Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de novembro 2012

TÚNEL DO TEMPO: Há dez anos, morria o jovem atacante Mahicon Librelato

28 de novembro de 2012 10

Peço uma licença poética e reproduzir um texto antigo meu. Há exatos 10 anos, em uma curva da Avenida Beira-Mar em Florianópois, o Internacional perdia seu mais promissor jogador: Mahicon Librelato. Duas semanas antes havia salvado o clube do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2002, em uma calorenta tarde de Belém contra o Paysandú:

Librelato comemora seu último gol na vida - Foto:Fernando Gomes/ZH

Técnico e raçudo, Librelato caiu nas graças da torcida. Foi o único atleta comprado em definitivo no dramático e complicado primeiro ano da “Era Fernando Carvalho” no Internacional.

O sentimento daquele dia pode fazer uma maior justiça ao que senti e ainda sinto. Então vou reproduzir o e-mail que escrevi cerca de 1 hora após saber da morte dele por uma página de jornal que, em um primeiro momento, eu simplesmente não acreditei. Em homenagem ao jovem ídolo, uma faixa singela há muitos anos perdura no Beira-Rio:

Librelato VIVE7 - Foto: www.scinternacional.net

Então, deixo aqui a redação que escrevi há dez anos, ainda estudante na UFRGS, ainda solteiro, ainda com cabelos e mais jovem:

Sex, 29 de Nov de 2002 8:14 am
“Alexandre Perin”

Assunto:

Ano passado soube que o Grêmio queria um centroavante do Criciúma, seu nome era esquisito. Mahicon Librelato. Como o Cruzeiro também o quis, pensei: deve ter algo bom aí

Passei a cuidar ele na Série B. Vi muitos jogos no PPV, alguns do Criciúma. Mesmo sendo um time horrível, via que ele jogava boas partidas e sempre marcava um golzinho. No dia da última rodada, ele marcou o gol da salvação jogando com o ombro deslocado e salvou o Tigre da Série C.

Começaram os boatos de que o Inter e o Grêmio tentariam trazê-lo. O Cruzeiro desistira pelo passe alto. O Eduardo Jordão, amigo de longa data, sempre dizia: POR FAVOR, CONTRATEM ELE, JOGA MUITO. E eu concordava com ele.

Depois de uma arrastada negociação, batido o martelo: 750 mil reais, mais o passe de Paulo César e André Gheller e mais os empréstimos de Juca e Thiago Belmonte até junho de 2003.

Librelato, ainda se recuperando do ombro deslocado, só entraria no time em abril. Seu primeiro jogo, perdemos por 2×1 para o Atlético-MG mas ele marcou o gol. Depois marcaria no jogo seguinte, também contra o Galo e na Copa do Brasil. Fez outro contra seu ex-time, o Criciúma.

Como o semestre acabou ali, o Inter foi jogar amistosos. Ele não fez gol em amistoso, então perdeu a vaga no time titular. Recuperou só na metade do Brasileirão. Fez gols contra o Santos, Bahia, Portuguesa, Goiás, Atlético-PR… Mas o Inter seguia perto da zona de desespero.

Ao final do jogo contra o Cruzeiro, a imagem mais marcante era de Librelato, um catarinense que tinha se identificado com o Internacional, chorando copiosamente assim como milhares de torcedores nas arquibancadas e milhões pelo mundo afora.

Então, naquela tarde de 17 de novembro, ele começou a redenção colorada. Marcou o primeiro gol da vitória sobre o Paysandu. O pesadelo terminava ali, e ele era um dos responsáveis pelo salvamento.

Ontem, em uma chuva torrencial na capital dos catarinenses, seu carro caiu no mar e ele morreu.
Nunca tinha visto um jogador do Inter morrer.

É uma sensação ruim. Ruim não, péssima. Ainda mais quando era um jogador do clube, identificado, jovem, com um potencial imenso e que a torcida tinha grande carinho.

