Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de março 2012

Leandro Damião se torna o maior artilheiro da história do Inter em Libertadores

09 de março de 2012 0

O gol desta quarta-feira pelo Internacional pode não ter ajudado em nada na derrota de 3×1 para o Santos pela Copa Libertadores, mas ao menos serviu como consolo para Leandro Damião. Ele fez seu sétimo gol pelo Colorado em Libertadores, se tornando o maior artilheiro do clube nesta competição.

Assim, Damião superou a marca de Fernandão e Giuliano, que estavam empatados com o centroavante em seis gols. Capitão na conquista de 2006, Fernandão fez cinco naquele ano e mais um em 2007. Já Giuliano fez seis gols somente em 2010, quatro deles em jogos entrando como reserva.

Com cinco gols, Diego Aguirre e Rafael Sóbis, enquanto Ramón, Lula, Rentería e Oscar tem quatro (este último ainda pode melhorar sua marca).

Leandro Damião se torna o maior artilheiro do Inter na Libertadores - Foto: Diego Vara (Zero Hora)

VEJAM A LISTAGEM DOS PRINCIPAIS ARTILHEIROS DESDE 1976:

  • Leandro Damião (2010/2011/2012) -> Chivas Guadalajara (C), Jaguares (C), Jorge Wilstermann (F), Emelec (C), Peñarol (F), Once Caldas (C), Santos (F) = 7 gols
  • Giuliano (2010): Deportivo Quito (F), Deportivo Quito (C), Estudiantes (F), São Paulo (C), Chivas Guadalajara (F), Chivas Guadalajara (C) = 6 gols
  • Fernandão (2006/07): Nacional (C), Pumas (F), Pumas (C), Libertad (C), São Paulo (C), Nacional (C) = 6 gols
  • Diego Aguirre (1989): Bahia (C), Peñarol (C), Peñarol (C), Peñarol (F), Bahia (C) = 5 gols
  • Rafael Sóbis (2006/2010/2011): LDU (C), São Paulo (F), São Paulo (F), Chivas Guadalajara (C), Emelec (C) = 5 gols
  • Ramón (1976): Cruzeiro (F), Olímpia (C), Sportivo Luqueño (C), Olímpia (F) = 4 gols
  • Lula (1976/1977): Cruzeiro (F), Luqueño (C), Luqueño (C), Deportivo Cuenca (C) = 4 gols
  • Rentería (2006): Maracaibo (C), Nacional (F), LDU (C), Libertad (C) = 4 gols
  • Oscar (2011/12) : Jaguares (C), Jorge Wilstermann (C), Peñarol (C), Once Caldas (C) = 4 gols

Usar titulares ou escalar reservas: a eterna polêmica do futebol gaúcho

09 de março de 2012 2

Esta sempre vale a reflexão. O Santos vem de sete vitórias consecutivas, incluindo um clássico contra o Corinthians domingo e quarta contra o Internacional. Em todos os jogos, exceto o ocorrido no retorno de La Paz pela Libertadores, o time da Vila Belmiro jogou com os titulares.

Já o Internacional  ficou uma semana se poupando para as quartas-de-final do Gauchão e perdeu o Gre-Nal. Com uma atuação ridícula. Como ‘prêmio’, ficou 10 dias treinando para perder para o Santos. Com outra atuação simplesmente inaceitável. Como ‘prêmio’ pela má-atuação, o Inter muito provavelmente vai jogar com reservas no sábado contra o Santa Cruz.

É absolutamente inconcebível que as diretorias da dupla Gre-Nal não aprendam as lições. Ano passado, o Grêmio poupava tanto o time titular que teve um primeiro semestre catastrófico.

Já o Internacional teve a mais amarga das lições: perdeu para o Mazembe devido a um pensamento equivocado de poupar em excesso jogadores no Campeonato Brasileiro e ir para o Mundial com um time totalmente destreinado, desfocado e sem ritmo, depois de um Brasileirão vergonhoso. Enquanto isto, em 2006 foi campeão mundial lutando pelo título do Brasileirão até o fim.

Vocês conseguem compreender esta incompreensível posição dos dirigentes de Grêmio e Internacional por conceitos que já se mostraram, na teoria e na prática, totalmente equivocados?

ONG "Meu Rio" aponta problemas na obra do Metrô para 2014 e 2016

08 de março de 2012 1

A ONG “Meu Rio” está solicitando o apoio da sociedade pedindo assinaturas contra o prolongamento imediato das obras no Metrô do Rio de Janeiro. As iniciativas, consideradas essenciais para o desenvolvimento da capital fluminense para a Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016, estão sofrendo pressão do Ministério Público Estadual do Rio.

