16/08/2009  4 X 1 FLAMENGO
23/08/2009  4 X 1 ATLÉTICO-MG
05/09/2009  1 X 1 VITÓRIA
20/09/2009  5 X 1 FLUMINENSE
04/10/2009  3 X 3 SPORT RECIFE
18/10/2009  2 X 0 CORITIBA
28/10/2009  3 X 1 AVAÍ
04/11/2009  1 X 1 SÃO PAULO
18/11/2009  2 X 0 PALMEIRAS
29/11/2009  4 X 2 BARUERI
16/05/2010  1 X 2 CORINTHIANS
26/05/2010  3 X 0 AVAÍ
03/06/2010  2 X 1 ATLÉTICO-MG
14/07/2010  1 X 1 VITÓRIA
21/07/2010  1 X 1 VASCO DA GAMA
08/08/2010  1 X 2 FLUMINENSE
15/08/2010  2 X 0 GOIÁS
25/08/2010  1 X 2 SANTOS
01/09/2010  1 X 0 GUARANI
08/09/2010  2 X 0 ATLÉTICO-GO
16/09/2010  1 X 2 PALMEIRAS

RESUMO : 48 JOGOS, 33 VITÓRIAS, 10 EMPATES e 5 DERROTAS; 98 GP e 40 GC