Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "São Paulo"

Desempenho: Corinthians liderou por 27 rodadas, vejam outras curiosidades

06 de dezembro de 2011 0

Nada mais justo que o título brasileiro de 2011 para o Corinthians. O time de Parque São Jorge liderou o Brasileirão por 27 de 38 rodadas, um aproveitamento realmente espetacular.  Só uma rodada abaixo do G5 (naquela rodada o Vasco não estava entre os melhores), então absolutamente merecido.

Quem realmente bobeou foi o São Paulo, que ficou 29 das 38 rodadas na zona da Libertadores, mas acabou de fora, assim como Botafogo (31 rodadas) e Palmeiras (13 rodadas). Já o Internacional ficou apenas 3 rodadas no G5, e acabou obtendo a vaga. Em uma campanha absolutamente média, o Grêmio ficou 11 rodadas na insossa 12º colocação, posição aliás que acabou encerrando a competição.

Na ponta de baixo, o Atlético-MG ficou 15 rodadas no Z4 e escapou, assim como o Atlético-GO (6 rodadas) e o Cruzeiro (4 rodadas). O Avaí ficou todo o Brasileirão na zona de rebaixamento, sendo rebaixado merecidamente em último lugar. Outro que jamais saiu do Z4 foi o Atlético-PR. Porém foi o América-MG, também rebaixado (e 34 rodadas no Z4), quem ficou mais tempo na lanterna: 21 jogos.

Confira a relação completa (tabela NACOPA.NET):

Mapa do Desempenho - Brasileirão 2011 - Foto: Arquivo Pessoal

Inter conquista terceira classificação consecutiva: veja os recordistas

05 de dezembro de 2011 2
Ao terminar em 5º lugar no Brasileirão 2011, pela primeira vez em sua história, o Internacional obteve a classificação para a Libertadores por três anos consecutivos. O mesmo feito foi obtido pelo Corinthians, que igualmente vai disputar pela primeira vez na história.
Ao entrar em campo pela Copa Libertadores de 2012, o Colorado vai superar os números de 1976/1977 e ainda 2006/2007, quando disputou por dois anos seguidos. Se o Inter foi campeão em 2010, fracassou caindo na 2º fase de 2011.
O recordista isolado é o São Paulo, que disputou por sete anos consecutivos entre 2004 e 2010. Santos, Flamengo, Grêmio e Cruzeiro disputaram por quatro anos seguidos. Já Cruzeiro (de novo), Grêmio (de novo!!),  Palmeiras e o São Paulo (de novo também!) disputaram por três anos consecutivos.
SETE ANOS CONSECUTIVOS
  • São Paulo: 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010
QUATRO ANOS CONSECUTIVOS
  • Santos: 1961, 1962, 1963, 1964
  • Flamengo: 1981, 1982, 1983, 1984
  • Grêmio: 1995, 1996, 1997 e 1998
  • Cruzeiro: 2008, 2009, 2010, 2011

TRÊS ANOS CONSECUTIVOS

  • Cruzeiro: 1975, 1976 e 1977
  • Grêmio: 1982, 1983 e 1984
  • São Paulo: 1992, 1993 e 1994
  • Palmeiras: 1999, 2000 e 2001
  • Corinthians: 2010, 2011 e 2012
  • Internacional: 2010, 2011 e 2012

OBS: em negrito os títulos nos períodos citados.

OBS2: Obrigado ao amigo Marcelo Bechler que me corrigiu sobre o Cruzeiro

OBS3: Obrigado também ao leitor Leandro Webster por um acréscimo sobre o Grêmio

Escurinho - Gol mais bonito da carreira em 1977

28 de setembro de 2011 0

Ontem a torcida colorada e o mundo do futebol se despediu do bravo Escurinho, vítima de complicações cardíacas após uma longa luta contra o diabetes. Não tenho capacidade de opiniar sobre suas qualidades ou escrever um texto bonito, mas fica aqui minha homenagem.

