Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Frase do dia: Greta Garbo

18 de setembro de 2012 0

Foto: reprodução

Qualquer galeria das grandes musas do cinema do século 20 tem de reservar um espaço de honra para Greta Garbo (1905 – 1990). Mais do que uma atriz de sucesso, ela foi uma espécie de símbolo do momento mais glamouroso de Hollywood, com uma figura ao mesmo tempo enigmática e sofisticada, de cada vez mais difícil imitação.

Greta Lovisa Gustafsson teve de começar a trabalhar cedo, em função da morte do pai, Karl, quando ela tinha apenas 14 anos. Funcionária de uma loja de departamentos, ela acabou se tornando modelo das propagandas da casa, e disso vieram oportunidades no cinema. Ela foi estudar teatro e começou a carreira no cinema sueco, indo para os Estados Unidos durante os anos 1920. O sucesso viria na década seguinte, com as grandes atuações de Greta em Mata Hari (1931), Grand Hotel (1932) e, especialmente, em Anna Karenina (1935) e Camille (1936).

Depois da II Guerra, a atriz saiu de cena, preferindo conservar a mística do auge da trajetória – premiada com um Oscar especial em 1954. A artista admirada e idealizada por tantos, cujo nascimento completa hoje 107 anos, teria sido considerada “a mais bela mulher que já viveu” no Livro dos Recordes de 1954. Ela resumiu a existência de forma simples: “A vida seria tão maravilhosa se soubéssemos o que fazer com ela”, frase reproduzida no Almanaque Gaúcho desta quarta-feira.

Envie seu Comentário