Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 31 dezembro 2010

Inter, estatísticas 2010: jogos, gols, assistências – Alecsandro e D'Alessandro se destacam

31 de dezembro de 2010 0

O ano de 2010 terminou para o Internacional com a decepcionante participação no Mundial de Clubes da FIFA, onde obteve apenas o terceiro lugar após a inesperada derrota para o TP Mazembe na semifinal. Apesar disto, o ano ainda é considerado brilhante, pois foi nesta temporada que o Colorado obteve o bicampeonato da Taça Libertadores em agosto. No Gauchão, amargou o vice-campeonato enquanto no Brasileirão, sobretudo após um pavoroso segundo turno, o resultado foi apenas um sétimo lugar.

Como ocorre desde 2002, o Colorado termina a temporada com pelo menos um título conquistado, totalizando doze títulos oficiais neste período e mais um torneio amistoso. Além disto, há cinco temporadas (2006,2007, 2008, 2009 e 2010) somente o time de Porto Alegre conquista títulos internacionais no futebol brasileiro.

Neste ano o Inter teve três treinadores: o uruguaio Jorge Fossati entre janeiro e maio, o interino Enderson Moreira em maio e depois Celso Roth, que renovou contrato na semana que passou por mais um ano.

O contestadíssimo Alecsandro, titular ao longo do ano inteiro e alvo da ira dos torcedores, terminou 2010 como artilheiro, repetindo a temporada passada. Ele fez 26 gols,  curiosamente menos que em 2009 quando era reserva no primeiro semestre e ainda assim fez 28 gols. O segundo na artilharia foi o predestinado Giuliano, que marcou 15 vezes, seguido pelo centroavante Leandro Damião. Curiosamente os dois últimos foram reservas durante quase todo o ano.

Já nas assistências, D’Alessandro com 13 passes para gol e Kléber, com 12, foram os líderes disparado. Giuliano ficou em terceiro, com nove passes para gol.  Ainda ocorreram 14 gols em rebotes ou roubadas de bola, nove gols de pênalti e ridículos dois gols de falta.

Jogos: 76

Vitórias: 39

Empates: 17

Derrotas: 20

Gols pró: 115

Gols contra: 81

Saldo: +34

Maior goleada: 5×0 no Juventude, Gauchão 2010

Pior derrota:  0×3 para São José (Gauchão 2010), Fluminense e Flamengo (estes no Brasileirão 2010)

Maior série invicta:  9 jogos

Maior sequência de vitórias:  6 jogos

Maior série sem vencer: 7 jogos

Maior sequência de derrotas: 3 jogos

Artilheiro: Alecsandro, 26 gols

Gol mais bonito:  Kléber contra o Banfield em Buenos Aires pela Libertadores. Confira aqui: http://www.youtube.com/watch?v=Dxqnve6wRA8

Momento crucial da temporada: O gol de Giuliano, a dois minutos do fim, que manteve o Inter na Libertadores 2010. O título veio a seguir.

Craque da temporada: Giuliano (meia)

Decepção da temporada: Renan (goleiro)

Revelação da temporada: Leandro Damião (atacante)

Contratação furada de 2010: Kléber Pereira (atacante)

Contratação acertada de 2010:  Oscar  (meia-atacante)

Pior jogo:  Flamengo 3×0 Internacional, Brasileirão 2010

Melhor jogo: Internacional 1×0 São Paulo, Libertadores 2010

Momento brilhante: A conquista da Libertadores 2010 com viradas espetaculares sobre o mexicano Chivas Guadalajara nos dois jogos da final.

Artilharia Colorada 2010

# Jogador Gols
1 Alecsandro 26
2 Giuliano 15
3 Leandro Damião 12
Taison 7
Wálter 7
6 Andrezinho 6
7 D’Alessandro 5
Kléber 5
Rafael Sóbis 5
10 Bolívar 4
Sorondo 4
12 Edú 3
Tinga 3
13 Daniel 2
15 Bruno Silva 1
Eltinho 1
Fabiano Eller 1
Glaydson 1
Índio 1
Nei 1
Sandro 1
Thiago Humberto 1
Wílson Mathias 1
24 Ytalo 1
Ibañez (contra) 1
Total 115

Assistências Coloradas em 2010

# Jogador Assistências
Rebote/Roubada 14
1 D’Alessandro 13
Kléber 12
3 Giuliano 9
Pênalti 9
4 Andrezinho 6
5 Guiñazu 5
6 Alecsandro 5
Edú 4
Taison 4
9 Glaydson 3
Índio 3
Nei 3
Rafael Sóbis 3
Sandro 3
12 Bolívar 2
Bruno Silva 2
Juan 2
Leandro Damião 2
Wálter 2
Falta 2
19 Éverton 1
Fabiano Eller 1
Josimar 1
Massari 1
Wílson Mathias 1
24 Ytalo 1
Gol Contra 1
Total 115

VEJA TAMBÉM:

Internacional, estatísticas 2009: jogos, gols, assistências

Troféu "Rapadura de Jaca": atacantes gregos perdem gol feito do ano de 2010

31 de dezembro de 2010 0

No jogo Veria 1×0 Levadakos, pela 2º divisão do futebol grego, um lance (in?)digno de memória ocorreu. Em um ataque do time da casa, nada menos que três jogadores do Veria perderam cinco chances de gol incríveis em uma mesma jogada. E isto com direito a três bolas na trave. Vejam o momento, ocorrido no último final de semana:

Imediatamente lembrei do jogo Brasil 3×1 Polônia pela Copa do Mundo de 1978. O segundo gol brasileiro, marcado por Roberto Dinamite, ocorreu depois de um rebote na trave de chute de Jorge Mendonça. O terceiro também: a bola bateu na trave três vezes em chutes de Jorge Mendonça, Gil e Dirceu antes do gol de Roberto Dinamite. Confiram:

Veja outros lances de gols imperdíveis na história do futebol mundial. Um deles particularmente doloroso: Romário e Mazinho na semifinal da Copa do Mundo de 1994 contra a Suécia em Stanford. Simplesmente inacreditável.