Para mim o gol mais bonito marcado pelo eterno ídolo colorado é este, mesmo sabendo da bela participação dele no gol histórico de Falcão contra o Atlético-MG, semifinais de 1976. E curiosamente, o gol antológico do “Escuro“, como chamavam seus amigos, saiu em uma derrota.

Na goleada de 4×1 sofrida pelo Internacional contra o São Paulo em pleno Beira-Rio, Escurinho fez isto:

"O Rei das Copas": Inter conquista 15º título em 19 finais desde 2002

25 de agosto de 2011 10

Em 2002, o Internacional voltou a conquistar um título depois de cinco anos. Ok, foi o “Supercampeonato Gaúcho” contra o 15 de Novembro de Campo Bom, enquanto o país acompanhava a Copa do Mundo. De lá para cá, o Colorado viveu os melhores anos de sua história. Nas últimas dez temporadas, conquistou títulos oficiais e amistosos em todos os anos, e ainda as conquistas mais relevantes.

Mais interessante que os 15 títulos, 14 deles oficiais (e mais a amistosa Copa Dubai), é o retrospecto em decisões de mata-mata. Neste período foram 19 finais e apenas quatro vezes o Inter saiu derrotado: Campeonatos Gaúchos de 2006 e 2010; Copa do Brasil de 2009 e Recopa Sul-Americana em 2009.

Grêmio (2x), Corinthians e a L.D.U foram os algozes, enquanto o 15 de Novembro (de Campo Bom-RS, hoje licenciado) foi o freguesão, com três derrotas em finais de Estadual.

Confiram todas as decisões:

2002

  • Campeonato Gaúcho – 15 de Novembro

2003

  • Campeonato Gaúcho – 15 de Novembro

2004

  • Campeonato Gaúcho – Ulbra

2005

  • Campeonato Gaúcho – 15 de Novembro

2006

  • Campeonato Gaúcho – Grêmio
  • Copa Libertadores da América – São Paulo
  • Mundial de Clubes FIFA – Barcelona-ESP

2007

  • Recopa Sul-Americana – Pachuca-MÉX

2008

  • Copa Dubai – Internazionale-ITA (torneio amistoso)
  • Campeonato Gaúcho – Juventude
  • Copa Sul-Americana – Estudiantes de La Plata – ARG

2009

  • Campeonato Gaúcho – Caxias
  • Copa do Brasil – Corinthians
  • Recopa Sul-Americana – L.D.U. – EQU
  • Copa Suruga Bank – Oita Trinita – JAP

2010

  • Campeonato Gaúcho – Grêmio
  • Copa Libertadores – Chivas Guadalajara – MÉX

2011

  • Campeonato Gaúcho – Grêmio
  • Recopa Sul-Americana – Independiente – ARG

Jogadores ainda não aprenderam que Twitter não é penico

10 de janeiro de 2011 7

Não adianta, a inclusão digital proporciona micos de pessoas que não sabem utilizar direito a tecnologia… O último caso ocorreu semana passada na quarta divisão inglesa envolvendo o atleta Marvin Morgan, do Aldershot Town. Substituído durante a derrota de 2×1 para o Hereford, Morgan desabafou no Twitter depois do jogo.

Agradeço aos torcedores que me vaiaram ontem. Sabe o que espero deles? Quero que todos eles morram“, disse Morgan. Obviamente ele foi multado pelo clube (duas semanas de salário), suspenso e colocado à venda.

Nos últimos meses, está crescendo na sociedade uma nova doença, cuja principal consequência é a demissão. Trata-se da ‘incontinência tuitária’, cujo sintoma básico é falar o que não devia no Twitter. Chad Ochocinco, do Cincinatti Bengals (time de futebol americano), ‘tuitou’ durante um jogo e foi multado, assim como Brandon Jennings, do Milwaukee Bucks (time da NBA). Já Brian Ching, jogador de futebol do Houston Dynamos (time da MLS norte-americana) foi multado por criticar um juiz.