Aí, pessoal, dói bem mais…

É, amigos…

Tem coisas que só acontecem com o Internacional. Às vezes chega a ficar difícil continuar acreditando, mas eu continuo.

A fé colorada removeu montanhas ao longo da história, e um dia isto terá que ser premiado novamente,

Alexandre Perin
*****************************
Ciência da Computação
UFRGS-Brasil ICQ : 16295501

http://perin.malukices.com

LEIA TAMBÉM

Final da Copa FGF: Pênalti escandaloso não-marcado por Vuaden a favor do Xavante

26 de novembro de 2012 15

O Juventude empatou em 0×0 com o Brasil de Pelotas no último domingo em pleno estádio Bento Freitas e conquistou a Copa FGF “Hélio Dourado”. O título deu ao “Papo” uma vaga na Série D 2013.

Brasil e Juventude decidiram a Copa FGF - Crédito: Porthus Junior/Agência RBS

Porém o jogo foi marcado por uma penalidade simplesmente escandalosa não marcada pelo árbitro FIFA Leandro Vuaden. Em um escanteio ainda no primeiro tempo, Vuaden não viu isto:

HISTÓRICO: Felipe Melo vai para o gol e pega pênalti no último minuto na Turquia!

24 de novembro de 2012 3

O volante Felipe Melo jamais vai esquecer o dia 24 de novembro de 2012. Jogador do Galatasaray, da Turquia, o brasileiro garantiu a vitória fora de casa por 1×0 contra o Elazigspor, da maneira mais inusitada possível: pegando um pênalti nos acréscimos. Como prêmio, manteve o time de Istambul na liderança do Campeonato Turco com 25 pontos. O gol da partida foi marcado por Yekta Kurtulus,no início do 2º tempo.

Felipe Melo comemora ao final do jogo - Reprodução site oficial Galatasaray - http://www.galatasaray.org/

O goleiro uruguaio Fernando Muslera foi expulso após cometer pênalti no finalzinho do jogo e, como o Galatasaray já havia feito as 3 substituições, um jogador de linha foi para o gol. O escolhido foi o brasileiro Felipe Melo, que pulou no lado direito e pegou a cobrança de Türkdogan. Vejam o lance histórico:

Fair-Play às avessas: Luiz Adriano faz gol legal, mas imoral na Liga dos Campeões

21 de novembro de 2012 6

Simplesmente lamentável o que o atacante brasileiro Luiz Adriano, do ucraniano Shakhtar Donetsk, fez ontem na vitória de 5×2 contra o dinamarquês Nördsjaelland, pela quinta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Quando o jogo estava 1×0, ainda no primeiro tempo, Luiz Adriano aproveitou uma devolução de bola escancarada para marcar um gol, sob os olhares atônitos dos dinamarqueses.

Pior, o time depois tentou deixar o adversário fazer um gol e um zagueiro impediu. Vejam o lance.

Há alguns anos, meu amigo Alexandre Limeira me demonstrou que o excesso de fair-play acaba jogando contra o andamento da partida, pois aumenta o número de interrupções e de ‘cêra técnica’. Isto fica exemplificado ao ver vídeos de jogos dos anos 80 e 90. Passei a defender a idéia e quanto mais observo os jogos atuais, mais fica claro o problema.

Parkhurst revoltado com Luiz Adriano - Lars Poulsen / AP

Hoje li um texto do amigo Vicente Fonseca, que também tem um posicionamento semelhante, falando que exatamente os defensores da “redução do fair-play” é que ficarão prejudicados por uma atitude como a do ex-atacante colorado. Vejam seus argumentos em “Gol Contra”.