Esta entidade, que desde o ano passado está lutando pela transparência em todas as obras envolvendo estes dois eventos de grande expressão e importância para o Rio de Janeiro. Mais detalhes no site oficial do movimento: http://meurio.org.br/paginas/sobre_nos

O Meu Rio divulgou o seguinte comunicado sobre as obras no metrô:

PRÓXIMA ESTAÇÃO: VOCÊ ESCOLHE!

O metrô é uma obra da maior importância para a cidade, extremamente cara e demorada, e por isso não pode ser feita sem que se tenha certeza de que o traçado escolhido é o melhor para o Rio. Apesar disso, o Governo do Estado está usando a desculpa das Olimpíadas para justificar uma obra sem licitação, duramente criticada por instituições que vão desde associações de moradores até o Ministério Público Estadual.
Felizmente, ainda é possível parar essa obra e pedir que outras duas opções de traçado sejam estudadas e apresentadas ao cidadão. A Comissão Estadual de Controle Ambiental (CECA) ainda não deu a licença ambiental ao projeto e o Ministério Público Estadual já pediu que a licença não seja concedida. O presidente da CECA, Antonio Carlos Gusmão, ainda não decidiu o que fazer, e vai receber sugestões da sociedade até essa quinta-feira, dia 08 de março.

Se fizermos pressão agora, podemos convencer Antonio Carlos Gusmão a acatar o pedido do Ministério Público e impedir que mais dinheiro seja gasto em obras do Metrô até que a gente tenha certeza de que o traçado escolhido é o melhor para o Rio. Afinal, depois que a obra começar não vai ter mais volta: esse vai ser o Metrô que os cariocas vão ter que usar, por gerações.

A linha 1 do Metrô foi concedida em 1998 ao grupo Opportrans, composto por uma série de empresas dentre as quais o banco Opportunity, cujo dono, Daniel Dantas, foi condenado por fraude. Em 2007, o Governador do Estado Sérgio Cabral aprovou uma modificação no contrato entre o governo e a Opportrans, dando à concessionária o direito de estender a linha 1 sem licitação. De um dia por outro, a concessão passou a valer uma grana ainda mais preta. Um ano depois, ela foi vendida à Invepar, que controla o metrô até hoje.

O projeto que o Governo e a concessionária estão chamando de linha 4 na verdade é uma extensão da linha 1 até a Barra, começando em Ipanema e passando pelo Leblon e São Conrado. A linha 4 original passaria pelo Morro de São João, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea, antes de seguir para a Barra, e, segundo o Ministério Público, beneficiaria mais gente. A grande diferença entre os dois projetos é que, por causa dessa modificação do contrato aprovada pelo governador em 2007, a extensão pode ser feita sem licitação pela mesma empresa que já controla nosso metrô.

O Secretário Estadual de Transportes, Julio Lopes, disse ao Meu Rio que a opção pela extensão da linha 1 é motivada por uma preocupação em atender mais gente e dar mais benefícios à cidade e à população. Mas se o Governo não está estudando nenhuma outra alternativa, incluindo a da linha 4 original, já licitada, fica parecendo que não é a sociedade quem vai lucrar com esse novo traçado.

Felizmente, o Ministério Público Estadual está do nosso lado e já se manifestou, entregando à CECA um parecer técnico contrário aos estudos apresentados, afirmando que a opção apresentada pelo Governo não é a mais segura, nem a mais barata e muito menos a que atende melhor à população.

Agora a bola está com a gente e temos só até quinta-feira para pressionar o presidente da CECA a impedir a concessão de licença ambiental para a extensão da linha 1 do Metrô. Apenas dessa forma poderemos garantir que outras duas opções de traçado do Metrô sejam estudadas e apresentadas à população:

Fontes:

- Estudo Técnico do Ministério Público criticando o Estudo de Impacto Ambiental: http://bit.ly/meumetro-doc1

- Aditivo ao contrato de concessão assinado por Sergio Cabral em 2007: http://bit.ly/meumetro-doc3

- Mais informações sobre a primeira prisão de Daniel Dantas: http://bit.ly/meumetro-doc4

- Declaração de Antonio Carlos Gusmão dizendo que vai receber sugestões da sociedade até dia 08 de Março: http://bit.ly/meumetro-doc2

Parceiros de campanha:

ANIMA LEBLON – Associação de Moradores do Leblon

As maiores reviravoltas da história do futebol europeu: grandes viradas

08 de março de 2012 0

Ao longo de mais de 50 anos, a Liga dos Campeões da Europa (outrora chamada de Copa dos Campeões da Europa) já vivenciou diversas viradas de expectativa. Isto quase ocorreu na última semana, quando o Arsenal fez 3×0 no Milan depois de ter levado 4×0 no jogo de ida em Milão. A quase reviravolta depois de levar quatro gols já ocorreu antes, e várias vezes.

