Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Janela de Transferências - Gilberto Silva pode jogar antes de agosto

24 de maio de 2011 1

Entrou com força a discussão sobre a Janela de Transferências, especialmente para o caso do volante Gilberto Silva, novo contratado do Grêmio. Na minha opinião, por ele ter encerrado o contrato no dia 30 de junho com o Panathinaikos da Grécia, não se aplicaria o regulamento das Janelas de Transferências.

No artigo seis do documento oficial da FIFA, fica clara a exceção para jogadores com o passe livre. A FIFA não quer que atletas sem contrato sejam impedidos de trabalhar, vai contra qualquer regulamentação trabalhista. Ela apenas controla as transferências, pois para haver uma transferência é necessário um contrato em vigor.

Gilberto Silva só em agosto? Não é o que eu penso - Franck Fife, AP

CONFIRA ABAIXO O TEXTO ORIGINAL:

Article 6 Registration periods
1. Players may only be registered during one of the two annual registration periods fixed by the relevant association. As an exception to this rule, a professional whose contract has expired prior to the end of a registration period may be registered outside that registration period. Associations are authorised to register such professionals provided due consideration is given to the sporting integrity of the relevant.

The first registration period shall begin after the completion of the season and shall normally end before the new season starts. This period may not exceed twelve weeks. The second registration period shall normally occur in the middle of the season and may not exceed four weeks. The two registration periods for the season shall be communicated to FIFA at least 12 months before they come into force. FIFA shall determine the dates for any association that fails to communicate them on time.

Tradução livre do trecho em vermelho:

“…Como exceção à esta regra, um profissional cujo contrato expirou antes do fim da janela pode ser registrado fora do período de janela…”

Vamos aos fatos:

- Transferências nacionais são de responsabilidade da CBF e internacionais seguem as regras da FIFA.

  • Existem duas janelas de transferências internacionais, regulamentadas pela FIFA. Cada confederação escolhe a que vai cumprir.
  • Um mesmo jogador não pode fazer duas transferências internacionais para três times diferentes em um ano (a não ser que sejam em temporadas com início e fim diferentes, do tipo Brasil e Europa).
  • Jogadores dos grandes centros europeus NÃO PODEM se transferir para o futebol brasileiro entre 1° de fevereiro e 31 de maio; e depois entre 1° de setembro e 31 de dezembro.
  • Jogadores com passe livre podem ser inscritos fora da janela, respeitando apenas os períodos de inscrição nos campeonatos nacionais.
  • A janela de transferência é considerada sempre no sentido de quem contrata. Por exemplo, o período da janela discutido entre uma compra de jogador brasileiro para a Europa Ocidental é o referente ao país comprador envolvido. E vice-versa.
  • Jogadores com passe livre que assinam com um novo clube não constituem “transferências” e, sendo assim, não se aplicam à estas regras.

Existem duas janelas regulamentadas pela FIFA para transferências internacionais: uma longa e outra curta. Cada Federação Nacional escolhe qual vai cumprir. Já defendi que a CBF deveria inverter as janelas e apresentei os motivos.

Os sul-americanos, os clubes do leste europeu e os asiáticos preferem a janela de verão entre 1° de janeiro e final de março, e a de inverno no mês de agosto (antecipada ano passado para meados de julho). Já os times do oeste europeu (no qual se incluem Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha, Portugal, etc), preferem a janela de verão entre 1° de junho e 31 de agosto, com a de inverno em janeiro.

Exemplo mostrado em 2008 quando o Grêmio contratou o paraguaio Júlio dos Santos:

“Palavras do Paulo Pelaipe, vice-presidente de futebol do Grêmio, ainda em 2008: “Mas com o fechamento da janela internacional no dia 31 de janeiro, persistimos na nossa convicção e no interesse no atleta, e conseguimos no fim da manhã um fax do presidente do clube alemão autorizando que finalizasse as negociações com o Grêmio…Já existe um acordo, a documentação do Bayern está com o Rodrigo Caetano…

Ou seja, eu estava totalmente correto na minha interpretação, ao contrário do que alguns leitores falaram… A data de publicação no BID não possui qualquer relação com o assunto. O meia gremista Roger, por exemplo, só foi publicado no BID na última quinta-feira, e há mais de uma semana ele está no Olímpico.”

As regras são bastante claras e inflexíveis. Fora destes prazos, transferências internacionais somente em atletas com passe livre.

Desafio a alguém mostrar uma contratação brasileira (ou mesmo argentina) no período após 31 de janeiro envolvendo jogadores que vieram dos seguintes países: Portugal, Holanda, Alemanha, Espanha, França, Inglaterra, Escócia e Itália. Não considerar “passe livre”.

Japão, Leste Europeu (que joga em outro período por causa do frio extremo) e Oriente Médio não usam o mesmo calendário.

Pago um café para quem conseguir.

VEJA TUDO QUE SAIU NO ALMANAQUE SOBRE JANELA DE TRANSFERÊNCIAS:

Comentários (1)

  • Stephan D. D. diz: 24 de maio de 2011

    As an exception to this rule, a professional whose contract has expired prior to the end of a registration period may be registered outside that registration period.

    Caro blogueiro, não estou certo quanto à sua conclusão. Embora os seus argumentos sejam defensáveis e tenham a sua lógica, não me parece que estejam amparados pelo referido regulamento. Isso porque a exceção destacada diz respeito aos “profissionais cujos contratos tenham expirado ANTES do TÉRMINO da janela”, que “podem ser registrados fora da janela”. Parece-me que a redação faculta aos profissionais cujos contratos expiram no DECORRER da janela o seu registro fora daquele período, isto é, daquele período em diante, inclusive após o seu término. No caso do Gilberto Silva, o contrato expira não antes do término da janela, mas sim antes do COMEÇO da janela. De modo que, pelo que se pode inferir da redação do regulamento, ele deverá aguardar o período de registro de agosto.

    EDITADO: era a interpretação original que eu tinha. Mas não explica o caso Adriano em 2009, que rescindiu em abril com a Internazionale, ficou umas semanas sem contrato mas estreou em maio no Flamengo

Envie seu Comentário