Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Sabor saudade

02 de julho de 2012 32

Quando, em junho, publicamos um comentário sobre o antigo guaraná da Brahma (aquele do rótulo listradinho), fizemos referência ao primeiro refrigerante de guaraná produzido industrialmente no Brasil, pela fábrica Cyrilla, fundada em 1910 em Santa Maria. Perguntamos quem lembrava do Cyrillinha, e isso despertou nos leitores uma grande saudade deste e de outros refrigerantes que regaram suas infâncias.

Garrafas raras de Crush e Laranjinha. Foto: Ricardo Chaves

A leitora Suzana Behle, por exemplo, mandou dizer que muito tomou Cyrillinha nas viagens de trem para a fronteira, e aproveitou para informar, com entusiasmada esperança, que na mesma cidade de Santa Maria um grupo de empresários cogita reativar a fábrica e relançar a marca. Em outras mensagens, foram lembrados o antigo Crush, a Laranjinha e a Grapette.

O Crush foi lançado em 1916 nos EUA e fez enorme sucesso no Brasil, especialmente nos anos 1950. Ainda é fabricado no Exterior, mas aqui ficaram apenas a recordação do sabor de laranja e alguns raros exemplares da sua garrafinha âmbar e canelada, agora disputados por colecionadores.

Foto: reprodução

A Grapette também nasceu nos States, em 1930, e chegou ao Brasil em 1948 – entre 1953 e 1963, uma fábrica de Santo Ângelo produziu o refri tradicional de sabor uva, distribuído em sua garrafinha “torcida” e transparente. “Quem bebe Grapette… repete” dizia a propaganda. E, quem sabe, um dia, também volta.

Fotos: reprodução

(colaborou Guilherme Ely)

Você lembra desses refrigerantes? Deixe seu comentário.

Comentários (32)

  • salomao jacob golandski diz: 2 de julho de 2012

    a geração mais antiga , lembra perfeitamente .
    a grapette tentou voltar , a algum tempo atrás , pois foi vista
    em um supermercado da capital . mas não vi mais .

  • Antonio Borowski diz: 2 de julho de 2012

    Mais uma vez esta coluna me surpreende, justo em um assunto que estou ligado a mais de trinta anos . Coleciono antigas garrafas de refrigerante , sendo que hoje tenho em minha empresa uma acervo que vai desde a Grapette, Pespi – Cola, Minuano Limão, Fanta, , Cyrrilla, Sukita ,Mirinda entre outras. Temos duas raridades também , garrafas de leite – Corlac e Ideal. Coloco a disposição este material em nosso blog – Bron Design , semanalmente para que se possa matar a saudade de momentos de convívio com estas marcas. Visite e seja feliz

  • Antonio Borowski diz: 2 de julho de 2012

    Pessoal , desculpe esqueci de deixar o endereço do blog da Born Design é ttp://borndesign.blogspot.com

    Visite e seja feliz

  • Antonio Borowski diz: 3 de julho de 2012

    Bom dia Sr. Salomão, no começo dos anos 2000, ele voltou e era fabricada em Santa Maria/RS , pela mesma fabrica da cerveja Colônia, em garrafa PET, longe da original em vidro que tinha um design exclusivo . Bem fica a lembrança de coisas boas .
    Abç

  • João Antonio Pinto de Carvalho diz: 3 de julho de 2012

    Lembro que na década de 60 havia uma fábrica, ou quem sabe depósito da fábrica, de Grapete no Partenon,proximidade da rua Portuguesa. Se não me engano na rua Padre Hafkemeyer. Posteriormente funcionou naquele local as oficinas da extinta Lavanderia OK.Várias vezes comprei o refrigerante naquele local. Um grande abraço.

