Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de fevereiro 2012

9º Gre-Nal Judaico beneficente agita Mariscão em Capão da Canoa!

10 de fevereiro de 2012 0

Uma ação do clube Campestre Macabi irá reunir centenas de pessoas no estádio Mariscão em Capão da Canoa-RS neste final de semana. Ano passado, mais de uma tonelada de alimentos foram arrecadados em prol dos mais necessitados da cidade, e a expectativa é de aumentar estes números em 2012.

As iniciativas estão sendo coordenada pelo Diretor Executivo Luis David Leventhal, reuníndo membros do clube utilizando uniformes da dupla Gre-Nal. O ingresso? Apenas 2kgs de alimentos não perecíveis. Mais detalhes:

“Bem estamos falando do GRE-NAL JUDAICO, o que vem a ser:

Evento que no último ano arrecadou quase uma tonelada de alimentos para os carentes de Capão da Canoa. Grêmio e o Inter nos emprestam os uniformes e pais e filhos até o pessoal do master (40 anos) passam o dia jogando.

Ainda temos uma praça com brinquedos infláveis como tobogã, futebol de sabão, cama elástica, cama de bolinhas, etc.

Mas o mais importante é a lição de solidariedade que se passa.

PROGRAMAÇÃO

  • 12h – Corinthians x São Paulo
  • 14h – Gre-Nal Sub18
  • 15h – Gre-Nal Master
  • 17h -  Gre-Nal Sub15
  • 17h30min – Gre-Nal Open

Nos intervalos dos jogos: Futebol Infantil

Serviço

PROMOTOR CLUB CAMPESTRE MACABI

9ª EDIÇÃO DO GRENAL JUDAICO E

1ª EDIÇÃO DO BRASILEIRÃO IDISH ( ESTE ANO CONTAREMOS COM OS  TIMES DE CORINTHIANS E SÃO PAULO) ,

NO ESTÁDIO MARISCÃO, EM CAPÃO DA CANOA/RS, NO DIA 11 E 12  DE FEVEREIRO DE 2012, A PARTIR DAS 12H.

Serão homenageados os atletas que foram aos Jogos Macabeus Pan Americanos em São Paulo em Dezembro de 2011

Ingresso: 2kg de alimento não perecível.
Desde já, agradecemos o apoio e a colaboração recebida.

Luis David Leventhal

Diretor Executivo
51-3012-3384
51-9778-1102
Av. Cel. Marcos 1345, Ipanema, Porto Alegre – RS
http://www.campestremacabi.com.br


Super Bowl XLVI: Análise do jogo pelo Almanaque Esportivo e Blog Touchdown

08 de fevereiro de 2012 0

O Blog Almanaque Esportivo, em parceria com o Blog Touchdown analisa a vitória do New York Giants sobre o New England Patriots no Super Bowl XLVI.

Apresentação de Henrique Riffel e comentários de Wendell Ferreira e deste que vos fala:

Para saber mais sobre o futebol americano e a temporada 2011/12 confiram o blog No Huddle Br

http://www.nohuddle.com.br

A Libertadores não é a Liga dos Campeões por causa dela: CONMEBOL

07 de fevereiro de 2012 6

Me surpreendi bastante com a declaração do volante argentino Bolatti, do Internacional, sobre a Libertadores. Disse ele: “A Libertadores é do mesmo nível da Liga dos Campeões”. Discordo frontalmente da frase, por um argumento básico: a diferença entre a UEFA e a CONMEBOL.

Enquanto a primeira tem dirigentes profissionais, é cercada dos melhores analistas de mercado e marketing, busca inovações e tem uma relação visceral com seus patrocinadores, que acabam se tornando a cara da competição, a CONMEBOL é uma bagunça só. Com dirigentes que ficam DÉCADAS no comando, sem critérios técnicos, com negociações esdrúxulas de direitos de transmissão. Sem contar regulamentos trocados de acordo com interesses financeiros.

