Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

OPINIÃO: Damigol, falhas defensivas e empate no Centenário

13 de março de 2011 8

Em um grande jogo de futebol, Caxias e Internacional empataram em 3×3 pela 2º rodada da Taça Farroupilha. O grande destaque foi o artilheiro Leandro Damião, que marcou seu sexto gol em dois jogos, doze na temporada. Mais uma vez, o Colorado se mostrou frágil defensivamente mas conseguiu eficiência no ataque. viu Oscar e Tinga jogando bem, mas sofreu com os erros de toda a defesa. Já o Caxias se afirma como melhor time do interior, buscando ao menos repetir o aproveitamento da Taça Piratini.

Mesmo com cinco desfalques e desgastado emocionalmente, o Caxias repetiu a tática do jogo do Olímpico contra o Grêmio e saiu marcando pressão adiantado em velocidade, com um ousado 4-3-3 com o experiente Lima e os ex-gremistas Éverton e Wáldison abertos pelos flancos. O Inter ainda não tinha trocado passes quando Itaqui, aproveitando erro de Massari na saída de bola, recebeu de Lima e chutou forte, cruzado, para fazer 1×0.

Novamente o Inter tomava um gol no início do jogo. Então Oscar chamou a atenção para si e deu uma bela janelinha no marcador, e Leandro Damião quase marcou. O Colorado assistia e Everton perdia a chance de ampliar. E continuava perdido quando Éverton disputou com Lauro e pediu pênalti que ocorreu. Aos 18, Oscar fez duas boas jogadas e na segunda quase empatou. Dois minutos depois, o empate: Oscar disparou pela direita e cruzou. O goleiro André Sangalli errou e Tinga dividiu, sobrando para Damião fazer 1×1.

Dois minutos depois, Zé Roberto caiu na área e o árbitro Fabrício Corrêa deu penalidade. Zé Roberto tomou a responsabilidade e bateu… Para a defesa de Sangalli! Se estava mal, o meia-atacante passou a errar tudo depois de perder a chance de virar. E, para piorar, o Caxias aproveitou e, em erro de posicionamento de Massari e Rodrigo, Wáldison disparou livre para fazer 2×1 dois minutos depois. Aí a defesa colorada desandou de vez e correu o tempo todo atrás dos atacantes do Caxias, que teve boas chances de ampliar, sobretudo com Lima chutando em cima de Daniel. Quando o primeiro tempo já terminava, Wílson Mathias cabeceou, Sangalli rebateu e Damião, livre e impedido, fez seu 11º gol na temporada e empatou novamente, 2×2.

Irritado com os erros, o técnico colorado Celso Roth acertou em tirar Massari para por o zagueiro Juan e Índio substituindo o lesionado Sorondo. O Caxias não conseguiu espaços contra uma zaga em linha de quatro e o jogo caiu muito. Nada ocorreu nos primeiros 20 minutos de jogo, nos dois lados.

Porém aos poucos o Inter começou a trocar passes ofensivos, especialmente com Oscar, Tinga e Damião, e o Caxias cedia espaços. Primeiro Damião cabeceando para fora, depois o substituto Sóbis em um chutaço que Sangalli tocou para escanteio. Na cobrança, Damião cabeceou com força e virou para o Inter, 3×2. Foi o 12º gol de Damião em sete jogos. Logo depois, Lima perdeu a cabeça e deu um pontapé em Índio, sendo expulso.

Então o lance do jogo: em um contra-ataque, Tinga rolou para Damião, que chutou fraco e perdeu um gol feito. Na sequência do lance, Éverton fez grande jogada a dribles sobre Juan e fuzilou Lauro, empatando de novo em 3×3. Tinga ainda perdeu a chance de colocar novamente o Inter na frente, mas chutou em cima de Sangalli, na chance derradeira.

O empate saiu justo. Caxias e Inter alternaram o domínio do jogo. Ao Caxias, reclamações procedentes contra o juiz Fabrício Correa, enquanto o Inter comemora mais uma ótima atuação de Leandro Damião.

O artilheiro do Fantástico.

Este texto foi escrito por mim também para o blog Jogo Aberto, do @lediocarmona

Damigol, falhas defensivas e empate no Centenário

dom, 13/03/11

Comentários (8)

  • Angelo diz: 13 de março de 2011

    NOSSO problema É SÓ UM :

    C E L S O R O T H

    No segundo tempo, que é ionde tudo se decide, quem comprometeu mesmo foram os laterais da esquerda, Massari e Juan, que são só meninos. A ANTA do Celso Roth não foi capaz sequer de montar um esquema para proteger a lateral esquerda, onde eles atacaram simplesmente O JOGO INTEIRO, sem que o animal fizesse alguma coisa, até que saísse o gol do caxias no final em cima do coitado do Juan.