  • Daniel Dorneles Nunes diz: 3 de julho de 2012

    Ricardo, me senti tocado pela matéria dos clássicos refrigerantes. O Crush patrocinou meu terceiro clube do coração, o São Bento de Sorocaba (SP). Quando minha mãe era jovem tomava Grapette regularmente, completou 1 ano de falecimento sábado. Merecem voltar. A Grapette teve volta entre 2008 e 2009, garrafa 2 litros. Faltou sequência. Sugiro série especial com latinhas. A Sarandi poderia comprar os direitos da marca Grapette, eu compraria a inédita Grapette latinha. Já estou acostumado com Sarandi Uva.

  • gilmar gregorio diz: 3 de julho de 2012

    aki na minha cidade tem grapette to bebendo um agora ele custa 3 reais a garrafa de 2 litros barato d+ adoro . quem kiser um manda um email ki nos kombina gregorio.locutor@hotmail.com ou gregorio.locutor@gmail.com

  • Leandro A De Conto diz: 3 de julho de 2012

    A Grapette ainda existe! Eu vi na semana passada numa rede de supermercados local, aqui mesmo em Porto Alegre. Embalagem PET de 2 litros, fabricada em Santa Maria – segundo o rótulo. Já vi também versão light, no mesmo tamanho de embalagem. Compro sempre que posso, uma pena não encontrar embalagem de menor volume.

  • João Antonio Pinto de Carvalho diz: 3 de julho de 2012

    Esqueci de informar no outro comentario:já a mais de ano venho comprando regularmente no Zafari da av. Getulio Vargas, bairro Menino Deus, garrafas de 2 litros pet ligth e normal. No rótulo consta:
    FABRICADO E ENVAZADO POR; SANTAMATE IND. E COMERCIO LTDA.
    BR 392,KM 05, Caixa Postal 461, Bairro Passo das Tropas, Santa Maria, RS
    Um grande abraço à todos.
    João Antonio Pinto de Carvalho

  • Elizabeth Torresini diz: 4 de julho de 2012

    Acompanho diariamente o Almanaque. Está cada vez melhor! Cumprimentos.

    Sobre a garrafa de Laranjinha reproduzida, gostaria de lembrar que ela não é inicialmente de Santo Ângelo, conforme está anunciado.

    É, sim, de Porto Alegre. Produzida a partir de 1948 pela Indústrias Refrigerantes do Sul, propriedade de Arno e João Jacob Vontobel (vindos de Treze de Maio) em sociedade com a família Kirst, de Lajeado. Aliás, um ramos descendente da família Kirst hoje é proprietária da Fruki.

    Essa garrafa da Laranjinha foi patenteada em 1951, e a produção da matéria-prima era feita em Lajeado e transportada em lanchões para Porto Alegre. Nessa época a ponte do Guaíba ainda não existia.

    Em 1954, João Jacob – atual Vonpar – muda-se para Santo Ãngelo, onde abre uma filial da Laranjinha. Mais tarde, a Vontobel de Santo Ãngelo começa a produzir Grapette (1956) e Coca-Cola (1963).

    Depois, em 1960, João Jacob compra a Água Mineral Minuano, de Porto Alegre, e produz famosa Minuano Limão (1967), entre outros. Antes do sucesso da Minuano Limão houve um enorme fracasso chamdo Bingo Tangerina. Para o lançamento desse refrigerante, Roberto Carlos e a Jovem Guarda foram contratados e fizeram um espetáculo no Ginásio da Brigada Militar em 1967.

    Creio que a Minuano Limão também mereceria um destaque. É um dos refrigerantes mais lembrados dos gaúchos. Aliás, um dos melhores!

    A Vonpar tem ótimas imagens desses refrigerantes, publicadas no livro Vonpar: a marca do desafio em 2009.