CONMEBOL - A PIOR ENTIDADE DO MUNDO

Assim, a entidade que rege os destinos do futebol Sul-Americano desvaloriza seu próprio produto: o ótimo futebol apresentado neste continente, eneacampeão mundial de futebol de seleções. A cena mais patética que existe, e que talvez sintetize tudo de ruim que existe na CONMEBOL, é um time visitante bater escanteio com proteção policial de escudos, porque não existem punições aos clubes envolvidos.

Abaixo um resumo de tudo que eu penso de errado sobre a CONMEBOL

Leandro Vuaden apita seu 6° clássico Gre-Nal: vejam números curiosos

05 de fevereiro de 2012 0

O árbitro Leandro Vuaden vai apitar o Gre-Nal de número 390, válido pelo primeiro turno do Gauchão 2012. O juiz gaúcho, da FIFA, estará em seu sexto clássico desde 2006 e nunca se envolveu em grandes polêmicas apitando a partida de maior rivalidade no estado.

Até hoje foram 1 empate e quatro vitórias do Internacional. Porém curiosamente o Grêmio já foi campeão duas vezes com este árbitro no apito, nos Gauchões de 2006 e 2010. Já em 2011, o Inter é que levou o estadual. Houve ainda um clássico pelo Gauchão (2010) e outro pelo Campeonato Brasileiro (2011).

Leandro Vuaden apita seu 6° clássico Gre-Nal - Foto: Fernando Gomes (Agência RBS)

A primeira vez que Vuaden apitou um clássico já foi em partida decisiva. No dia 9 de abril de 2006, um Beira-Rio lotado viu o favorito Internacional empatar em 1×1 com o Grêmio, que se sagrou campeão gaúcho daquela temporada. Fernandão e Pedro Júnior marcaram os gols em uma abafada tarde de outono. O Tricolor havia empatado em 0×0 no jogo de ida no Olímpico, elevou o título no critério de gols fora.

Vuaden só voltou a comandar um clássico quatro anos depois, em 2010. Assim como hoje, aquele jogo valeu pelo primeiro turno do Gauchão. Disputado em Erechim, o Internacional venceu por 1×0, gol de Alecsandro. Ele também apitou o jogo que o Grêmio seria campeão gaúcho mesmo perdendo de 1×0, gol de Giuliano. Isto porque no jogo de ida, o Tricolor havia vencido por 2×0.

Em 2011, o árbitro de Roca Sales apitou o Gre-Nal mais dramático do ano: o jogo de volta da decisão do Campeonato Gaúcho. Com uma atuação irretocável, Vuaden controlou bem os ânimos na vitória do Inter por 3×2 (5×4 nos pênaltis) que deu o título estadual ao time colorado. Lúcio e Borges marcaram para o Grêmio, enquanto Leandro Damião, Andrezinho e D’Alessandro fizeram para o Inter. Neste mesmo ano, na última rodada do Brasileirão, Vuaden apitou a vitória do Inter por 1×0, gol de D’Alessandro, que classificou esta equipe para a Copa Libertadores 2012.

Especial Gre-Nal no Almanaque Esportivo: Os clássicos de 1996 a 2012

2007:

2008:

2009:


2010
2011

Gre-Nal 390: Os 5 atletas atuais com mais jogos, vitórias e derrotas em clássicos

03 de fevereiro de 2012 0

O Gre-Nal 390 será disputado no estádio Olímpico neste domingo. Será o primeiro jogo da temporada 2012, na qual o Grêmio fez investimentos pesados para terminar o jejum de 10 anos sem conquistas relevantes, enquanto o Internacional concentra suas forças em busca do tricampeonato da Copa Libertadores da América.

A princípio, o Grêmio jogará com seu time titular, enquanto o Inter deve atuar com um time misto, alternando alguns reservas entre titulares importantes. O motivo é a desgastante viagem da Colômbia, após o 2×2 contra o Once Caldas que classificou o time colorado para a fase de grupos. Já o Grêmio, comandado por Caio Júnior, terá seu grande desafio após duas vitórias e duas derrotas na primeira fase do Gauchão.

O post de hoje é sobre os jogadores que mais venceram atuando em clássicos Gre-Nais. E também sobre quem mais sofreu derrotas, de lado a lado. Tinga é o único atleta que já atuou (e venceu) nos dois times em clássicos, com vitórias em ambos os lados, mas não entrou na lista por ter menos jogos que os demais.