    É, Bolatti, você chegou agora !!! Saiba uma coisa: com Celso Roth, tudo pode acontecer !!!! O cara é o supra-sumo da INCONPETÊNCIA.
    Te prepara, o sofrimento só começou, você vai sentir o que a torcida sente desde o segundo turno do brasileirão do ano passado com este energúmeno do Roth !

  • Vinicius diz: 14 de março de 2011

    Perin, não foi penalti no Everton não, o replay mstrou claramente que o Lauro toca primeiro a bola.

  • Edjor Borges diz: 14 de março de 2011

    Os inúmeros erros do time do inter, o principal é o sistema defensivo…..zagueiros ??? o melhor ainda é o Índio em final de carreira, o resto é de doer !!! E não pensem que o General Bolivar vai resolver, pois falha mais que todos os outros zagueiros (prá mim no máximo um sargento Bolivar)….e o pior é goleiro !!! Meu Deus o pior goliero do time é o titular….até o ano passado com o próprio Roth nem era escalado mais…..e agora ??? Só pega bola fácil……..!!!!!! Goleiro bom é aquele que define um jogo quando todos já estao batidos, o Lauro só pega bolas que qualquer goleiro de várzea pega !!! E Celso Roth, temos que respeitá-lo, pois temos uma divida de gratidao pela libertadores…….mas tu mesmo se esculhamba com estas tuas convicçoes absurdas com mathias, lauro etc etc…..
    Vai lá cara muda esta cabecinha aí !!!!!!
    Um abraço
    JOJO BORGES

  • Thiago diz: 14 de março de 2011

    Mas tchê, como o Roth briga com os fatos e quer fazer crer o que ninguém vê!

    no jogo de ontem, mas a zaga era uma peneira e o meio de campo não marcava bem, mesmo com 3 volantes, numa prova que não se enche o time de volantes para se ter uma boa defesa. Além disso, o meio não articulava a contento, pois o Oscar estava sobrecarregado e o Zé Roberto foi uma peça nula, sem vontade e displicente.

    Como o Wilson Mathias joga no Inter? Só porque é queridinho do Roth!

    Graças às jogadas do Oscar e aos gols do Damião, conseguimos um empate, que poderia ser vitória, se não fosse o pênalti perdido e a chance claro do Tinga, que pipocou para fazer o gol, e, como castigo, levamos o gol de empate.

    Acho que o Lauro falhou no terceiro gol, não somente porque não protege o canto esquerdo, bem como porque se atira ao chão antes mesmo do Everton chutar. Aí fica difícil.

    Após o jogo, lamentável e irritante a entrevista do Roth, que criticou o Oscar por “falta de participação”, esquecendo que o guri participou de todas as jogadas de ataque do Inter, dando passe par dois gols.

    Enquanto isso, se derreteu em elogios ao Zé Roberto, que não tem bola para jogar no Inter, e, no jogo de ontem, foi um jogador preguiçoso, indolente, não ganhou uma jogada, perdeu um pênalti de forma ridícula pela moleza com que cobrou a penalidade, mas o Roth disse que se trata de uma “jogador importantíssimo” e que foi muito bem taticamente.

    ROTH, vai lamber sabão!

    Esse cara acha que o torcedor é burro e vai insistir com esse Zé Roberto, quando no banco está o Sóbis e Cavenaghi. Da mesma forma, insistiu com o Alecsandro, quando a torcida clamava por mudança de jogadores e de esquema.

    O pior de tudo é que o Roth deu indícios que vai escalar o time com 4 volantes para o jogo de quarta, mantendo o péssimo Wilson Matias e tirando o Oscar.

    UM ABSURDO! ONDE ESTÁ A DIREÇÃO?

    Assim como Alecsandro, o Wilson Matias e o Zé Roberto passaram a ser os queridinhos do Roth e vamos penar com essas nulidades no time, quando no grupo, há jogadores muito melhores!

  • leonardo diz: 15 de março de 2011

    E o Everton, hein?
    Tá com toda a confiança, arrebentando.
    Por enquanto é jogador de time pequeno mesmo.
    Ou será que se aproveita da fragilidade de adversários como gremio e inter…? hehehe =p

Envie seu Comentário