    Com um grande abraço,
    Elizabeth Torresini

  • Antonio Borowski diz: 4 de julho de 2012

    Boa tarde Sra. Elizabeth, muito bom o resgate histórico , e também compartilho que a Minuano Limão deveria ter um artigo nesta coluna. Aproveito para colocar que no nosso acervo de embalagens antigas da Born Design possuimos duas versões: em rotúlo de papel e outra e flexo – tinta sobre o vidro, além de um copo promocional. Podemos enviar as fotos dos mesmos.
    Grato e fico a disposição
    Antonio Borowski

  • silas m guilhermino diz: 5 de dezembro de 2012

    das bebidas que eu apreciava muito na minha infância era crush,7up,tonica brama,king cola esta uma das principais rivais da coca cola,além da wimi,minuano limão,um abraço.

  • Jose nazareno diz: 14 de janeiro de 2013

    Em Belém e interior do Pará o grapette é vendido nos sabores uva, laranja, guaraná e cola. Todas na versao pet. Atualmente é fabricada pela Sampaio & moraes de Benevides-Pará. Por esta mesma empresa é fabricado os refrigerantes garotos e os refrigerantes splash em pet e ks. Lembrando que a marca garoto é fabricada tambem pela micos-cicopal, curiosamente tambem de Benevides-Pa, mais esta ultima trata-se de uma empresa vinda de Sao paulo. Tenho um site(blog) sobre as marcas de refrigerante do norte e comercializo no ml garrafas antigas do garoto, vigor, soberano, splash e cerpa.

  • João Antonio Pinto de Carvalho diz: 14 de janeiro de 2013

    José Nazareno, informa o endereço do teu blog,um grande abraço.

  • patrícia diz: 15 de janeiro de 2013

    TENHO COLEÇÃO DE GARAFINHAS DE COCA-COLA ANTIGA E NÃO ME DESVENCILHO DELAS POR NADA!

  • JOSE CARLOS ARBILO RODRIGUES diz: 16 de janeiro de 2013

    MUITA SAUDADE COM CINCO ANOS GANHEI UMA BOLA DA GRAPETTE COMO PREMIO E COM ISSO A CABEI GANHANDO O A PELIDO DE GRAPETTE QUE HOJE POSSO DIZER QUE É MEU NOME.NINQUEM ME CONHECE PELO NOME POIS JÁ ESTOU COM 54 ANOS.AINDA TENHOS DUAS GARRAFAS DA ÉPOCA.

  • Marcos diz: 18 de janeiro de 2013

    então tomem a bomba : a Grapette voltou ! É fabricada no Rio pela empresa Refrigerantes Paquera !

  • ” Pimenta ” PRESIDENTE ” do CLUBE Nick Pag Dacon do Brasil e Mini Dacon 828 diz: 23 de janeiro de 2013

    Ola Pessoal :

    Onde Aqui Em Sao Paulo na Capital Encontro GRAPETTE e CRUSH e MIRANDA Para COMPRAR ALGUEM Conhece ???

    Estou Nestes 3 Email Para Contato :

    PECAS.MPLAFER.ORIGINAIS@GMAIL.COM
    Onde Tenho TODAS as PEÇAS do Seu MP Lafer Originais e NOVAS