Os casos mais famosos no Brasil em 2010 foram o executivo Alex Glikas, torcedor do Corinthians e demitido da Locaweb por ofensas aos torcedores do São Paulo (time patrocinado pela empresa) e da estudante de direito Mayara Petruso, que ofendeu os nordestinos após o 2º turno das eleições. Vários jogadores do Santos, incluindo o astro Neymar, se envolveram em uma polêmica no início de 2010 por utilizar a Twitcam (recurso vinculado ao Twitter) e entrar em conflito com torcedores.

Como eu digo no meu trabalho: ‘MALDITA INCLUSÃO DIGITAL’.

EDITADO: o leitor Adriano lembrou do último caso, ocorrido ontem. O holandês Ryan Babbel, irritadíssimo com a polêmica arbitragem de Howard Webb na derrota de 1×0 do seu Liverpool para o Manchester United, pela 3º fase da Copa da Inglaterra, fez uma montagem no photoshop no qual colocou Webb com a camisa do Manchester. Foi multado pela federação inglesa.  Webb marcou um pênalti discutível no primeiro minuto de jogo, sofrido por Dimitar Berbatov e convertido por Ryan Giggs, e ainda expulsou Steven Gerrard, capitão do Liverpool, ainda no primeiro tempo.

Libertadores 2011 - Ranking de participações de times brasileiros

09 de dezembro de 2010 13

Com a vitória do Independiente na final da Copa Sul-Americana, a última vaga brasileira na Copa Libertadores 2011 ficou com o Grêmio. Sendo assim, os seis times brasileiros na competição serão: Internacional (atual campeão), Santos (campeão da Copa do Brasil), Fluminense (campeão brasileiro), Cruzeiro (vice-campeão), Corinthians (3º colocado) e Grêmio (4º lugar).

Até hoje, 27 times brasileiros disputaram a principal competição continental, com 14 conquistas. Pela primeira vez desde 2003, o São Paulo não irá disputar a competição, na qual é o maior campeão brasileiro (3 conquistas) e time que mais disputou (15 participações). O Palmeiras, que disputou 14 vezes o torneio, também está de fora. Já o Grêmio vai para sua 13º participação, quatro a mais que o Internacional (9 disputas).

Confiram o ranking completo:

  1. São Paulo – 15 disputas – 3 títulos
  2. Palmeiras – 14 disputas – 1 título
  3. Grêmio – 13 disputas – 2 títulos
  4. Cruzeiro – 13 disputas – 2 títulos
  5. Santos – 11 disputas – 2 títulos
  6. Flamengo – 10 disputas – 1 título
  7. Internacional – 9 disputas – 2 títulos
  8. Corinthians – 9 disputas
  9. Vasco da Gama – 7 disputas – 1 título
  10. Atlético-MG – 4 disputas
  11. Atlético-PR – 3 disputas
  12. São Caetano – 3 disputas
  13. Fluminense – 3 disputas
  14. Botafogo – 3 disputas
  15. Guarani – 3 disputas
  16. Bahia – 3 disputas
  17. Sport – 2 disputas
  18. Coritiba – 2 disputas
  19. Criciúma – 1 disputa
  20. Paysandú – 1 disputa
  21. Paraná – 1 disputa
  22. Goiás – 1 disputa
  23. Santo André – 1 disputa
  24. Paulista – 1 disputa
  25. Náutico – 1 disputa
  26. Bangu – 1 disputa
  27. Juventude – 1 disputa

Grêmio e Cruzeiro 'lideram' tabela do returno na Série A, Avaí é apenas o 18º

30 de setembro de 2010 0

O Grêmio lidera a tabela do segundo turno do Campeonato Brasileiro 2010 ao lado do Cruzeiro. Em sete jogos, os dois times obtiveram 16 pontos em 21 possíveis, com vantagem tricolor no saldo de gols (+8 contra +6). Palmeiras e Atlético-PR estão logo atrás com 14 pontos, comprovando a recuperação de ambos nas últimas rodadas.

O líder Fluminense é o 5º com 13, o Corinthians tem 11 pontos em 8º lugar e o Internacional é o 9º com 10. O último colocado é o Grêmio Prudente, com apenas quatro pontos, ele que é também o lanterna do Brasileirão. Seguido de perto pelo Atlético-MG, com cinco, e o Avaí com iguais cinco pontos em 18º lugar.

