Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O legado de Osmar Loss: aproveitamento inferior ao de Falcão e apenas duas vitórias

15 de agosto de 2011 16

O treinador Osmar Loss deixou o cargo de interino do Internacional no último domingo, 1×1 contra o Bahia após oito jogos por duas competições: Brasileirão e Copa Audi. A partir de terça-feira, Dorival Júnior assume o comando do Inter para o restante da temporada 2011.

Treinador do Inter Sub-23, Loss terminou o seu mandato de três meses sob uma enxurrada de críticas da torcida, muito pela postura excessivamente defensiva com três volantes. E os números vão contra ele: seu aproveitamento foi inferior ao de seu antecessor, Paulo Roberto Falcão em 19 partidas (valendo por Gauchão, Libertadores e Brasileirão).

Nos oito jogos, Loss obteve duas vitórias, quatro empates e duas derrotas. Marcou 12 gols e sofreu outros 12, com um percentual de 41% dos pontos disputados. Já Falcão obteve oito vitórias, cinco empates e seis derrotas, somando 30 gols e levando 24, totalizando 50% de aproveitamento. Inclusive Loss foi pior que Falcão nos primeiros oito jogos, quando obteve quatro vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, 62% de aproveitamento.

Comentários (16)

  • Leão diz: 15 de agosto de 2011

    Só tem um pequeno detalhe , os jogos do Falcão foram quase todos pelo Gauchão e os do Loss foram só pedreiras do Brasileirão e Recopa.

    EDITADO: Falcão só jogou 2 jogos pelo Gauchão contra times pequenos, Santa Cruz em casa e Juventude fora. Em compensação, pegou o vice-campeão da Libertadores e ainda 3 Gre-Nais nos primeiros oito jogos. Não concordo com a observação

  • claudio diz: 15 de agosto de 2011

    Alexandre, é visível a tua predileção pelo Falcão, assim como a de muitos colorados que não souberam separar o ídolo (jogador) da figura do treinador. Acho que o Falcão naufragou novamente em função de uma postura egocêntrica e arrogante (são características dele). Mérito dele foi dar chance ao Andrezinho. Como técnico ele cometeu erros ao dizer que a base do Inter não tinha ninguém pronto, quando vimo na Copa Audi os garotos fazerem a diferença. João Paulo, Élton e outros não estão prontos? Não somos uma das melhores bases do Brasil? Dizer que o Inter não tinha plantel para almejar um Brasileirão diante de tantas equipes medianas foi outro erro. Ele até podia pensar, mas jamais dizer isso em público. Isso é motivação? Conseguiu ganhar o Gauchão por mérito do Andrezinho (na final) e pela ruindade do adversário tricolor. Não vi o Inter jogar com alegria sob a orientação do Falcão, pois alegria só vi no Penharol ao ganhar de nós dentro de um Beira-Rio lotado. Respeito o Falcão como ídolo, mas como treinador ele é fraco(fracassou no Japão, México, na seleção, etc…). Quanto ao Loss eu acho que o legado dele foi ter culhão pra botar os guris pra jogar, coisa que o Falcão jamais faria. Minha opinião é claro…e respeito a tua.

  • paulo estevao diz: 15 de agosto de 2011

    Alem de dizer que oi ter nao tinha jogadres preparados na categoria de base, Falcao durante seu periodo nunca teve desfalques de 14 jogadores alem de nao conseguir dar um sistema de jogo ao time.Realmente Osmar deixou um legado Elton , João Paulo e Zé Mario.

  • Rafael diz: 15 de agosto de 2011

    Perfeito comentário do Alexandre Perim!

  • Joel diz: 15 de agosto de 2011

    Vou te falar uma coisa: sou fã do Falcão.

    Quando Falcão chegou ao Inter fiquei empolgado principalmente porque ele dizia que “futebol é imposição” e que “não tem diferença jogar em casa como fora”.

    Na prática não se via isso. Não sei se Falcão foi boicotado pelos reis do vestiário (leia-se Bolívar, Índio e cia) ou se não teve pulso para impor suas idéias.

    O que eu sei é que o time de Falcão não era muito diferente do time do Roth.

    Mas nem condeno tanto o Falcão por isso.

    Agora, o que não vou esquecer tão cedo é o seu Falcão dizendo: Oscar não está pronto!
    Para mim foi um choque! Uma coisa absurda! Um desatino!