Outras histórias eu já contei aqui no Almanaque, vou resumir nos links abaixo:

DRAMA EM BOGOTÁ: Grêmio aumenta sina de fracassos em território colombiano

16 de novembro de 2012 9

A dramática, e polêmica, eliminação na Copa Sul-Americana contra o Millionários-COL deixou a torcida do Grêmio com um sabor amargo. Se existe algum lugar no qual o Tricolor gaúcho não tem muita sorte é na Colômbia em competições sul-americanas.

Rentería elimina Grêmio e segue a sina na Colômbia - Foto: AFP PHOTO/Luis Acosta

É verdade que conquistou a Libertadores de 1995 contra o Nacional de Medellín em um empate de 1×1, após 3×1 no jogo de ida no estádio Olímpico. Mas o retrospecto global contra times colombianos é catastrófico fora de casa: 8 derrotas, 1 empate e 1 única vitória, em 2009 contra o Boyacá Chicó.

Foram três eliminações em competições de mata-mata, a mais dramática nas semifinais de 1996 contra o América de Cali e igualmente de virada por 3×1 após um 1×0 em casa no jogo de ida. Na ocasião, o zagueiro Bermúdez, que marcou era no Boca Juniors de Carlos Bianchi, fez dois gols:

No Olímpico, em compensação, o Grêmio jamais perdeu: foram 7 vitórias e 2 empates.

VEJA TODOS OS CONFRONTOS

Copa Libertadores 1983 – Triangular semifinal
  • América de Cali 1 x 0 Grêmio, Grêmio 2 x 1 América de Cali
Copa Libertadores 1995 – Finais
  • Grêmio 3 x 1 Atlético Nacional, Atlético Nacional 1 x 1 Grêmio

Copa Libertadores 1996 – Semifinais

  • Grêmio 1 x 0 América de Cali, América de Cali 3 x 1 Grêmio
Supercopa 1997 – Primeira fase
  • Grêmio 2 x 2 Atlético Nacional, Atlético Nacional 3 x 1 Grêmio
Copa Libertadores 2003 – Quartas-de-finais
  • Grêmio 2 x 2 Independiente Medellín, Independiente Medellín 2 x 1 Grêmio

Copa Libertadores 2007 – Primeira fase

  • Grêmio 0 x 0 Cucuta, Tolima 1 x 0 Grêmio, Grêmio 1 x 0 Tolima, Cucuta 3 x 1 Grêmio
Copa Libertadores 2009 – Primeira fase
  • Boyacá Chicó 0 x 1 Grêmio, Grêmio 3 x 0 Boyacá Chicó

Copa Libertadores 2011 – Primeira fase

  • Atlético Júnior 2 x 1 Grêmio, Grêmio 2 x 0 Atlético Júnior

Copa Sul-Americana 2012 – Quartas-de-finais

  • Grêmio 1×0 Millionários, Millionários 3×1 Grêmio

Ibrahimovic marca 4 gols contra Inglaterra! O último de bicicleta fora da área!!!

15 de novembro de 2012 0

A fase do sueco Zlatan Ibrahimovic é simplesmente iluminada. Semana passada, 4 assistências em uma goleada do PSG sobre o Dínamo Zagreb por 4×0. E nesta quarta-feira, o primeiro jogador a marcar quatro gols na Seleção Inglesa em um único jogo, vitória de 4×2 em Estocolmo em amistoso internacional. Detalhe: o último gol dele foi simplesmente magistral: uma BICICLETA de fora da área!

O jogo era a inauguração da moderníssima Friends Arena em Estocolomo, que substiuiu o demolido estádio Rasunda. Também serviria para para comemorar as 100 partidas da lenda Steven Gerrard pela Seleção da Inglaterra. Destaques do Campeonato Inglês, os garotos Steven Caulker, Wilfried Zaha e Rasheen Sterling começam a sedimentar seu caminho no cenário internacional. Tudo isto foi ofuscado pela noite mágica de Ibra…

Ibrahimovic comemora seu gol lendário - Foto:FREDRIK SANDBERG / SCANPIX SWEDEN / AFP

Ibrahimovic comemora seu gol lendário - Foto: FREDRIK SANDBERG / SCANPIX SWEDEN / AFP

Sofrendo com a grama solta no novo estádio, os jogadores fizeram um jogo de alto nível, digno do novo estádio. Ibrahimovic abriu o marcador aos 20 minutos driblando a zaga inglesa, mas Danny Welbeck e Steven Caulker viraram para os ingleses aos 35 e 38 minutos da etapa inicial. O homenageado da noite, Gerrard, saiu com o time ganhando aos 28 minutos do segundo tempo.

