Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Frase do dia: João Cabral de Melo Neto

09 de outubro de 2012 0

Fotos: reprodução

O poema dramático Morte e Vida Severina, uma das obras artísticas mais importantes entre aquelas de temática nordestina, é o texto mais famoso de João Cabral de Melo Neto (1920 – 1999), poeta recifense cuja morte completa hoje 13 anos. De fato, os versos sobre a saga de um Severino e sua família, fugindo do sertão rumo ao mar, é simbólica tanto de uma cultura como de uma poética particular, unindo o popular, o tradicional e o surreal, marcas presentes em toda a obra de João Cabral.

Membro da Academia Brasileira de Letras, o poeta foi também diplomata, trabalhando e morando em países como Espanha, Inglaterra e Suíça. Enfrentou acusações de subversão, atuou também como jornalista e produziu número expressivo de poemas. De um deles, O Cão Sem Plumas, foram extraídos os versos publicados no Almanaque Gaúcho desta terça-feira: “A cidade é passada pelo rio / como uma rua / é passada por um cachorro; / uma fruta / por uma espada”.

Veja abaixo uma adaptação televisiva de Morte e Vida Severina:

Envie seu Comentário