Confiram a tabela completa, cortesia da planilha do http://tabelasdefutebol.blogspot.com

Returno do Brasileirão - Arquivo Pessoal

Qual jogador brasileiro ganhou mais Libertadores? Vocês nem imaginam...

27 de agosto de 2010 23

Esta pouca gente deve saber… Estou criando um levantamento que mostra os atletas brasileiros com mais títulos de Libertadores no currículo. Na minha análise, só considerarei atletas com três ou mais títulos. Evidentemente está incompleto, e por isto preciso da ajuda dos meus leitores.

Vítor, o único brazuca tetracampeão da Libertadores

Palhinha? Dinho? Fabiano Eller? que nada! O jogador do futebol brasileiro com mais títulos de Copa Libertadores da América é o discutível lateral-direito Vítor. Reserva do lendário Cafú em 1992 pelo São Paulo, Vítor foi titular na conquista de 1993 do tricolor paulista. Como titular, foi campeão ainda em 1997 pelo Cruzeiro e no ano seguinte pelo Vasco da Gama. Com restrições técnicas, sempre foi um jogador voluntarioso e muito disciplinado, sendo uma peça de confiança dos treinadores.

Três treinadores brasileiros conquistaram a Libertadores duas vezes: Luís Felipe Scolari (Grêmio 1995 e Palmeiras 1999), Paulo Autuori (Cruzeiro 1997 e São Paulo 2005) e o Mestre Telê Santana (São Paulo 1992 e 1993). EDITADO: o amigo Paulo César Filho lembrou de Lula, técnico campeão pelo Santos em 1962 e 1963.

TETRACAMPEÃO DA AMÉRICA

  • Vítor - 1992 e 1993 (ambos com o São Paulo), 1997 (Cruzeiro) e 1998 (Vasco da Gama)

TRICAMPEÃO DA AMÉRICA

  • Dinho - 1992 e 1993 (ambos com o São Paulo), 1995 (Grêmio)
  • Elivélton - 1992 e 1993 (ambos com o São Paulo), 1997 (Cruzeiro)
  • Fabiano Eller – 1998 (Vasco da Gama), 2006 e 2010 (ambos com o Internacional)
  • Palhinha - 1992 e 1993 (ambos com o São Paulo), 1997 (Cruzeiro)
  • Ronaldo Luiz – 1992 e 1993 (ambos com o São Paulo), 1998 (Vasco da Gama)


Lembram de outros? Me ajudem!

Seleção Brasileira: Na trajetória do penta, sempre havia um jogador de Palmeiras e São Paulo

18 de maio de 2010 1

Se a Seleção Brasileira quer conquistar o hexacampeonato mundial, terá que superar uma escrita curiosa. Até hoje, em todas as cinco conquistas anteriores, o Brasil teve um jogador do São Paulo e do Palmeiras no elenco do Mundial. Curiosamente, quase sempre como reservas.

A curiosa estatística começou em 1958, com Dino Sani, De Sordi e Mauro, os dois primeiros titulares que perderam a posição e o último reserva. Em 1962, no Chile, Bellini e Jurandir, todos reservas. Em 1970, Gérson era titular absoluto do time.

No tetracampeonato, cujo capitão era justamente o atual treinador Dunga, haviam três tricolores paulistas, todos reservas: Zetti, Cafú e Muller. Mas Cafú jogou a final substituindo o lesionado Jorginho (auxiliar-técnico de Dunga hoje). Em 2002 também era um trio e igualmente de reservas: Rogério Ceni, Belletti e Kaká.

Com o Palmeiras, a mesma coisa: em 1958 o reserva Mazzola, enquanto no Chile tinhamos os titulares Djalma Santos e Vavá, mais o reserva Zequinha. Em 1970, o zagueiro reserva Baldocchi e o jovem goleiro Leão estava no banco do tricampeonato no México. Já em 1994 Zinho e Mazinho eram titulares na última partida. Finalizando, em 2002 o campeão mundial Marcos era o titular absoluto e destaque do Brasil no título do Penta.