    CLUBE.NICK.PAG.DACON.BR@GMAIL.COM
    Onde Sou o PRESIDENTE do Nosso CLUBE

    CIABUGGYTRIPIMENTA@GMAIL.COM
    COMPRO TODOS os Carros de FIBRA e REPLICAS e GURGEL e BUGGY`s

    ABRAÇO do ” PIMENTA ” de Sao Paulo Capital Fone 11-9 9902-1570 Cel da VIVO

  • GERALDO SANTOS diz: 22 de fevereiro de 2013

    QUE GRANDES RECORDAÇÕES…LEMBRO E TENHO SAUDADES DO REFRIGERANTE CRUSH,MESMO PORQUE, NO DIA 24 DE DEZEMBRO DE 1964,EU GANHEI O TÃO COBIÇADO CARRINHO DA CRUSH RS (ERA UM CHEVROLET) FOI UMA FESTA ENTRE MEUS AMIGOS…MAIS INFELIZMENTE UM TIO MEU ,QUEBROU O TAL CARRINHO PORQUE EU NÃO QUIS VENDE-LO PELO VALOR DE 21 MIL CRUZEIROS …HOJE TENHO 58 ANOS DE IDADE E JA PROCUREI UM CARRINHO DESSES PRA COMPRAR E NUNCA ENCONTREI,SE ALGUÉM SOUBER QUEM TEM UM,ME MANDE PELOMENOS UMA FOTO FICAREI MTO GRATO. AH TAVA ESQUECENDO…PRA GANHAR O CARRINHO VC TINHA QUE COMPLETAR AS FRASES QUE VINHAM SEPARADAS EM CADA TAMPINHA ( CRUCH É O UNICO QUE CONTÉM SUCO DE LARANJA, MAIS O DESENHO DO CARRINHO ) E EU GANHEIIIIII ISSO ACONTECEU NA CIDADE DE ITAPÉ NA BAHIA NA ÉPOCA EU TINHA 10 ANOS ( MORO EM ITAPEVI -SP)

  • Sidney José diz: 12 de março de 2013

    Aqui na minha cidate tem Grapette fabricado pela refrigerantes Dores em garafas pet de 350ml, 1 litro e 2 litros. Quem tiver saudades do sabor da Grapette pode falar comigo por e-mail (sidinhoicq@aol.com) que posso enviar. (mas vou cobrar as despesas). Valeu.

  • mauricio jose pagador diz: 25 de março de 2013

    ola tudobem eu em comtrei uma garrafa em terrada 4 metros de fundura em bom estado é amesma da foto fiquei muto curioso para saber de que marca que era muito legal eu moro na cidade de angatuba sp

  • arnaldo diz: 12 de abril de 2013

    Observando essas fotos tive a oportunidade de lembrar dos meus aniversarios que minha mãe fazia, hoje estou com quase 51 anos e viagei completamente com essas fotos, se caso vcs tiverem a foto da fratelivita envie para o meu email esse refrigerante deve ser da epoca de 70 existiam varios sabores como maçã, pera, etc.

  • Miriam Monaco diz: 21 de abril de 2013

    Durante a minha infância, meus aniversários eram comemorados com guaraná caçula e Grapette. Que saudades! Há alguns anos atrás descobri a Grapette no Bourbon de Novo Hamburgo e comprava toda semana, mas para minha tristeza desde o fim de 2012 a Grapette sumiu das prateleiras. Pergunto para os funcionários quando vai ter Grapette, mas não sabem responder ou tem respostas evasivas. PÔ, EU QUERO A GRAPETTE DE VOLTA!!!

  • ” Pimenta ” Sergio Pimenta ” Presidente ” do ” CLUBE Nick Pag Dacon do Brasil e Mini Dacon 828 “ diz: 9 de agosto de 2013

    Ola Amigos :

    Por GENTILEZA Amigos :

    Onde Eu ” PIMENTA ” Encontro GRAPETTE e CRUSH e MIRANDA Para ” COMPRAR ”

    Pago a Despesa do ” REFRIGERANTE ” de ( 2 LITROS ) Sendo ( 06 SEIS ) ( GARRAFAS PET de 2 Litros ) de Refrigerante e do ” SEDEX ” Para ENVIAR Para Mim Ok

    E So ENVIAR Pelo SEDEX e MANDAR ( JUNTO ) Com os Refrigerantes a NOTA FISCAL do Valor do SEDEX Que REIBOLSO VOCE Ok Amigos

    Estou Neste E-Mail ACIMA Onde Sou o ” PRESIDENTE ” do NOSSO CLUBE

    Desde JA OBRIGADUUUU

    ABRAÇO do ” PIMENTA ” de Sao Paulo Capital

  • Aldecir diz: 16 de agosto de 2013

    Olá! Encontrei ano passado no Supermercado Zafari do Shopping Total em Porto Alegre.

