Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Entrada criminosa em Ronaldinho lembra lances de Dinho e Bolívar

27 de fevereiro de 2013 10

Nesta terça-feira, no massacre de 5×2 do Atlético-MG contra o Arsenal de Sarandí, tivemos um legítimo Tributo ao Carrinho(alô Richard Ducker!). Diego Braghieri acertou uma entrada inaceitável sobre Ronaldinho, com o placar já em 5×2, aos 43 do 2º tempo. O juiz marcou pênalti mas não deu o mais que merecido cartão vermelho. E R10 ainda errou a cobrança… Vejam o lance:

Em 1995, o volante Dinho desferiu uma entrada criminosa no meia Negretti, do Bragantino, na derrota de 2×0 pelo Campeonato Brasileiro.  Depois de levar uma bola no meio das pernas, já perdendo o jogo, Dinho acertou no atleta do time paulista.

Dinho foi expulso, e o jogador adversário ficou fora do Campeonato Brasileiro por ter sofrido uma lesão nos ligamentos do joelho. Alguns meses depois, até como gratidão, Negretti seria contratado pelo Grêmio e fez gol na estréia, vitória contra o São Luiz de Ijuí pelo Gauchão.

Dinho x Negretti em 1995 - Arquivo Zero Hora

Em 2012, o zagueiro colorado Bolívar fez algo muito semelhante no Beira-Rio, vitória de 1×0 contra o Bahia. Ele deu um carrinho no joelho do jovem Dodô, que teve rompimento dos ligamentos do joelho. Bolívar, ao contrário de Dinho e assim como Bragheri, não foi expulso:

Comentários (10)

  • Caldeira diz: 27 de fevereiro de 2013

    Em relação ao lance do Bolivar, por acaso o árbitro do jogo não foi o famigerado Carlos Simon? Coincidentemente ontem ele foi o comentarista de arbitragem da Fox no jogo do galo mineiro. E, para não perder o hábito, houve um penalti de um zagueiro atleticano num atacante do Arsenal, cometido muito sutilmente mas que o replay mostrou claramente a infração. No entanto, sua senhoria o comentarista de arbitragem, o todo poderoso, vaidoso e prepotente Simon disse que não houve nada. Mais tarde disse uma verdadeira pérola quando um atacante do Arsenal foi visivelmente abraçado e derrubado na área durante um escanteio: disse o incesado mestre do apito: ” isso é prática comum no Brasi,portanto não é penalidade máxima. (O jogo foi na Argentina, permita-me lembrar). O Simon foi um árbitro muito compentente, no entanto, quanto a honestidae…. é melhor deixar assim.

  • Paulo diz: 27 de fevereiro de 2013

    No lance do Bolivar, o juiz não podia ser o Simon, por ele ser árbitro gaúcho. Aliás, talvez o pior de todos os tempos, nunca entendi como um árbitro tão ruim e prepotente chegou a FIFA…

  • Marco Aurelio – Colorado diz: 28 de fevereiro de 2013

    Carlos Simon foi excelente juiz, há uns 02 anos apitou o clássico e deu show.
    Baita juiz. Para gremista ou ganha, empata ou é roubado. é sempre um chororo !!

  • rudi diz: 28 de fevereiro de 2013

    Bolívar acertou a bola num lance dividido igual a muitos de que participei. A lesão foi um acidente comum em esportes de contato. Incomum é a perseguição a um profissional que não tem um prontuário de violência. Foi classificado como violento, velho, de baixa qualidade e como líder negativo. Gostaria de saber qual seu pecado para merecer tudo isto.

  • Raphael diz: 28 de fevereiro de 2013

    Cardeira, não sou apreciador das arbitragens do Simon, vulgo ensaboado. Mas ontem ele disse que não havia sido penalidade, no entanto, após o replay, ele se retratou dizendo que foi falta no jogador do Arsenal. Você não deve ter visto esta parte.

  • Coice nos Peito diz: 28 de fevereiro de 2013

    Caldeira, não era o Simon que estava apitando o jogo Inter x Bahia, basta ver o video para perceber.

  • Leonardo Alvez diz: 28 de fevereiro de 2013

    Está errado na implicância com o Simon, Caldeira. Quem apitou o jogo foi o Paulo César Oliveira.
    Bom atleta o Dodô, seria uma boa opção para lateral esquerda do Inter. Eu o buscaria já. Está na Itália.

  • Paulo Roberto Rodrigues onceição diz: 28 de fevereiro de 2013

    Não tenho procuração do Eugênio Simon, mas sou seu amigo e em sua defesa tenho que dizer que se trata de uma pessoa honesta. Não sendo prepotente, somente quem não o conhece pode dizer uma coisa dessas.

  • Sensato diz: 28 de fevereiro de 2013

    a questão do Simon é o seguinte: apesar de honesto e boa pessoa, sempre foi colorado.
    os torcedores do Internacional adoram as arbitragens do Simon. e por quê? porque ele apitou 30 Grenais na fase áurea do Grêmio, o Grêmio venceu 29, todos por 1 a 0 ou 2 a 1, quando, pelo que se via em campo, mereceria golear.
    Seu Carlos Símio deixava a pancadaria comer do lado vermelho, e nos azuis era encostar que ia para a rua.
    para ilustrar isso, lembro de um Grenal no Beira-rio. 1 x 0 Grêmio, gol de Rodrigo Mendes. O técnico do Grêmio era o Tite, e o do Inter, Celso Roth. o gol foi de cabeça, no segundo tempo, enquanto o lateral Cássio era atendido fora do campo. O problema é que, antes do gol, o Inter deveria ter tido expulsos Claiton, Cleitão e principalmente Fernando Baiano, por entradas absolutamente assassinas nos jogadores Rodrigo Fabri e R. Mendes.
    mas Simon sempre foi muito bom tecnicamente. e é um cara legal. mesmo.
    quem afirma isso – eu, no caso – foi muito roubado por ele, como diz com clareza o Peninha em seu livro.

  • VILSOM ROBERTO FREITAS diz: 28 de fevereiro de 2013

    Gremistas ganham,empatam,são roubados,poupou jogadores ou o campo ta ruim , quanto choro para esses segundinos.

Envie seu Comentário