Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 13 março 2011

OPINIÃO: Damigol, falhas defensivas e empate no Centenário

13 de março de 2011 8

Em um grande jogo de futebol, Caxias e Internacional empataram em 3×3 pela 2º rodada da Taça Farroupilha. O grande destaque foi o artilheiro Leandro Damião, que marcou seu sexto gol em dois jogos, doze na temporada. Mais uma vez, o Colorado se mostrou frágil defensivamente mas conseguiu eficiência no ataque. viu Oscar e Tinga jogando bem, mas sofreu com os erros de toda a defesa. Já o Caxias se afirma como melhor time do interior, buscando ao menos repetir o aproveitamento da Taça Piratini.

Mesmo com cinco desfalques e desgastado emocionalmente, o Caxias repetiu a tática do jogo do Olímpico contra o Grêmio e saiu marcando pressão adiantado em velocidade, com um ousado 4-3-3 com o experiente Lima e os ex-gremistas Éverton e Wáldison abertos pelos flancos. O Inter ainda não tinha trocado passes quando Itaqui, aproveitando erro de Massari na saída de bola, recebeu de Lima e chutou forte, cruzado, para fazer 1×0.

Novamente o Inter tomava um gol no início do jogo. Então Oscar chamou a atenção para si e deu uma bela janelinha no marcador, e Leandro Damião quase marcou. O Colorado assistia e Everton perdia a chance de ampliar. E continuava perdido quando Éverton disputou com Lauro e pediu pênalti que ocorreu. Aos 18, Oscar fez duas boas jogadas e na segunda quase empatou. Dois minutos depois, o empate: Oscar disparou pela direita e cruzou. O goleiro André Sangalli errou e Tinga dividiu, sobrando para Damião fazer 1×1.

Dois minutos depois, Zé Roberto caiu na área e o árbitro Fabrício Corrêa deu penalidade. Zé Roberto tomou a responsabilidade e bateu… Para a defesa de Sangalli! Se estava mal, o meia-atacante passou a errar tudo depois de perder a chance de virar. E, para piorar, o Caxias aproveitou e, em erro de posicionamento de Massari e Rodrigo, Wáldison disparou livre para fazer 2×1 dois minutos depois. Aí a defesa colorada desandou de vez e correu o tempo todo atrás dos atacantes do Caxias, que teve boas chances de ampliar, sobretudo com Lima chutando em cima de Daniel. Quando o primeiro tempo já terminava, Wílson Mathias cabeceou, Sangalli rebateu e Damião, livre e impedido, fez seu 11º gol na temporada e empatou novamente, 2×2.

Irritado com os erros, o técnico colorado Celso Roth acertou em tirar Massari para por o zagueiro Juan e Índio substituindo o lesionado Sorondo. O Caxias não conseguiu espaços contra uma zaga em linha de quatro e o jogo caiu muito. Nada ocorreu nos primeiros 20 minutos de jogo, nos dois lados.

Porém aos poucos o Inter começou a trocar passes ofensivos, especialmente com Oscar, Tinga e Damião, e o Caxias cedia espaços. Primeiro Damião cabeceando para fora, depois o substituto Sóbis em um chutaço que Sangalli tocou para escanteio. Na cobrança, Damião cabeceou com força e virou para o Inter, 3×2. Foi o 12º gol de Damião em sete jogos. Logo depois, Lima perdeu a cabeça e deu um pontapé em Índio, sendo expulso.

Então o lance do jogo: em um contra-ataque, Tinga rolou para Damião, que chutou fraco e perdeu um gol feito. Na sequência do lance, Éverton fez grande jogada a dribles sobre Juan e fuzilou Lauro, empatando de novo em 3×3. Tinga ainda perdeu a chance de colocar novamente o Inter na frente, mas chutou em cima de Sangalli, na chance derradeira.

O empate saiu justo. Caxias e Inter alternaram o domínio do jogo. Ao Caxias, reclamações procedentes contra o juiz Fabrício Correa, enquanto o Inter comemora mais uma ótima atuação de Leandro Damião.

O artilheiro do Fantástico.

Este texto foi escrito por mim também para o blog Jogo Aberto, do @lediocarmona

Damigol, falhas defensivas e empate no Centenário

dom, 13/03/11