Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 17 outubro 2012

RACISMO: Torcida imita "macaco" e gera caos no jogo Sérvia x Inglaterra

17 de outubro de 2012 15

Mais um lamentável incidente de racismo ocorreu em jogo do Campeonato Europeu Sub-21. A Inglaterra venceu a Sérvia por 1×0 em Krusevac, jogo válido pelo mata-mata da competição. Durante todo o jogo, especialmente ao final da partida, jogadores ingleses negros sofreram abuso verbal racial: parte dos torcedores sérvios imitavam o som de macaco, “uh uh uh“. Connor Wickham marcou o gol da vitória dos ingleses aos 50 minutos do segundo tempo, gol que gerou uma confusão generalizada principalmente com um atleta inglês negro, ofendido desde antes do jogo começar.

O defensor Danny Rose disse que os problemas começaram no aquecimento do jogo. “No primeiro tempo, em uma cobrança de lateral, imitaram o som de macaco. Mas no segundo tempo foi muito pior: além do som de macaco a cada toque na bola, sem nenhuma ação do juiz. Depois de 60 minutos de jogo eu só conseguia pensar no assunto. Além disto, atiraram duas vezes objetos na minha cabeça“.

Após o gol da vitória nos acréscimos, Rose extravasou e gritou na frente dos atletas sérvios, além de chutar  bola para longe. Então o juiz tomou uma atitude: expulsou o atleta! Revoltado, Rose disse sobre os sérvios: “eles tem que ser banidos!“. Vejam imagens da briga:

E a repercussão? Integrantes da Federação Inglesa informaram sobre os incidentes e que o diretor-técnico da Sérvia, o ex-atacante Savo Milosevic, foi ao vestiário pedir desculpas por um eventual comportamento inadequado. Até o Ministro dos Esportes, Hugh Robertson, exigiu formalmente um posicionamento dos dirigentes do futebol europeu.  O ex-craque inglês Paul Ince, primeiro negro capitão do “English Team”, foi mais além: para ele, a Sérvia deve ser banida dos próximos 10 campeonatos europeus e eliminatórias da Copa do Mundo.

Porém hoje o escândalo foi mais além. A Federação Sérvia de Futebol NEGOU ENFATICAMENTE que houvesse havia racismo no jogo, em linhas gerais disse isto em seu site oficial: “A Federação Sérvia absolutamente rejeita a informação de que tenha ocorrido incidência de racismo antes e durante o jogo no estádio em Krusevac. Fazer conexão entre o incidente, uma briga entre os dois times, e racismo, não tem nenhum fundamento e é um ato de total malevolência”

“Lamentavelmente ocorreram cenas ao final do jogo que não deveriam ser vistas em um campo de futebol. Independentemente da abertura ou não de um inquérito por parte da UEFA. Iremos investigar os incidentes, identificar os culpados pela briga e puni-los, esperando o mesmo da Federação Inglesa, “, completa o manifesto oficial.

Só que isto não faz o menor sentido. Escutem o vídeo a seguir:

Muito da culpa de tudo isto é, além de obviamente da parcela racista dos sérvios, do juiz turco Huseyin Gocek. Ele deveria ter tido coragem e suspenso o jogo ao sinal da primeira provocação de maior expressão, solicitando apoio policial. Se nada fosse feito, cancelava a partida, o que ele tem autonomia para proceder. Mas preferiu se omitir.