Então Ibrahimovic deu um show: aos 32 minutos do segundo tempo, dominando no peito e marcando com estilo, sem deixar a bola cair. Não satisfeito, aos 37 do segundo tempo, marcou um golaço de falta virando para os suecos. Nos acréscimos, o lance magistral: o goleiro Joe Hart saiu de cabeça fora da área e deixou o gol desguarnecido. Ibrahimovic, de costas, desferiu uma bicicleta na diagonal da área e a bola entrou direto. Até os suecos, normalmente comedidos, enlouqueceram:

Gol antológico "a la Van Basten" coloca ex-colorado Taison em destaque na Europa

09 de novembro de 2012 3

Um gol simplesmente monumental do atacante Taison, campeão da Libertadores pelo Internacional em 2010, foi notícia destaque de todos os principais sites da Europa. O atacante do Metalist Kharkiv enfiou um petardo, sem ângulo e sem deixar a bola cair, na gaveta do goleiro Alexsander Hansen na vitória de 3×1 sobre o Rosenborg, da Noruega.

Taison e "gol do século" - Reprodução site www.uefa.com

Taison e "gol do século" - Reprodução site www.uefa.com

O mais curioso é que o gol é simplesmente idêntico ao gol da lenda holandesa Marco Van Basten na final da Eurocopa de 1988 contra a União Soviética. Ontem, os quatro minutos do primeiro tempo, o brasileiro Fininho (ex-Corinthians) cruzou e o “Nego Taison”, como era chamado no Beira-Rio, fez isto:

O jogo foi válido pela Liga Europa, grupo K e o Metalist é o vice-líder com 10 pontos, atrás do Bayer Leverkusen-ALE apenas no saldo de gols. Rosenborg e Rapid Viena-AUT tem 3 pontos.

Gaúchos se destacam em maior torneio de vôlei do país: 1 título e 5 pódios

04 de novembro de 2012 7

A Taça Paraná, principal competição de vôlei do Brasil em categorias de base, se encerrou neste sábado no Ginásio Tarumã em Curitiba com as finais da seis modalidades envolvidas. Foram mais de 400 jogos na capital paranaense envolvendo equipes de todo o país nas categorias mirim, infantil e infanto-juvenil, masculino e feminino.

Os troféus dos campeões da 12º Taça Paraná - Foto: Divulgação Federação Paranaense de Vôlei

Os troféus dos campeões da 12º Taça Paraná - Foto: Divulgação Federação Paranaense de Vôlei

O vôlei gaúcho, um dos mais fortes do país, conquistou um título e subiu ao pódio em quase todas as outras categorias, nesta que foi a 12º edição do torneio. O único time gaúcho campeão foi na categoria infantil masculino, vitória da SOGIPA sobre o Círculo Militar/Dom Bosco-DF por 3×2. Depois da vitória, o time treinado pelo sempre competente Marcão, imitou os ídolos do profissional e fez o já conhecido “peixinho da vitória“, seguido pelo hino do Rio Grande do Sul. Curtam a festa da gurizada:


O maior vencedor deste ano foi novamente o Fluminense, repetindo o feito de 2010: o time carioca venceu 3 finais e ficou em segundo lugar em mais uma decisão, perdendo para o Tijucas/RJ a final do Infanto-Juvenil masculino. A SOGIPA e o União, ambos de Porto Alegre, perderam suas respectivas finais (veja quadro abaixo) justamente para o Fluminense.

A Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo e a APAAVOLEI/Marcopolo de Caxias do Sul também subiram ao pódio. Outros dois times gaúchos que disputaram a competição foram o Colégio Sinodal, de São Leopoldo, e o Colégio Martin Luther, de Estrela.

TODOS OS CAMPEÕES

  • Mirim masculino: não tivemos gaúchos no pódio.
  • Mirim feminino – 3º lugar SOGIPA (Porto Alegre)
  • Infantil masculino – 1º lugar SOGIPA (Porto Alegre)
  • Infantil feminino – 2º lugar Grêmio Náutico União (Porto Alegre)
  • Infantil masculino – 3º lugar: Sociedade Ginástica (Novo Hamburgo)
  • Infanto-Juvenil masculino: 3º lugar APAAVOLEI/Marcopolo (Caxias do Sul)
  • Infanto-Juvenil feminino: 2º lugar SOGIPA (Porto Alegre)
PREMIAÇÕES INDIVIDUAIS
  • Melhor atacante Infantil masculino: Bruno (SOGIPA)
  • Melhor levantadora Infantil Feminino: Julia (Grêmio Náutico União)
  • Melhor levantador Infantil: Pietro (SOGIPA)
  • Melhor jogadora Infanto: Caroline (SOGIPA)
  • Melhor jogadora Infantil: Paloma ( Grêmio Náutico União)

INGLATERRA: O que está acontecendo? 21 gols em 2 jogos na Copa da Liga!

02 de novembro de 2012 5

Em um dos mais inacreditáveis jogos da história do futebol inglês, o Arsenal bateu o Reading, fora de casa, por impressionantes 7×5 em jogo válido pela Copa da Liga Inglesa. O mais incrível é que o Arsenal perdia por 4×0 até 44 minutos do primeiro tempo, quando Theo Walcott descontou. No intervalo, delírio em Reading e desespero da torcida do Arsenal. O criticadíssimo atacante Marroukh Chamakh era o mais visado.

No segundo tempo a reação foi impressionante, com mais três gols em sequência até o placar ficar em 4×4, com direito a gol aos 44 e outro aos 49min55s do segundo tempo em prol dos visitantes!!!

Na prorrogação, o corneteado Chamakh fez 5×4 mas o Reading ainda empatou de novo, 5×5! No últimos dois minutos, Walcott e de novo Chamakh fecharam o placar em estrondosos 7×5.

Confiram aqui todos os gols do jogo:

Copa da Liga Inglesa: Gols de Reading 5 x 7 Arsenal

O site “101 Great Goals” separou os tuits mais engraçados citados durante o jogo, quando o gigante da capital perdia de goleada. Selecionei os melhores:

  • Se Chamakh fizer um gol, eu como cocô de cachorro” – @seangooner
  • Me sinto fisicamente doente. O time inteiro do Arsenal deveria ser levado no intervalo e afundado no Tâmisa com força. E depois levar um tiro” – @dpmcbride
  • Se Chamakh fizer um gol, eu como meu cocô” – @lukehines
  • Se o Arsenal vencer e Chamakh fizer um gol eu vou tatuar seu nome na minha testa” – @BillyBishop01 (BEJO amigo @eduknijinik)

O mais incrível é que no dia seguinte, depois de 12 gols no jogo do Arsenal, o rival Chelsea bateu o Manchester United, também na prorrogação, por estrondosos 5×4.

Em um jogo repleto de viradas, o Manchester United saiu vencendo, levou a virada e o jogo foi para o tempo extra em um frenético 3×3. Lá o Chelsea fez 2×1 e saiu com a vitória, contando com gols dos brazucas David Luiz e Ramires (este na prorrogação). Simplesmente sensacional!

Copa da Liga Inglesa: Gols de Chelsea 5 x 4 Manchester United