O Botafogo é o time brasileiro com o maior número de atletas convocados para Copas do Mundo: 46 jogadores. Porém não havia nenhum botafoguense em 1994 e tampouco em 2002.

Os números da dupla Gre-Nal são pobres: o Internacional tem oito convocados (o último foi Taffarel em 1990 e antes dele Mauro Galvão em 1986).

Já o Grêmio teve sete convocados (os últimos foram Polga e Luizão em 2002). Porém o Grêmio foi o único gaúcho com campeão mundial jogando pelo clube como titular: Everaldo, em 1970 e igualmente no México. Além dele, os mesmos Polga e Luizão jogaram em 2002, mas eram reservas.

Vejam os números completos:

  1. Botafogo – 46
  2. São Paulo – 42
  3. Flamengo – 33
  4. Vasco – 32
  5. Fluminense – 30
  6. Palmeiras e Santos – 24
  7. Corinthians – 23
  8. Cruzeiro – 11
  9. Atlético-MG – 10
  10. Internacional – 8
  11. Grêmio – 7
  12. Portuguesa – 6
  13. Ponte Preta e São Cristóvão – 5
  14. Bangu – 4
  15. América – 3
  16. Americano (RJ), Atlético-PR, Goytacaz (RJ), Guarani, Portuguesa Santista e Ypiranga (Niterói-RJ) – 1

SELEÇÃO BRASILEIRA: São Paulo lidera ranking de convocações

18 de maio de 2010 35

O São Paulo Futebol Clube é o time brasileiro com o maior número de atletas convocados e efetivamente para jogos da Seleção Brasileira. O time do Morumbi tem 932 escalações de atletas para jogos oficiais do Brasil. Ele é seguido, de longe, pelo Flamengo com 840 convocados. O Botafogo é o terceiro com 805, o Corinthians o quarto com 747 e o Santos em quinto com 742.

Brasil pentacampeão em 2002: três jogadores do São Paulo - Reprodução ZH

Curiosamente, para o Mundial de 2010 não temos nenhum são-paulino convocado. Se o Brasil for hexacampeão, será a primeira vez que não terá no elenco nenhum jogador do Morumbi.

O Internacional ocupa apenas o 11° lugar com 296 e o Grêmio vem logo abaixo, com 266 escalações. Interessante o fato da Roma ser o 1° time estrangeiro, já que o clube italiano aposta nos brasileiros desde os tempos de Falcão. Inclusive teve três convocados para o Mundial, dois deles RESERVAS da própria Roma (Doni e Júlio Baptista), enquanto Juan é titular absoluto.

Vejam o ranking com os 20 primeiros (levantamento feito pelo internauta ‘assimquetabom‘):

1. São Paulo – 932 participações

2. Flamengo – 840

3. Botafogo – 805

4. Corinthians – 747

5. Santos – 742

6. Palmeiras – 730

7. Vasco – 700

8. Fluminense – 544

9. Cruzeiro – 389

10. Atlético-MG – 376

11. Internacional – 296

12. Grêmio – 266

13. Roma – 244

14. Real Madrid – 226

15. Milan – 211

16. Internazionale – 183

17. Barcelona – 178

Portuguesa – 178

19. Bayer Leverkusen – 174

20. Bayern München – 129

Veja também em participações de atletas em jogos oficiais e não-oficiais

1. Botafogo – 1.078 participações

2. São Paulo – 1009

3. Flamengo – 945

4. Corinthians – 877

5. Santos – 867

6. Palmeiras – 833

7. Vasco – 825

8. Fluminense – 675

9. Cruzeiro – 446

10. Atlético-MG – 425

11. Internacional – 335

12. Grêmio – 291

13. Roma – 253

14. Real Madrid – 238

15. Milan – 222

16. Portuguesa – 194

17. Internazionale – 190

18. Barcelona – 187

19. Bayer Leverkusen – 182

20. Bayern Munique – 134