    Depois, Falcão afirmou com todas as letras que na base colorada “não tem ninguém pronto”.
    Eu desconfiei, afinal, Falcão tinha dito que Oscar não estava pronto. Mas vá lá, pensei, o Falcão conhece, deve estar certo.

    Pois hoje temos Elton, um volante MAIS DO QUE PRONTO. O melhor volante do Beira-Rio. Elton, o cara que o Falcão achava que não estava pronto.

    Temos o João Paulo, temos o Zé Mário e temos até o Dellatorre que ainda não pude avaliar com mais cuidado.

    Mas Falcão achava que a base não tinha ninguém PRONTO. Oscar não estava PRONTO.

    Foi necessário o Osmar Loss chegar e botar os garotos para jogar.

    Então, meu amigo, dê a Cézar o que é de Cézar.

    Eu não teria demitido o Falcão mas só o fato de hoje saber que temos Elton, João Paulo e Zé Mário me faz pensar que a demissão do Falcão acabou sendo positiva. Até porque, não vi o Falcão fazendo nada de excepcional. Na teoria ele era FANTÁSTICO, na prática nem tanto.

    Espero que o novo técnico não jogue no lixo esse trabalho do Loss com os jovens e volte com um time base de senhores idosos.

    Muriel, Nei, Moledo, Juan e Kleber (ou Zé Mário, ou Fabricio).
    Elton, Tinga, D’Alessandro e Oscar.
    Delatorre e Damião.

    Esse seria um time base interessante com algumas variações claro.

    IMPORTANTE: O Tinga com uma tornozeleira eletrônica que emita um barulho ensurdecedor caso ele avance muito além do meio de campo (falo sério).

    Abraços.

  • elias diz: 15 de agosto de 2011

    Certo Perin: você realmente aprecia o falcão treinador e tem horror do loss loser. Ficamos assim, os dois são horríveis! Com as substituições e postura do time contra o bahia, era de despedir por justa causa esse último. Pelas declarações públicas do falcão e seu beicinho não poderia ser contratado. Mas o que estamos descutindo? Quem escalava e escala o time nunca foram êles!

  • Leão diz: 15 de agosto de 2011

    Alexandre , respeito tua opinião mas também não concordo , o Falcão jogou contra o vice campeão da Libertadores e perdeu em casa , o Loss pegou o campeão mundial (Barcelona ) e o Milan , fora de casa e não perdeu , mas também não queria ele efetivado como também não queria o Falcão.Acho que ficaremos bem com o Dorival.

  • l fernando blog diz: 15 de agosto de 2011

    o maior problema do futebol é que cada um raciociona como qué e passa por cima de qualquer fato. Basta ver dois comentarios acima

    Gostei muito do teu comentário
    desmascarou um retrógrado do futebol,metido a arrogante.
    “DEIXEI UM LEGADO”
    muita presunção

  • daniel diz: 15 de agosto de 2011

    Para mim, a responsabilidade da atual fase do Internacional, setimo colocado no Brasileiro, sequencia de mais de tres jogos sem vitoria, empate desastroso para o Bahia, derrota para um Fluminense em crise( tomou 3 do America um jogo depois), tem de ser atribuido a diretoria que manteve o Roth apos a derrota contra o Mazembe.
    O Inter do brasileiro de 2010 n convence, quase um gol por partida e esta sina, quase vem se repetindo na atual temporada. Tivemos um momento de esperanca, quando Falcao usou Oscar e D`Alesandro e promoveu Muriel e Juan como titulares do time. E ainda, deixou o espetacular fora do banco.
    Faltou conviccao da diretoria ao contratar o Falcao. Faltou planejamento. E o prejuizo tem sido grande. Se fosse para aguardar 25 a 30 dias para definir um novo treinador, e com os resultados apresentados, ficaria com o Falcao e teria mais tempo para, de fato, avaliar o trabalho do tecnico. Eh facil lembrar a fogueira que ele entrou, com jogos decisivos no Gauchao, Grenal e no meio Libertadores, sem tempo sequer para implantar o trabalho.
    Dificil mesmo eh explicar o que houve com Siloe, Sorondo, Lauro, o lateral direito do Caxias, Wilson Mathias no time titular, Bolivar em ma fase tecnica e jogando como time pequeno com o Damiao isolado na frente. Como podemos ter um plantel de 80 jogadores, Acho que seria benvinda uma renovacao no comando do clube do Inter.

  • Dilson diz: 15 de agosto de 2011

    O aproveitamento do Loss no Brasileirão é muito pouco inferior ao do Falcão.

