Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Circuito Farroupilha

30 de agosto de 2012 0

O advogado Luiz Fernando Saint’Pierre coleciona informações sobre automobilismo e tem entre seus guardados uma relíquia. Está em seu poder um dos três troféus que foram oferecidos ao piloto que vencesse o 1º Grande Prêmio Cidade de Porto Alegre. A prova, realizada no dia 15 de novembro de 1935, foi um dos eventos comemorativos ao centenário da Revolução Farroupilha.

Uma das taças da prova. Foto: Ricardo Chaves

A competição se deu na zona sul da Capital, no chamado Circuito Farroupilha, que tinha uma extensão de 15 quilômetros, com largada no Largo do Cristal e chegada na Avenida Wenceslau Escobar – onde foram construídas arquibancadas para melhor acomodar o público, calculado em 50 mil espectadores.

A largada. Foto: reprodução

Doze pilotos estavam inscritos para a corrida, inclusive o carioca Hugo Teixeira de Souza e o uruguaio Ramón Sierra, que teve seu favoritismo confirmado pela posição ocupada na primeira fila (o carro número 2 na foto acima) e pela oferta de uma taça da Comisión de Turismo y Carreras del Centro Automovilista del Uruguay, que confiava em sua vitória.

Detalhe da taça. Foto: Ricardo ChavesDetalhe da taça escrita em espanhol. Foto: Ricardo Chaves

Na sexta volta, quando ocupava a quarta colocação, ao descer a curva da Pedra Redonda, o uruguaio derrapou e capotou três vezes, escapando milagrosamente apenas com luxações leves.

O Ford V8 de Norberto Jung. Foto: reprodução

Norberto Jung, o “Pintacuda dos Pampas”, que largara na quarta fila com seu Ford V8 de número 16, foi o grande vencedor, com direito às três taças do histórico prêmio.

Acima e abaixo, Norberto Jung em duas provas diferentes. Fotos: reprodução

(colaborou Luiz Fernando Saint’Pierre)

Você lembra da corrida do centenário farroupilha em 1935? Deixe seu comentário.

Envie seu Comentário