Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Frase do dia: Machado de Assis

21 de junho de 2012 1

Foto: reprodução

A literatura brasileira certamente não teria a mesma relevância se não fosse a contribuição decisiva de Joaquim Maria Machado de Assis (1839 – 1908). Não é exagero considerá-lo o maior nome das letras nacionais, e será difícil algum outro autor atingir seu patamar de excelência, influência e permanência.

Carioca de origem humilde, exercitou seu talento nos mais diferentes formatos, da crônica ao conto, do romance à peça de teatro, do jornalismo à poesia. Mais lembrados são seus romances da chamada segunda fase, em que trouxe para a realidade literária brasileira os elementos do realismo – textos magistrais do calibre de Memórias Póstumas de Brás Cubas (1880/1881), Quincas Borba (1891) e Dom Casmurro (1899). É de Brás Cubas, aliás, que vem a frase reproduzida no Almanaque Gaúcho desta quinta-feira (“Matamos o tempo; o tempo nos enterra”).

Mas dificilmente o tempo irá enterrar a importância de Machado, fundador da Academia Brasileira de Letras e inspirador de tantos outros autores e leitores, no Brasil e além.

Clique aqui para ler obras de Machado de Assis em domínio público.

Comentários (1)

  • Marcelo Xavier diz: 21 de junho de 2012

    “Não te irrites se te pagarem mal um benefício; antes cair das nuvens que de um terceiro andar”.

Envie seu Comentário