Vamos à listinha? Valendo Liga dos Campeões, Liga Europa e as extintas Recopa Européia, Copa da UEFA e Copa dos Campeões. Das histórias, a mais sensacional é a do Metz em 1985, que reverteu um 4×2 em casa para 4×1 em pleno Camp Nou contra o todo-poderoso Barcelona.

AS MAIORES VIRADAS DA HISTÓRIA

  • Schalke 04-ALE OCI 3×0 KB-DIN (2×5 no jogo de ida e 3×1 para os alemães-ocidentais na partida desempate) - Copa dos Campeões 1958/59
  • Leixões-POR 5×0 La Chaux-de-Fonds-SUI (2×6 no jogo de ida) – Recopa Européia 1961/62
  • Real Madrid-ESP 5×1 Derby County-ING (1×4 no jogo de ida) - Copa dos Campeões 1975/76
  • Partizan Belgrado-IUG 4×0 Queens Park Rangers-ING (2×6 no jogo de ida) – Copa da UEFA 1984/85 *
  • Barcelona-ESP 1×4 Metz-FRA (4×2 no jogo de ida) - Recopa Européia 1984-85
  • Real Madrid-ESP 4×0 Borussia Moechengladbach-ALE OCI (1×5 no jogo de ida) – Copa da UEFA 1985/86 *
  • Barcelona-ESP 3×0 IFK Gotenborg-SUE (0×3 no jogo de ida) - Copa dos Campeões 1985/86
  • Werder Bremen-ALE 5×0 Dínamo Berlim-ALE ORI (0×3 no jogo de ida) - Copa dos Campeões 1987/88
  • Bayer Leverkusen-ALE 3×0 Espanyol-ESP (0×3 no jogo de ida)- Copa da UEFA 1987/88 **
  • Deportivo La Coruña-ESP 4×0 Milan-ITA (1×4 no jogo de ida) - Liga dos Campeões 2003/04
  • Fulham-ING 4×1 Juventus-ITA (1×3 no jogo de ida) – Liga Europa 2009/10
    OBS: * = Classificado no critério de gols fora
    OBS: ** = Classificado nos pênaltis

Jogador leva cotovelada, fratura vértebra, desmaia e é expulso por simulação!

06 de março de 2012 0

Esta é para entrar nos anais da arbitragem mundial: um jogador é covardemente atingido, e tem que ser levado para o hospital. Mas antes de sair de campo, recebe um segundo amarelo e vai expulso!

No jogo Templeuve 1×2 Union Sportive Genly Quévy-89, pela quinta divisão do futebol belga, o meia Julien Lecomte levou uma cotovelada em uma disputa na área do time visitante e caiu desacordado. Pênalti claro, expulsão do agressor, certo? Não para o árbitro, que considerou ter sido uma simulação!



Lecomte foi levado para uma ambulância de maca, e depois conduzido a um hospital. Mas antes de sair, levou o segundo amarelo e foi expulso pelo bizarro árbitro. Reparem na incredulidade dos médicos e na revolta dos jogadores do Templeuve com o incidente. A lesão de Lecomte foi séria: ele sofreu fratura vertebral tripla  e não tem previsão de retorno aos gramados.

O jogo ocorreu há duas semanas, e o Templeuve é o vice-líder da divisão provincial de futebol belga. O Quévy-89 está em 5° lugar.

A dica do post foi do amigo pernambucano (e torcedor do Santa Cruz), Sérgio Pinho Alves!

'Gol contra' bizarro decide jogo do Estudiantes no Clausura Argentino

05 de março de 2012 0

Um golaço CONTRA definiu a partida San Martín 0×1 Estudiantes neste domingo pelo Campeonato Clausura de futebol da Argentina. O autor da ‘façanha’ foi o zagueiro Diego Sosa, que errou ao afastar e fez uma bobagem monumental aos 17 minutos do primeiro tempo. Ainda aos 17 miutos, o goleiro Luciano Pocrjnic fez uma defesa sensacional em chute de Mauro Boselli, mas aí isto aconteceu:

O San Martín ficou com seis pontos em quatro jogos, sendo superado pelo Estudiantes, agora com oito pontos.