No Grêmio, o goleiro Victor é o que tem mais jogos: 15 partidas. Porém é, disparado, o que mais perdeu clássicos: 9 vezes. O volante Fernando tem 2 vitórias em 3 jogos, e o melhor aproveitamento desta estatística: 66%. Dos gremistas, o goleiro reserva Marcelo Grohe é o que menos perdeu: 1 derrota em 8 jogos. A curiosidade é que o lateral-direito Mário Fernandes é o único ainda em atividade que estreou em  um Gre-Nal e venceu este mesmo jogo, em 2009.

No lado colorado, os números são bem maiores, afinal Índio e Bolívar já passaram dos 300 jogos, Guiñazu tem mais de 250, enquanto Kléber e D’Alessandro superaram a marca de 150 partidas. D’Ale estreou, inclusive, em um clássico mas sem vitória (empate em 1×1 no Beira-Rio em 2008). O melhor número é de Kléber, que venceu mais da metade dos Gre-Nais e tem 63% de aproveitamento. O pior é o de Bolívar, curiosamente o único jogador que vai para seu 20º Gre-Nal: 49%. Ele e Índio perderam 4 clássicos, mas um venceu 7 e o outro 8 vezes.

GRÊMIO

  1. Victor: 15 jogos, com 3V, 3E, 9D – 26%
  2. Mário Fernandes: 9 jogos, com 5V, 4D – 55%
  3. Marcelo Grohe : 8 jogos, com 2V, 5E, 1D – 45%
  4. Vílson: 7 jogos, com 3V, 2E, 2D – 52%
  5. Fernando: 3 jogos, com 2V, 1D – 66%
    André Lima: 3 jogos, com 1V, 1E, 1D – 44% – 1 gol

INTERNACIONAL

  1. Bolívar: 19 jogos, com 7V, 8E, 4D – 49%
  2. Índio: 18 jogos, com 9V, 5E, 4D – 59% – 6 gols
  3. Guiñazu: 17 jogos, com 8V, 6E, 3D – 58%
  4. D’Alessandro: 13 jogos, com 6V, 4E, 3D – 56% – 6 gols
  5. Kléber: 12 jogos, com 7V, 2E, 3D – 63%

Especial Gre-Nal no Almanaque Esportivo: Os clássicos de 1996 a 2012

2007:

2008:

2009:


2010
2011

Lendas do futebol egípcio se aposentam após tragédia em Port Said

02 de fevereiro de 2012 0

A tragédia causada pela violência ontem em Port Said, no Egito, faz mais vítimas. Além dos 74 mortos confirmados e mais de mil feridos no conflito após o jogo Al-Masry 3×1 Al-Ahly, jogadores pediram aposentadoria dos gramados, incluindo lendas do futebol nacional.As estrelas Mohamed Abou-Treika (33 anos), Emad Meteab (28 anos) e o técnico português Manuel José (65 anos) se aposentaram do futebol.  Já Mohamed Barakat (35 anos) pediu um tempo longe dos gramados.

Os casos mais emblemáticos são do técnico português Manuel José e do astro Abou-Treika, eleito o melhor jogador africano várias vezes. Os dois são ícones do futebol local, tricampeões africanos de clubes pelo mesmo Al-Ahly, clube mais popular do continente. Em 2006, ficaram em terceiro lugar no Mundial de Clubes da FIFA, perdendo para o Internacional nas semifinais e vencendo a disputa contra o América do México pelo 3º lugar.

As causas dos incidentes ainda estão sendo investigadas. Dirigentes da Federação Egípcia de Futebol e o Governador da Província de Port Said já deixaram seus cargos. A polícia é acusada de omissão, e fortes indícios apontam para conflitos políticos que estouraram no futebol. A Irmandade Muçulmana acusa simpatizantes do ex-ditador Hosni Mubarak de terem orquestrado o conflito, que se iniciou instantes após o término da partida.

Nesta quinta-feira, protestos eclodiram em grande parte do país, sobretudo na capital Cairo.