    Por quê você e os demais cronistas esportivos da RBS, senão a própria RBS, não criam um clube de futebol e contratam o Falcão? Faz trinta dias que foi bem demitido. Terá sido só coincidência o time piorar logo depois da saída do Julinho? Virem o disco ou assumam esta paixão!

  • claudio diz: 15 de agosto de 2011

    Alexandre, concordo contigo sobre a forma que o Inter dispensa seus treinadores, sempre de uma forma traumática e pouco ética. É sabido que, apesar do Falcão ser um técnico fraco (minha opinião novamente) a postura do presidente do Inter em relação a ele sempre foi de animosidade, pois foi voto vencido na sua contratação. Quando aos garotos eu entendo que o Loss não tinha banco na Copa Audi como não teve no Brasileirão, onde só faltou pegar garotos dos “infantis”. Como o Loss conhecia os guris da base (treinou vários) ele apostou na gurizada SIM. É óbvio que ele não queimou figurões pra colocar os guris, mas qual treinador no Inter fez isso? O Falcão? O “bola-bola” chegou a dizer que OSCAR não era um jogador pronto! Depois o garoto se escalou pelos próprios méritos e foi enfiado goela abaixo no Falcão. Com relação ao Brasileirão o Osmar Loss teve aproveitamento superior ao de Falcão. Média do interino foi de 53,33%, contra 45,5% do ídolo da torcida. Essa notícia está no teu próprio veículo de comunicação, ou seja, no CLICRBS.

  • JULIANO diz: 15 de agosto de 2011

    PelamordeDeus…
    É incrível ver o que desrespeitam o trabalho de Falcão no Inter… quando o único título e as melhores orientações foram dele, além de ter tido a coragem de expor a fragilidade de nosso elenco…
    E elogiam o LOSS, o mais RIDÍCULO treinador que já vi no comando do Inter…
    E o desrespeito com que tratam o PRF chega a ser triste… bem se vê que nada sbm de sua história no Inter…
    Que não lhe apreciem como técnico, tudo bem, embora foi mandado embora quando o time deixava ver certa evoluçao…, mas aceitar o que essa direçãozinha fez com o cara…
    Acho que gostam da balbúrdia que aí está… com renovação do ROTH, contratação e demissão de um técnico-ídolo jamais desejado e manutenção de um ridículo interino…
    E ainda argumentam com os AMISTOSOS IDIOTAS da Copa Audi…
    Nem devem ter visto que o Barçao tomou QUATRO do Chivas, né???
    Se o Loss aproveitou a “magnífica” base é porque não tinha outros… E o MATHIAS? e o ~Jô?
    Foi Falcão que terminou por armar o time com Juan, Dale, Oscar, Zé Roberto… não vê quem não quer!

  • carmeloporto diz: 16 de agosto de 2011

    Pessoal, contra fatos não há argumentos vamos a eles:

    1 Falcão precisava de mais tempo p/ voltar a profissão e assim colocar em prática a sua teoria, logo erro de avaliação da direção.

    2 Os atletas que o Falcão pegou eram convicções da direção e do Roth.

    3 Os Guris da Base não são legados e muito menos são créditos do técnico mais covarde que já vi passar pelo Inter, pois, já ouvimos falar neles há bastante tempo, sendo a maioria do Inter B e nois quais já foram gastos muito dinheiro para sua formação dentro do clube, aqui crédio para o CLUBE, pois uma hora ou outra teriam de entrar e se tornarem um novo Sandro, Nilmar, Pato e etc.

    4 Osmar Loss, esse cidadão além de covarde é o ser mais atrapalhado e incrívilmente …, pois qualquer profissional que tem um QI na média, aproveitaria toda a visibilidade que lhe foi dada e faria o uso de toda os recursos para ganhar e não para fazer o que ele fez em todos os jogos que foi SEMPRE entrar para se defender, apequenando o nosso clube, como se fossemos o Juventude da Vida, aqui mais um erro da direção em contratar um covarde desses mesmo que seja para treinar a escolinha do clube, pois é muito medroso e é o típico caso de ser sem estrela e nasceu para ser coadjuvante.

    5 Fernadão é acerto da direção.

    6 Conclusão, para voltarmos a ganhar e almejarmos o topo novamente vamos precisar de renovação no vestiário, acabar com as panelas, tirar quem ta comprometendo do time e aqui o mais difícil, deixar de escalar por influência de empresário ou dirigente que tem passe de jogador.

    Abraços!

Envie seu Comentário