  • Camila Brondani diz: 29 de setembro de 2013

    Venho por meio deste pedir ajuda de vocês que tenham alguma informação pra me passar sobre a FÁBRICA DA CYRILLA, desde fotos, histórias, recortes, o que for, pois estou fazendo o meu Trabalho de Conclusão de Curso sobre a Fábrica e necessito com urgência de informações. Desde já agradeço a atenção.

  • Telmo Fortes diz: 4 de novembro de 2013

    Sou colecionador de quase tudo.
    Minha mãe foi a primeira (e única) funcionária do escritório da “Laranjinha”, como era conhecida a fábrica do velho João Jacob Vontobel em Santo Ângelo, em 1954/55.
    Recordo vivamente de algumas coisas:
    No final na década de 50 os Vontobel passaram a fabricar a Grapette. Em 1961, eliminaram a Laranjinha para introduzir a Fanta sabor laranja. Fizeram o lançamento no Cine Teatro Municipal, onde a gurizada ia assistir programas duplos com seriados, Naquele dia passou um longa metragem; Salomão e a Rainha de Sabá. As fantas geladinhas eram distribuídas de graça e o piazedo chegava a trocar de camisa para ganhar ração reforçada. Naquele tempo, refrigerante era coisa quase de rico.
    Em seguida, face a uma incompatibilidade legal, substituíram a Grapette pela Fanta sabor uva.
    Muitos e muitos anos depois (1984) , indo ao Rio de Janeiro, me deparei com a Grapette. Comprei um monte. Que decepção… era aguada, desgazeificada, nada que lembrasse a Grapette da minha infância.
    Atualmente, aposentado em Florianópolis, dedico-me a engarrafar Fanta laranja e uva em antigas garrafinhas de Laranjinha e Grapette porque o saudosismo me obriga a voltar aos velhos e bons tempos.
    Ah! E elas são resfriadas em uma antiquíssima geladeira de madeira e com barras de gelo, no mais caprichado estilo.
    Gostaria de recordar que em Rio Branco, no Acre, algum gaúcho louco fabricava (nos anos 90) guaraná, framboesa e gasosa, nas garrafas grande e pequenas, com aqueles rótulos multicoloridos e tudo. Espero que a “Guaraná Libertador” não tenha fechado as portas. – Esse “libertador” certamente é referencia a Plácido de Castro, riograndense que libertou o Acre do perigo boliviano.
    Abraços

  • Juarez Pires diz: 24 de dezembro de 2013

    Tenho em casa um exemplar de CRUSH cor canelada original que achei em 1988 em um movimento de terra numa baixada. Está enfeitando minha estante.

  • Ayrton Torres diz: 5 de fevereiro de 2014

    O grande problema da Grapette que encontramos aqui no Rio, é que mudaram o sabor. Para um horrível sabor FRAMBOESA e não UVA, como era antigamente.
    Li que em outros estados ainda fabricam com o sabor uva.
    Tenho uma garrafa âmbar, de Grapette, como a da foto do início da matéria.

  • walfrido pinheiro diz: 16 de fevereiro de 2014

    a garrafa de grapette era outra ,essa que está apresentando já foi modificada,a de cruhc era marrom o nome em alto relevo a mirinda veio depois.abraços

  • ADILSON RIBEIRO PASSOS diz: 10 de março de 2014

    Amigos trabalhei na fábrica de Crush – Refrigerantes do Brasil S.A. em Olaria – Rio de Janeiro, lá pelos anos 60. Eu era menor de idade na época. Gostaria que alguém me informasse que empresa incorporou aquela fábrica. Teria sido a Coca-Cola?
    Adilson Ribeiro Passos

  • Marivaldo dos Santos diz: 21 de março de 2014

    Nunca esqueci do Crush e do Grapette. Apesar do sabor modificado ainda bebo Grapette uma vez ou outra principalmente quando vou a Cabo Frio.

Envie seu Comentário